Decisões na política e os destaques da semana

Panorama Semanal de 16 a 20 de outubro

Os destaques políticos da semana vêm da Câmara dos Deputados e do Senado.

A segunda denúncia contra o presidente da República, Michel Temer, deixa a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, rumo ao plenário da Casa, com o parecer contra a sua continuidade. O caso deve ser votado pelos deputados na próxima semana.

No Senado, Aécio Neves volta a assumir suas atividades, depois que o plenário derrubou a decisão do STF de afastá-lo.

A grande polêmica dos últimos dias foi a portaria do trabalho escravo, com novas regras que, para especialistas, representam um retrocesso no país. O Ministério Público Federal e o Ministério Público do Trabalho recomendaram a revogação da portaria.

Em nova ação no âmbito da Lava-Jato, o gabinete do deputado Lúcio Vieira Lima, irmão de Geddel, foi alvo de ação da Polícia Federal.

Na economia, dados do Banco Central mostraram que a atividade do país recuou 0,38% em agosto, na comparação com o mês de julho. Apesar de negativo, o resultado ficou acima das expectativas dos economistas.

E a Receita Federal arrecadou R$ 105,59 bilhões em setembro, uma alta real de 8,6% em relação a setembro do ano passado.

No mercado de trabalho formal, o Brasil abriu 34,3 mil vagas em setembro.

Lá fora, foi uma semana bastante movimentada: ataque terrorista na Somália; tensão na Catalunha, com possível retirada de sua autonomia pelo governo espanhol; avanço da extrema direita nas eleições austríacas; declaração da Coreia do Norte de que uma guerra nuclear é possível a “qualquer hora”; retomada da cidade de Raqqa, considerada a capital do Estado Islâmico; crise política na Venezuela, com eleições regionais.

Repercutiu nos mercados uma suposta declaração do presidente do Banco Central da China sobre a elevação das dívidas corporativa e imobiliária no país, levantando temores de um colapso, a partir do rompimento de uma “bolha”.

Por fim, os EUA. Em meio a questões políticas internas e de diplomacia, sobretudo com Irã e Coreia do Norte, o presidente americano, Donald Trump, se reuniu nesta quinta-feira com Janet Yellen, a presidente do Fed (banco central americano). Há forte expectativa quanto ao nome que Trump indicará para suceder Yellen, cujo mandato termina em fevereiro de 2018.

Com a queda nos preços do petróleo, o pregão desta quinta-feira na Bolsa registrou queda de 0,4% no Ibovespa, influenciado pelas bolsas americanas. No mercado cambial, o dólar encerrou em alta de 0,33%, cotado a R$ 3,175.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 20/10, às 10h.

Um comentário em “Decisões na política e os destaques da semana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s