Nem toda renda fixa é tão fixa

Fundos de inflação, que fundo é esse?

Atualmente a taxa básica de juros, a famosa Selic, permanece em 6,5% ao ano.  Mantida neste patamar pela oitava reunião consecutiva do Comitê de Política Monetária (COPOM), é a taxa mais baixa da nossa história.

A redução da taxa de juros para o nível atual tornou a rentabilidade dos fundos de Renda Fixa menos atrativa, quando comparada a períodos em que a Selic se encontrava em 14% ao ano, como presenciamos em 2016.

Em contrapartida, os fundos de Renda Fixa que investem em títulos atrelados à inflação apresentaram um resultado excelente, fato que tem chamado atenção de alguns investidores. E se você está lendo esse texto, provavelmente é um deles.

Então, vamos te explicar um pouco sobre como funciona a composição das carteiras dessa categoria de fundos, que está liderando na classificação Renda Fixa.

Apesar de serem classificados como Renda Fixa, é importante se atentar que eles são indicados para investidores com maior apetite ao risco, devido à possibilidade de variação que podem apresentar.

A carteira desses fundos é composta majoritariamente por NTN-B e NTN-C, ambos são títulos mistos emitidos pelo Tesouro Nacional, compostos por uma parte pós-fixada, atrelada ao índice de inflação (IPCA ou IGPM), e outra parte prefixada, que são os juros reais. Em geral, os vencimentos dos títulos são de médio e longo prazos.

A parte pós-fixada é a proteção do investimento contra a inflação. A taxa pré, corresponde ao ganho real, ou seja, o ganho acima da inflação.

Os ganhos com os títulos prefixados são inversamente proporcionais ao movimento das taxas de juros. Quando ocorre queda nas taxas, o título se valoriza e é essa a explicação para a valorização dos fundos de Inflação frente aos demais fundos de Renda Fixa. Como os vencimentos dos títulos são mais longos, eles são mais sensíveis às expectativas do mercado, o que ocasiona a variação da rentabilidade.

Esses fundos são indicados para o investidor que deseja aplicar com o horizonte de médio e longo prazos para manter o poder de compra no futuro, seja qual for o cenário econômico traçado ou esperado.

Se você se encaixa nesse perfil, vale a pena dar uma olhada nos fundos de previdência Icatu Seg Inflação Longa FIC FIRF e Icatu Seg Duration FIRF, que estão disponíveis na nossa plataforma. Vale lembrar que os fundos de previdência apresentam a vantagem de não ter o come-cotas e também não são cobradas taxas de carregamento nesses produtos.

Um comentário em “Nem toda renda fixa é tão fixa

  1. Excelente artigo com informações relevantes e objetivas . Gostei tanto da apresentação dos fundos de previdência que irei investir realizando portabilidade.

    Curtir

Deixe uma resposta para Ronaldo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s