O pedido de prisão de Lula e outros destaques da semana

Panorama Semanal de 2 a 6 de abril*

O juiz Sérgio Moro determinou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que tem até 17h desta sexta-feira para se apresentar na Polícia Federal. De acordo com a decisão, Lula deverá ainda pagar uma multa de R$ 1 milhão. Até as 10h da manhã, o ex-presidente avaliava como e se cumpriria a ordem de prisão. A defesa de Lula entrou com pedido de habeas corpus no STJ na manhã de sexta-feira. Movimentos ligados ao PT planejam protestos, com expectativa de tensão em locais públicos.

STF, habeas corpus, prisão e Lula foram os termos de destaque do noticiário no país ao longo desta semana. O assunto também ganhou espaço na imprensa mundial.

Por 6 votos a 5, os ministros do Supremo Tribunal Federal, em sessão que durou mais de 10 horas na quarta-feira, decidiram contra a concessão de habeas corpus preventivo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a 12 anos e um mês em 2ª instância pelo TRF-4 no caso do triplex do Guarujá. A decisão do STF afeta todos os condenados em segunda instância, além de Lula. Os advogados de Lula entraram com um pedido de liminar no Supremo para evitar sua prisão sem que o processo tenha transitado em julgado.

Até o fim do julgamento no STF, ocorreram muitas manifestações pelo país, pró e contra Lula, com polarização e polêmicas nas redes sociais. Houve ataque a jornalistas. Um dia antes da sessão, ecoaram os comentários no Twitter do general Villas Bôas, com reações. O general escreveu que “se mantém atento às suas missões institucionais” e compartilha “com os cidadãos de bem” o “repúdio à impunidade”. O texto foi interpretado como uma ameaça ao Judiciário e à democratização.

Enquanto isso, movimentam-se as peças do xadrez eleitoral. No PT, o nome de Fernando Haddad ganha força. Nesse cenário eleitoral, repercutiram ainda o desenho da candidatura de Henrique Meirelles e a possível entrada do ex-ministro do STF Joaquim Barbosa na corrida presidencial.

No Ministério do Planejamento, assumiu Esteves Colnago. Dyogo Oliveira fica na presidência do BNDES.

No mundo, o principal assunto foi a ofensiva chinesa na guerra comercial com os EUA de Donald Trump. O país oriental retaliou com a taxação de 106 produtos oriundos dos EUA.

E o escândalo envolvendo o Facebook revela, a cada dia, novos números. Segundo a empresa, dados de 87 milhões de usuários foram usados indevidamente, no caso que envolve a Cambridge Analytica, de marketing político. No Brasil, mais de 400 mil podem ter sido afetados.

No pregão desta quinta-feira, com influência da decisão do STF, o Ibovespa fechou em alta de 1,01%, aos 85.209 pontos. O dólar, por sua vez, chegou a cair para menos de R$ 3,30, mas acabou fechando quase estável, cotado a R$ 3,341.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 6/4, às 10h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s