Nova presidência do Fed e os destaques da semana

Panorama Semanal de 30 de outubro a 3 de novembro

A semana, “mais curta” por causa do Dia dos Finados, teve como destaques no cenário externo a indicação de Jerome Powell para assumir o Fed (banco central americano), a volta do terror a Nova York e os dados econômicos dos EUA.

O presidente americano, Donald Trump, nomeou Powell (que já é diretor do Fed) para o lugar de Janet Yellen, que deixa o cargo em fevereiro. A expectativa é que ele mantenha a política de alta gradual nas taxas de juros. Na última reunião, o Fed manteve os juros, de olho nos dados da economia e na inflação.

Nesta sexta-feira, o Relatório de Emprego dos EUA (payroll) registrou geração de vagas menor que o esperado, reforçando o gradualismo na política do Fed e impulsionando as bolsas. Informações sobre o pacote tributário de Trump devem mexer com os mercados.

No Brasil, o desemprego recuou para 12,4% no terceiro trimestre do ano, ainda assim atinge 13 milhões de pessoas.

Uma divulgação positiva foi a alta de 2,6% na produção industrial brasileira em setembro, na comparação com setembro de 2016. No acumulado do ano, a produção registra avanço de 1,6%. Em 12 meses, o setor cresceu 0,4%, o primeiro resultado positivo desde maio de 2014.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, esteve no foco das notícias. Ele deu explicações quanto à redução da projeção para o salário mínimo, de R$ 969 para R$ 965 na proposta orçamentária de 2018. A justificativa é técnica, já que a fórmula de correção do salário mínimo considera o PIB dos dois anos anteriores, bem como a inflação do ano anterior e a projeção do INPC.

Em outra frente, Meirelles afirmou em entrevista à “Veja” que é presidenciável.

Na esfera criminal, o ministro do STF Gilmar Mendes suspendeu a transferência do ex-governador Sérgio Cabral para um presídio federal no Mato Grosso do Sul, a pedido da defesa de Cabral. A decisão gerou polêmica.

Na quarta-feira, véspera do feriado, o Ibovespa encerrou o pregão em queda de 0,65%, abaixo dos 74 mil pontos. O dólar também fechou em queda, influenciado pela decisão do Fed de manter os juros inalterados. A moeda americana registrou recuo de 0,27%, cotada a R$ 3,264.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 3/11, às 10h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s