Resumo dos dias 08, 09 e 10 de março de 2019

BRASIL

A bolsa brasileira fechou a última semana com alta de 0,80%. O mercado voltou a ficar otimista com a reforma da Previdência após as declarações de Paulo Guedes sobre o mapeamento de que faltariam apenas 48 votos para aprovação da reforma na Câmara dos Deputados e Rodrigo Maia ter anunciado que vai instalar a CCJ, primeiro grupo que vai analisar o texto da proposta, na quarta-feira.

O IBOV, valorizou 1,09%, atingindo 95.364.86 pontos. As ações que mais se destacaram no último pregão foram ESTC3 (Estacio) e KROT3 (Kroton), tendo altas significativas de 8,08% e 7,71%, respectivamente. Destaque também para RADL3 (Raiadrogasil), a qual subiu 6,40% e ALPA3 (Alpargatas), subindo 4,94%.

O dólar frente ao real fechou a última semana com alta de 2,2%, cotado a R$ 3,87. Refletiram na valorização da moeda as incertezas internas que giram em torno das propostas adotadas pelo Governo no Congresso, principalmente no tocante à Previdência, mas principalmente, o cenário externo, com o dólar atingindo o maior nível em quatro meses contra as principais moedas globais.

Nesta semana, Bolsonaro e comitiva vão à Washington. O presidente encontrará com Trump na segunda dia 19. Deverá ser uma reunião simbólica, mas é o primeiro passo para para fortalecer a relação econômica entre os dois países. Os presidentes vão discutir cooperação em defesa e segurança e a restauração da democracia na Venezuela.

E Curitiba vai sediar reunião de representantes do Brics, dos quais só o Brasil apoia Juan Guaidó na Venezuela. O chanceler Ernesto Araújo, anfitrião do evento, vai tentar convencer Rússia e China a mudar de lado.

EUA

Os principais índices da bolsa americana trabalharam em queda, chamando a atenção para o S&P 500, onde fechou o quinto pregão consecutivo no vermelho, dessa vez caindo 0,21%, voltando para 2.743,07 pontos. O índice acumula perda semanal de 2,16%.

O DXY, índice que mede o dólar em relação a uma cesta de outras 33 moedas, fechou a semana com alta de 1,09%. Acumulando no mês, alta de 1,35%.

Em entrevista para a CBS, o presidente do Fed sinalizou que não há prazo limite para pausa corrente nas elevações de taxa de juros. Ele disse que apesar do cenário econômico americano ser favorável, a riscos para o crescimento global vindo da China Europa e Brexi. ele disse que apesar cenário econômico americano ser favorável, há riscos para o crescimento global vindos da China Europa e Brexit.

Hoje, o governo americano divulgará os orçamentos para 2020. E neste, o Presidente Donald Trump, deseja alocar cerca de U$3,6 Bilhões para a construção do muro na fronteira com o México.

EUROPA

Na Europa, o principal índice da Zona do Euro, fechou o último pregão em queda de 0,76%. A queda acumulada na semana foi de 0,86. As incertezas no bloco se mantêm altas, visto que esta semana será decisiva para o desfecho do Brexit.

O índice de Commodities, o CRB Commodity, fechou o último pregão em queda de 0,11%. O MSCI WORLD, fechou a semana com queda de 1,67%.

A libra esterlina caiu com o crescimento do pessimismo de que o acordo pode não chegar a tempo para evitar um crash na saída do Reino Unido da União Europeia no fim do mês.

Esta é a semana do divisor de águas para Theresa May e a proposta do Brexit. No dia 12 de março, amanhã, será dado início à votação parlamentar para saber-se o futuro do Brexit, se este ocorrerá no dia 29 março, como defendido e prometido pela primeira-ministra britânica, ou se haverá uma prorrogação, visto o insucesso, até aqui, nas negociações para fechamento de um acordo comercial com a União Europeia. Durante essa empreitada Theresa May contou até mesmo com a ajuda de Jean-Claude Juncker, Presidente da Comissão Europeia, mas ainda assim não foi o suficiente para se chegar a um acordo.

Dólar R$ 3,87 -0,37%

DI Fut Jan/25 8,80% -6 pbs

Ibovespa 95.364 pts +1,09%

S&P500 2743 pts -0,21%

Fontes: Valor, Bloomberg, The Wall Street Journal, Reuters, The Economist, The Guardian, G1
As informações contidas nesse material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s