Investimentos em Setembro de 2014

O mês de setembro foi marcado pela alta do dólar que se valorizou frente às moedas das principais economias do mundo. Frente ao real, o dólar bateu o maior valor de fechamento desde 2008, registrando uma alta de 9,34%. O comportamento global da moeda é explicado pelo fortalecimento da economia americana comparativamente com as demais.

Os investimentos em juros e bolsa seguiram na direção contrária à do dólar. O Ibovespa, principal índice de referência para o mercado acionário brasileiro, caiu 11,70% diante do cenário eleitoral, com Dilma consolidando liderança nas pesquisas de 1º e 2º turno, e efeito do cenário internacional. O índice aprofundou queda de forma bastante rápida no final do mês, dando pouco tempo para a reação dos gestores. As ações do chamado Kit Eleições foram as que registraram maiores perdas. Petrobrás, Banco do Brasil e Cemig registraram quedas de mais de 20% no preço de suas ações.

A curva de juros abriu no mês, voltando ao patamar de julho e trazendo perdas para os investidores e fundos com posição em títulos prefixados ou com componente prefixado, como o caso das NTN-Bs. As principais perdas ocorram nos papéis com vencimento mais longo, o IMA-B 5+, índice representativo destes títulos, encerrou setembro com queda de 5,43%.

Além dos índices já citados, o CDI valorizou 0,90% e a poupança rendeu 0,59%.

Melhores Fundos Órama em setembro

De acordo com o citado acima, os fundos de destaque do mês foram:

Órama Gávea Macro <6,77%>

A excelente rentabilidade do fundo no mês é resultado da posição relevante no mercado de moedas, comprada em dólar contra o real. Os fundamentos para esta posição são a deterioração das contas externas nacionais e a apreciação do dólar no contexto global de provável aperto monetário nos EUA.  A posição tática a favor da alta da Selic no futuro também contribuiu para o  desempenho do fundo.

Órama SPX Nimitz <2,25%>

A valorização do dólar frente às principais moedas do mundo é responsável pelo bom desempenho do fundo que mantém posição comprada na moeda americana.

Órama BNY Mellon Arx Hedge Plus <0,99%>

A principal contribuição para o desempenho do fundo em setembro se deve à posição comprada em dólar contra real, iniciada durante o mês de setembro, em razão dos resultados das pesquisas eleitorais com Dilma se consolidando como favorita no 1º e 2º turnos. As posições tomada em futuro de Eurodollar e vendida em euros também tiveram uma pequena contribuição.

Órama DI Tesouro Master <0,87%>

O fundo rendeu 0,97% do CDI no mês, resultado da estratégia conservadora de investir em títulos do Tesouro, pós-fixados, as LFTs.

Órama Kondor Max <0,72%>

A rentabilidade é explicada pela posição conservadora combinada nas estratégias dos mercados de câmbio e juros.

Perspectivas para outubro e recomendações para seus próximos investimentos

O cenário eleitoral, com o segundo turno, ainda deve trazer alguma volatilidade para os mercados durante o mês de outubro. Dessa forma é importante que o investidor de perfil mantenha o seu planejamento  mesmo com as variações negativas que podem ocorrer no curto prazo.

Para os investidores com perfil de risco conservador

LCIs e LCAs tanto para investidores conservadores como para diversificação de carteiras, lembrando que estes títulos não são líquidos e, por isso, não indicados para aplicar os recursos de emergência.

O Fundo Órama DI Tesouro Master é outra excelente escolha, com o patamar atual da taxa de juros, rende mais que a poupança em qualquer período. Como possui liquidez diária, é indicado para aplicar as reservas para emergência.

Para os investidores com perfil de risco moderado

Os Fundos Órama BTG Pactual Hedge Plus, Órama Gap Absoluto e Órama Opportunity são minhas indicações para os investidores de perfil moderado, aqueles que aceitam variações negativas de curto para atingir retornos mais altos no médio prazo, cerca de três anos.

Para os investidores com perfil de risco agressivo

Minha recomendação para os investidores mais agressivos são os Fundos Órama JGP Equity, Órama Bogari Value, Órama STK Ações, lembrado que para retornos consistentes, o ideal é permanecer com recursos nestes produtos por cerca de cinco anos.

Em caso de dúvida sobre o desempenho dos Fundos Órama em setembro, ou sobre alocação de ativos, entre em contato comigo através do canal Fale com a Sandra no site da Órama.

Escrito por

Consultora de investimentos da Órama autorizada pela CVM, CFP® e autora de diversos livros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s