Panorama Semanal de 12 a 16 de junho

A semana, mais curta por causa do feriado, começou sob o impacto do resultado do julgamento da cassação da chapa Dilma-Temer no TSE, com 4 votos contra e 3 a favor. Em pronunciamento após o julgamento, o presidente Michel Temer disse que não permitirá a interferência indevida entre os poderes da República. Ele negou a acusação de usar a Abin para investigar o relator da Lava-Jato, qualificando as denúncias contra ele de “artificiais e montadas”.

Já o doleiro Lúcio Funaro, em depoimento à Polícia Federal, afirmou que operou o caixa 2 do PMDB e disse que Temer tinha ciência das doações ilícitas de campanha.

A dúvida sobre a permanência do PSDB no governo causou apreensão nos mercados. Embora sem consenso, o partido decidiu ficar na base. Em outra frente, no entanto, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu que Temer convoque eleições gerais.

A delação do ex-ministro Antonio Palocci é também fator de nervosismo no âmbito da Lava-Jato. Entre as possíveis denúncias, estaria o fato de que o ex-ministro Guido Mantega fornecia informações privilegiadas a agentes do mercado.

Joesley Batista, da JBS, voltou ao Brasil e prestou novo depoimento ao Ministério Público Federal, sobre repasses de mais de US$ 80 milhões para os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Em depoimento à Polícia Federal, em Curitiba, Eduardo Cunha negou que tivesse sido pago por Temer para não fazer acordo de delação premiada.

A presidente do STF, Cármen Lúcia, determinou a retirada do inquérito envolvendo o nome de Aécio Neves do âmbito da Operação Lava Jato, com o sorteio de um novo ministro relator (Ricardo Lewandowski) para o caso.

No Rio de Janeiro, o ex-governador Sérgio Cabral foi condenado a 14 anos e dois meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Sua mulher, Adriana Ancelmo, foi absolvida por falta de provas suficientes de autoria ou participação.

Apesar do cenário político tenso, o IBC-Br registrou uma alta de 0,28% na atividade econômica em abril, em comparação ao mês de março. Embora positivo, o índice ficou abaixo do esperado por analistas.

Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump, reconheceu que está sendo investigado pela demissão do ex-diretor do FBI James Comey. Segundo o “Post”, ele é investigado por obstrução de Justiça. Na economia americana, indicadores em direções opostas. Enquanto os números de seguro-desemprego ficaram abaixo do esperado, a produção industrial registrou estagnação, gerando dúvidas quanto ao próximo passo do Fed (banco central dos EUA) em relação à taxa de juros do país.

No Brasil, no pregão da última quarta-feira, o dólar caiu 0,84%, cotado a R$ 3,28. O Ibovespa teve um avanço de 0,15%, aos 61.922 pontos.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 16/6, às 12h.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s