Qual a melhor forma de investir em ouro? Conheça o Órama Ouro FIM

| |
Compartilhe o post:

Investimentos em ouro servem como proteção para os momentos de turbulência financeira, para reduzir o risco e também para diversificação, com o objetivo de obter mais retornos. As formas mais tradicionais de investir em ouro eram comprar barras ou certificados. Nesse post você vai conferir por que essas podem não ser as melhores formas.

Desvantagens das barras e certificados de ouro

As principais desvantagens são a segurança reduzida e a logística, características inerentes dos ativos físicos. O modo operacional também é uma desvantagem, pois é preciso ser cadastrado numa corretora, apurar resultados e recolher imposto de renda quando auferir lucro na venda.

Mas a maior desvantagem é a diferença entre os preços de compra e venda, que é significativa para pequenas quantidades. O contrato padrão negocia 250g de ouro. Operar menos do que isso é como comprar a preço de varejo e vender no atacado.

Características do investimento em ouro

O ouro fica em evidência em momentos de incerteza econômica, como a crise que estamos vivenciando desde 2008. Naquele ano o ouro valorizou 32%, enquanto o Ibovespa caiu 41%.

É um ativo que também pode trazer mais rentabilidade para sua carteira. O grama do ouro saiu de R$ 21,50 no início de 2003 para R$117 (fechamento de novembro de 2012), ou seja, mais que quintuplicou neste período. Nos últimos 10 anos, só em 2003, 2004 e 2009 a variação do ouro foi negativa em, respectivamente, -0,77%, -2,85% e -3,05%.

O ouro pode passar longos períodos com cotação estável ou baixa volatilidade, como aconteceu entre o final de 2002 a meados de 2007. Porém, no longo prazo sua tendência é de alta, com algumas correções pelo caminho.

Por que investir em ouro

Não veja o ouro como um ativo para especular. As principais razões para investir devem ser:

Proteção: ativo defensivo para preservar patrimônio e para proteger contra alguma catástrofe financeira. Considerado reserva de valor.

Diversificação: minimiza o risco de uma carteira de investimentos, ao mesmo tempo em que pode aumentar os retornos alcançados no longo prazo, devido ao preço crescente.

Liquidez: negociado facilmente, apesar da diferença das cotações de compra e venda para pequenas quantidades.

Órama Ouro FIM: para investir em ouro a partir de R$1 real

A mais nova forma para investir em ouro é aplicando no Fundo Órama Ouro. É um Fundo de gestão passiva com objetivo de acompanhar a variação da cotação do ouro no mercado à vista. Assim sendo, o desempenho do Fundo depende da cotação do ouro no mercado internacional e do dólar.

Então, o Fundo Órama Ouro é uma excelente opção para se proteger em momentos de instabilidade e também para diversificar, sem o risco e a dificuldade operacional inerentes ao ouro em barra ou certificados.

Compartilhe o post:

Posts Similares

2 Comentários

  1. Gostaria de começa a investir em comprá de Ouro como fazer e a partir de quantas gramas pode começar a investir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.