Idade mínima para a Reforma da Previdência e os destaques da semana

Panorama Semanal de 11 a 15 de fevereiro

A definição, pelo governo, da idade mínima da aposentadoria em proposta da Reforma da Previdência foi um dos principais destaques da semana. O projeto prevê a idade mínima de 65 anos para homens, e de 62 para mulheres, com implementação ao longo de 12 anos.

A saída do presidente Jair Bolsonaro do hospital, onde passou por uma cirurgia, foi vista como determinante para acelerar o processo de negociação da Reforma e viabilizar sua aprovação pelo Congresso.

A Reforma da Previdência foi notícia e gerou polêmica e debates diariamente. No processo de negociações políticas, surgiu a informação de que os estados terão um alívio no caixa em troca de apoio à proposta, com antecipação de receitas por parte dos governadores.

Um assunto espinhoso foi o que envolveu o ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, por um suposto envolvimento em uso de candidatos do PSL como laranjas. Segundo Bolsonaro, que negou ter conversado com Bebianno, como este afirmara, o ministro deverá sair do governo caso sejam confirmadas as denúncias.

Outro ministro também foi foco de polêmica. Ricardo Salles, do meio ambiente, afirmou, no programa “Roda Viva”, que ouviu de pessoas ligadas ao agronegócio dizem que o ambientalista Chico Mendes, assassinado em 1988, “usava seringueiros para se beneficiar”.  Ele minimizou a importância de Chico Mendes, dizendo ainda que não faz diferença neste momento falar dele.

No exterior, persistem as preocupações ao redor do acordo comercial entre Estados Unidos e China. Deu certo alívio a declaração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que pode haver prorrogação do prazo de 1º de março para fechar um acordo e evitar as sobretaxas à China. Representantes dos dois países se reuniram nesta semana para mais uma rodada de negociação.

Internamente, existe a informação de que Trump vai assinar um acordo orçamentário para evitar novo shutdown, mas que, ao mesmo tempo, vai declarar “emergência nacional” para financiar o muro na fronteira com o México.

No Brasil, alguns episódios tristes deram o tom, como a morte do jornalista Ricardo Boechat e os enterros dos meninos do CT do Flamengo. No Rio, seguiram as preocupações com risco de temporal, após os eventos da semana passada.

No pregão desta quinta-feira, devido ao otimismo quanto à Reforma da Previdência, o Ibovespa fechou em alta de 2,27%, em 98.015 pontos. A cotação do dólar encerrou em queda de 0,34%, a R$ 3,74.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 15/2, às 9h30.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s