Investimentos em Julho de 2014

O mês de julho foi marcado pelo bom desempenho do Ibovespa, que registrou alta de 5,01%. O setor financeiro foi o grande destaque, se beneficiando principalmente do patamar da taxa básica de juros e da inadimplência que não tem aumentado. As ações da Petrobrás e Vale fecharam o mês em forte alta e ajudaram a puxar o Ibovespa para cima. A entrada de recursos de estrangeiros também influenciou positivamente o mercado de ações.

O mercado de juros se manteve tranquilo durante o mês. A ata divulgada pelo Copom após a reunião no início do mês, que manteve a política monetária e a Selic no patamar de 11% ao ano, descartou a possibilidade de o comitê baixar os juros na próxima reunião, como cogitavam alguns agentes do mercado.

O FMI divulgou relatório classificando a situação econômica do país como moderadamente estável e revisando para baixo sua previsão de crescimento do PIB nacional para 2014. O boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central, também diminuiu sua expectativa para o PIB e a produção industrial no ano.

Cenário externo

No cenário externo, tensões em torno da Rússia e Ucrânia, Israel e Palestina e também o imbróglio da crise argentina pressionaram o dólar. Estes fatos somados aos sinais de melhora da economia americana fizeram o dólar subir em relação às principais moedas do mundo.

Apesar das tensões internacionais, o ouro registrou queda no mês, pois a perspectiva de melhora da economia global, sobretudo a americana, fez com que o preço do metal cedesse no mercado internacional.

Resultado dos principais indicadores e melhores fundos Órama em julho

Diante dos acontecimentos citados acima, a variação do Ibovespa foi de 5,01%, a do CDI 0,94%, o rendimento da poupança de 0,61% e o dólar registrou alta de 2,23%.

Assim, os melhores fundos Órama do mês foram:

Órama BNY Mellon Income            <4,64%>

O fundo foi o melhor do mês na plataforma Órama. Seu resultado é explicado pelo bom desempenho das ações do setor financeiro, como Itaú, Bradesco e BB Seguridade; pela posição em Petrobras, que subiu mais de 18% com o resultado das pesquisas eleitorais; e Marfrig, que valorizou 10,22% com o aumento do preço-alvo da empresa e a recomendação de compra pelo Bank of America Merrill Lynch.

Órama JGP Equity            <3,16%>

O bom resultado é explicado pelas posições no setor financeiro e de materiais básicos como Vale e Gerdau.Vale subiu com a melhora dos indicadores da economia da China, incluindo o PIB de 7,5% no segundo trimestre, acima do 7,4% esperado. O fundo também ganhou com a alta das ações da Petrobras.

Órama Gávea Macro        <2,20%>

A grande parte dos ganhos do fundo veio da posição comprada em dólar. A alta da moeda é explicada pelos acontecimentos no exterior, pois aqui o governo segue controlando a taxa cambial para segurar a inflação.

Órama Quest Ações         <2,09%>

O resultado deste mês também é explicado pelas posições no setor financeiro. Gerdau, Petrobrás e Kroton também contribuíram para o resultado do fundo.

Órama IP Participações                  <1,85%>

O bom desempenho do fundo é atribuído a alta das ações de Itaúsa, que subiram 10,88%, Panvel que registrou alta 12,57% e BDRs (certificados de ações estrangeiras negociados na Bovespa) da IBM.

Recomendações para seus próximos investimentos

Devido às perspectivas de continuidade de melhora da situação econômica global, continuamos com boas expectativas para a Bovespa até o final do ano, apesar das incertezas sobre as eleições. Veja abaixo minhas recomendações para seus próximos investimentos:

Para os investidores conservadores

As Letras de Crédito (LCI e LCA) continuam sendo uma boa escolha para os investidores conservadores e para diversificação de carteiras, pois são isentas de imposto de renda, assim como o Órama DI Tesouro Master que continua indicado para os investidores conservadores, mas também para aplicação das reservas para emergências.

Para os investidores moderados

Para os investidores que buscam retornos acima da renda fixa no médio e longo prazos e que aceitam variações negativas no curto prazo, sugiro os fundos de risco moderado, como o Órama BTG Pactual Hedge Plus e Órama GAP Absoluto.

Para os investidores agressivos

Já para os investidores mais agressivos que querem investir em ações, sugiro os Fundos Órama JGP Equity, Órama STK Ações e Órama Bogari Value.

Vale lembrar que em caso de dúvidas estou disponível através do canal Fale com a Sandra, no site da Órama.

Obrigada e até o próximo mês!

Escrito por

Consultora de investimentos da Órama autorizada pela CVM, CFP® e autora de diversos livros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s