Recorde do dólar, pesquisas eleitorais e os destaques da semana

Incertezas eleitorais e alta da volatilidade. Essas são as palavras que resumem a semana de recorde histórico do dólar no Brasil. O ritmo foi ditado pela divulgação de pesquisas de intenção de votos realizadas após o atentado, semana passada, contra Jair Bolsonaro – que precisou passar por nova cirurgia emergencial – e o nome de Fernando Haddad como candidato petista no lugar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nesta sexta-feira à noite, há a previsão de divulgação de mais uma pesquisa Datafolha.   

O cenário político está tão determinante dos humores por aqui, que o recorde da moeda americana se deu a despeito de o dólar ter recuado globalmente, em relação, principalmente, a moedas de países emergentes. A trégua externa se deu com a decisão do banco central da Turquia de elevar os juros do país (de 17,75% para 24% ao ano) e com os dados de inflação nos Estados Unidos, que vieram abaixo do previsto. Lá nos EUA, as preocupações se voltam para a chegada do furacão Florence.

No Brasil, o esfaqueamento de Bolsonaro está sendo investigado pela Polícia Federal, para saber se o agressor agiu sozinho ou se foi uma ação política orquestrada. Houve intensa polêmica nas redes sociais sobre o assunto e mudanças nas estratégias de campanha dos adversários de Bolsonaro. Além disso, sua condição clínica e a permanência no hospital também são fatores que geram incertezas.

Uma notícia que repercutiu muito foi a declaração do vice de Bolsonaro, General Mourão, sobre a necessidade de uma nova Constituição, mas elaborada por um grupo de notáveis, sem a formação de uma Assembleia Constituinte.

No âmbito da Lava Jato, destaque para a prisão do ex-governador do Paraná Beto Richa, candidato tucano ao Senado.

No Supremo Tribunal Federal, tomou posse na presidência o ministro Dias Toffoli. Além da turbulência política, há sobre a mesa a questão do reajuste salarial dos magistrados, que vem gerando protestos.

Assim está sendo a semana. Enquanto os investidores fazem cálculos e suposições acerca de quem vai ao segundo turno e as reais chances de cada um, crescem os juros futuros e o Ibovespa recua. No pregão desta quinta-feira, o índice de referência da bolsa caiu 0,58%, aos 74.686 pontos. O dólar bateu recorde histórico de fechamento, cotado a R$ 4,195 para venda.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 14/9, às 9h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s