Panorama Semanal – 01 a 05 de Fevereiro*

A semana começou pessimista. Logo no primeiro dia de fevereiro, o Focus mostrou uma piora nas projeções do mercado para inflação (7,26%) e PIB (-3,01%) deste ano.  Tanto o cenário nacional quanto o global vêm contribuindo para tal. Na sexta-feira da semana passada, foi divulgado o pior déficit nas contas públicas de União, estados, municípios e estatais, em 14 anos: R$ 111 bilhões. Na esfera internacional, continuam a pesar temores de uma recessão mundial.

A divulgação de outros dados domésticos ao longo da semana reforçou o desânimo. A produção industrial registrou uma queda histórica de 8,3% no ano passado. A atividade do comércio recuou quase 10% em janeiro. Já a produção de veículos caiu 29,3% no mês passado, em relação a janeiro de 2015.

A volta do ano legislativo no Brasil foi destaque nos jornais. Em discurso aos congressistas, a presidente da República, Dilma Rousseff, foi vaiada por oposicionistas. Ela pediu a volta da CPMF e ajuda contra a recessão. Protestos populares voltaram a ganhar alguma força. Houve, por exemplo, ocorrência de panelaços durante o pronunciamento da presidente sobre o zika vírus, manifestação de servidores estaduais no Rio e paralisação dos aeronautas e aeroviários.

No âmbito da Lava-Jato, repercutiram as notícias envolvendo os nomes de Renan Calheiros, José Dirceu, Luiz Inácio Lula da Silva e Aécio Neves.

E a presidente Dilma e o vice-presidente, Michel Temer, receberam uma notificação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que se defendam de um pedido, feito pelo PSDB, de cassação de seus mandatos.

O dólar, volátil, encerrou a quinta-feira em queda de 0,61%, a R$ 3,894. Dados fracos sobre o setor de serviços dos Estados Unidos e o fluxo cambial mais intenso levaram ao recuo da moeda americana.

Como contrapartida, na quinta-feira, o Ibovespa subiu bastante – após ter caído 4,87% na terça-feira devido ao recuo nos preços do petróleo e às preocupações com a inadimplência no Brasil. A alta da Bolsa na quinta-feira foi de 3,11%, para 40.821 pontos, com destaque para as ações da Vale, na esteira da recuperação dos preços do minério de ferro. As commodities subiram com o enfraquecimento do dólar porque o mercado entende que aumentam as chances de o Fed (banco central dos EUA) adiar a alta dos juros americanos, estimulando assim a economia.

Obrigada, um ótimo carnaval e até o próximo Panorama Semanal da Órama.

Dados atualizados até 09h02 de 05/02.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s