As estratégias dos Fundos do Século

Um estudo do GVcef (Centro de Estudos da Fundação Getúlio Vargas), divulgado no jornal Valor Econômico no mês passado, elegeu os fundos do século. Por isso, nesse post, vou comentar as estratégias que colocaram esses fundos no topo da lista.

Os fundos do século são fundos lançados há mais de 15 anos, ainda abertos para novas aplicações e que valorizaram muito acima dos indicadores de referência. Enquanto o fundo mais rentável valorizou 1.713,1%, o CDI variou 605,1% e o Ibovespa, 192,6%. Como a maioria concentra aplicações com exposição ao risco, uma vez que 45% são fundos de ações e 40%, fundos multimercado, podemos concluir que no longo prazo os riscos continuam sendo compensados com bons retornos. Até os fundos de renda fixa que se classificaram apresentam um grau de risco adicional pois possuem títulos de crédito privado em suas carteiras- o que confirma a hipótese de que o risco assumido é recompensado pelo retorno no longo prazo.

Mas diante do cenário econômico incerto, é difícil estender a perspectiva para prazo mais longo. Por isso, os investidores têm procurado por aplicações mais conservadoras e com vencimentos em até um ano. Entretanto, é necessário assumir um comportamento ao menos moderado baseado nas estratégias que vou comentar abaixo para não comprometer a valorização do seu patrimônio e sua independência financeira.

Fazer boas escolhas

A seleção de produtos para investir é o primeiro passo para se obter de bons retornos no longo prazo. Na Órama, o processo rigoroso de seleção é o nosso diferencial.  Um fundo para ser elegível deve apresentar um longo e consistente histórico de rentabilidade, compatível com a política de investimento e ser gerido por uma equipe com boa formação, experiência e disciplina no controle de risco. Ainda levamos em conta o alinhamento de interesse entre gestores e investidores.

Dessa forma, fazemos as boas escolhas para você. Não é por acaso que entre os dez primeiros fundos do século, quatro passaram pelo nosso processo de seleção.

Para auxiliar os investidores na escolha pelo melhor fundo da plataforma Órama de acordo com seu perfil e valor para investir, ainda temos uma ferramenta com um algoritmo sofisticado que propõe a melhor alocação, a Portfólio Ideal.

Horizonte de longo prazo

Ter horizonte de longo prazo não significa aplicar tudo em produtos mais arriscados. Afinal, sempre passaremos por momentos difíceis ou situações emergenciais e precisaremos ter acesso rápido a algum dinheiro. Porém, é importante tomar as decisões de investimentos com base num cenário de longo prazo. Para isso imagine suas circunstâncias pessoais ou da família daqui a 5 e 10 anos.

Os resultados de curto prazo podem ser atribuídos à sorte e ao momento, pois são mais vulneráveis às notícias e até boatos.  Assim, até os melhores gestores podem apresentar retornos insatisfatórios no curto prazo, desde que estejam dentro do esperado, dado o nível de risco do fundo.

Manter-se atualizado

Mesmo com horizonte de longo prazo, os gestores estão atentos aos movimentos nas economias. Por exemplo, com a tendência de dólar mais forte no mundo a ARX, gestora do Fundo ARX Income, um dos fundos do século distribuído pela Órama, está investindo mais em empresas que se beneficiam com a valorização do dólar.

A IP Capital Partners, gestora do fundo IP Participações, outro fundo distribuído pela Órama, que aloca parte relevante do patrimônio do fundo em empresas estrangeiras negociadas na Bovespa.

Ao atualizar as estratégias de acordo com a evolução do mercado, os gestores incrementam os retornos.

Disciplina

Apesar da atenção dos gestores aos movimentos dos mercados, é preciso ter disciplina para não fazer ou desfazer uma posição com base em uma única notícia ou boato que possa comprometer a rentabilidade dos investimentos no longo prazo.

A disciplina é especialmente importante para controlar emoções nos momentos em que o pessimismo ou o otimismo dominam os ambientes. Com disciplina um resultado insatisfatório em um mês ou em um ano não será interpretado como sinal de investimento ruim.

Resumindo, para alcançar bons retornos nos investimentos é preciso ser criterioso nas escolhas, fazer projeções com horizonte de longo prazo, manter-se atualizado e ter disciplina. Dessa forma, confiar os investimentos aos bons gestores de fundos pode lhe poupar tempo e dor de cabeça.

Os investidores Órama além de contar com nossa seleção rigorosa de fundos ainda podem começar a investir em fundos do século com apenas R$ 1 mil.

Escrito por

Consultora de investimentos da Órama autorizada pela CVM, CFP® e autora de diversos livros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s