Dólar, Petrobras e os destaques da semana

Panorama Semanal de 7 a 11 de maio

Dólar pressionado, resultado da Petrobras, cenário eleitoral e tensão no Oriente Médio estão entre os destaques do noticiário desta semana.

A moeda americana, que fechou perto de R$ 3,60 na quarta-feira, ainda é ponto de atenção nos mercados. Na quinta-feira, no entanto, veio um refresco na tendência de alta global, com o anúncio do CPI, o índice de preços ao consumidor, nos EUA. O indicador de inflação teve alta de 0,2% em maio, percentual abaixo das estimativas. Assim, a expectativa é que o Fed (o banco central americano) eleve os juros do país três vezes ao longo deste ano, dentro do esperado. Se a inflação americana for um fator de maior preocupação, o Fed pode subir mais as taxas, o que tem impactos no dólar.

Com esse movimento, a crise cambial pegou de jeito a Argentina, que vive uma realidade política e econômica já fragilizada. Protestos populares após a elevação de tarifas e pedido de socorro ao FMI deram o tom da situação esta semana no país vizinho.

No Brasil, além do dólar, repercutiram no cenário econômico a divulgação do IPCA e o resultado da Petrobras.

O índice oficial de inflação, 0,22% em abril, ficou menor que o esperado, com abertura para novos cortes nos juros (Selic) pelo Banco Central. Em 12 meses, acumula 2,76%, abaixo do piso da meta para este ano.

Já a Petrobras registrou lucro de R$ 6,961 bilhões no 1º trimestre deste ano, 56% a mais que no 1º trimestre de 2017, o melhor resultado desde o início a Lava Jato, em 2014.

No Judiciário, o ministro do STF Dias Toffoli propôs estender a restrição do foro privilegiado, já definida para deputados e senadores, a todas as autoridades, aplicando assim a nova regra aos Poderes Legislativo, Executivo, Judiciário e Ministério Público.

Sobre a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a maioria da Segunda Turma do STF votou para mantê-lo preso, indeferindo pedido da defesa. Na quinta-feira chegou ao STF outro recurso nesse sentido.

Na corrida eleitoral, as anunciadas desistências de Joaquim Barbosa e do presidente Michel Temer de concorrer à Presidência levantaram novas especulações quanto às chances das demais candidaturas no páreo.

Lá fora, tensão no Oriente Médio, com conservadores do Irã queimando a bandeira dos Estados Unidos no Parlamento, em reação à decisão do presidente americano, Donald Trump, de abandonar o acordo nuclear assinado em 2015.

Nesse contexto, houve um ataque israelense a bases militares e a um depósito de armas na Síria, após o Exército de Israel ter denunciado um bombardeio do Irã nas colinas de Golã.

Quanto ao avanço das relações dos EUA com a Coreia do Norte, mais um passo deve ser dado em 12 junho, data marcada para o encontro de Trump com o líder norte coreano, Kim Jong-um, em Cingapura.

No pregão desta quinta-feira, o dólar fechou em queda de 1,36%, a R$ 3,547. O Ibovespa valorizou 1,89% e encerrou em 85.861 pontos.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 11/5, às 10h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s