Mais Cuidado Com Seus Reais

Uma pesquisa realizada pelo Banco Central, apresentou dados sobre como o brasileiro utiliza o dinheiro e conserva as cédulas. De acordo com os números divulgados, a conclusão é que a população tem pouco cuidado com o dinheiro. Neste post vou comentar os números da pesquisa e fazer algumas comparações com as informações do Federal Reserve (Banco Central Americano).

A vida útil de cédulas no Brasil em comparação aos EUA

Na pesquisa divulgada pelo do Banco Central no mês passado, 38% das cédulas estão soltas nos bolsos de calças e 15% jogadas dentro de bolsas. Será que estes números explicam por que nossas cédulas duram tão pouco?

No Brasil, as notas de R$ 5, R$ 10 e R$ 20 circulam por cerca de apenas 14 meses antes de serem destruídas. As de R$ 50 e R$ 100 duram mais, 37 meses, isto é, pouco mais de três anos, porém ainda é pouco tempo se comparado à vida útil das cédulas americanas.

Nos EUA, as notas de US$ 5, US$ 10 e US$ 20 têm uma vida útil de 5 anos e meio. As de US$ 100 tem uma vida útil estimada em 15 anos. As cédulas que duram menos são as de US$ 50, 3 anos e oito meses.

Dinheiro x cartão

Segundo a pesquisa realizada no Brasil, 72% dos entrevistados afirmaram que frequentemente pagam contas, compras de produtos, alimentos e serviços em espécie. Apenas 15% utiliza cartão de crédito e 11%, cartão de débito. As principais justificativas para a utilização do dinheiro são a aceitação e a privacidade. Os indivíduos que usam cartões alegam como razões para uso desta forma de pagamento a segurança e o controle.

O mais interessante é que o percentual de brasileiros que utiliza dinheiro aumentou de 2010 para cá, enquanto o número de quem utiliza cartões de crédito e débito diminuiu. Em 2010, 59% afirmou utilizar dinheiro para fazer pagamentos, 20% cartão de crédito e 16% cartão de débito.

Outra informação relevante sobre a utilização do dinheiro apontada pela pesquisa é que mais da metade dos brasileiros recebe salário em espécie e 27% recebe em conta corrente, poupança ou conta salário, mas retira o dinheiro no caixa eletrônico. Assim, parte da diferença entre a vida útil das cédulas brasileiras e americanas pode ser explicada pelo fato de que, no Brasil, o dinheiro é a forma de pagamento mais utilizada.

O valor do dinheiro

Mas quais seriam as outras possíveis explicações para as notas de dólares terem uma vida mais longa, além do fato de os americanos utilizarem mais cartões e/ou cheques do que nós?

Acho que eles dão mais valor ao dinheiro, seja pela cultura capitalista mais presente em suas vidas, por serem educados financeiramente ou, sobretudo, porque ganham mais. Assim como acho também que estas são as mesmas razões que explicam por que eles investem com maior regularidade, inclusive em produtos de risco, como o mercado de ações.

O que você acha? Como você cuida do seu dinheiro? E como andam os seus investimentos?

Caso precise de ajuda para escolher quais as melhores aplicações para o seu dinheiro, experimente a ferramenta Portfolio Ideal disponível no site da Órama, que indica a melhor carteira de Fundos de acordo com sua idade, perfil de investidor e recursos disponíveis, ou entre em contato comigo através do canal “Fale com a Sandra”.

Escrito por

Consultora de investimentos da Órama autorizada pela CVM, CFP® e autora de diversos livros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s