Discussões sobre a reforma continuam e os destaques do dia 02/04

BRASIL

O Ibovespa encerrou em queda de 0,70%. O dólar também cedeu 0,44%, cotado a R$ 3,86. Foi um dia tranquilo no mercado de juros, com os contratos futuros do DI negociados a uma taxa estável de 8,64% ao ano.

O movimento do dólar frente ao real reflete o ajuste após a forte alta da semana anterior, quando a moeda americana alcançou o patamar de R$ 4. Já na bolsa, as incertezas em relação à aprovação da reforma da Previdência continuam refletindo nos preços das ações. Para voltar ao patamar de 100.000 pontos e ir adiante serão necessárias notícias novas e surpreendentes positivamente.

Hoje, as atenções estarão voltadas para fala de Paulo Guedes na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Câmara dos Deputados. Ontem, o ministro da economia passou horas no Senado explicando os detalhes da reforma proposta. Espera-se também que o presidente Jair Bolsonaro após retornar de sua viagem a Israel, se empenhe para conciliar as relações entre os poderes.

EUA

As bolsas americanas andaram de lado. O índice S&P500 ficou no zero a zero e o Nasdaq Composite, leve alta de 0,25%.

O mercado espera que um acordo comercial entre EUA e China possa ser firmado em breve. O vice premier chinês Liu He já está em Washington para dar continuidade às conversas. Segundo o jornal Financial Times, as duas potências já possuem vários termos definidos. A China já anunciou várias concessões.

O petróleo segue em alta, negociado a US$ 62,70/barril. O minério de ferro também, cotado acima de US$ 90/tonelada.

EUROPA

Apesar do nó ainda não desatado no Reino Unido e da Organização Mundial do Comércio divulgar que o comércio global encolheu 0,3% no quarto trimestre e vai crescer apenas 2,6% em 2019, o mercado na Europa operou em campo positivo. O EuroStoXX registrou variação positiva de 0,30% e o FTSE da bolsa de Londres, subiu 1%. O euro fechou cotado a US$ 1,1249 e a libra a US$ 1,3173.

Theresa May convidou o líder da oposição Jeremy Corbyn para planejar as futuras relações com a União Europeia. Seus colegas de partido protestaram alegando que o Partido Trabalhista poderia influenciar um divórcio mais amigável. A primeira-ministra disse que a data do Brexit poderá ser estendida se não chegarem a um acordo rapidamente.

ÁSIA

As bolsas na Ásia fecharam em alta nesta manhã, com melhora nas perspectivas do acordo entre China e EUA e também ajudadas pelo número do setor de serviços chinês que avançou expressivamente em março, o mais forte desde junho de 2018.

No Japão, o índice Nikkei avançou 0,97%, enquanto a divisa japonesa perdeu força frente ao dólar, cotada a  111,49/US$.

Dólar R$ 3,86 -0,44%
DI  Fut Jan/25 8,64% 0 pbs
Ibovespa 95.386pts -0,70%
S&P500 2.867pts 0%

Fontes: Valor, Bloomberg, The Wall Street Journal, Reuters, The Economist, The Guardian, Sputnik

As informações contidas nesse material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s