Pressão no dólar e os destaques da semana

Panorama Semanal de 29 de abril a 3 de maio

No compasso de espera da Reforma da Previdência – sem grandes novidades esta semana – ganhou destaque no noticiário a medida provisória de combate à burocracia – a MP da Liberdade Econômica. O governo prepara ainda medidas para facilitar o ambiente de negócios no país, alterando regulamentações de diversos setores. Nas finanças, o foco ficou na pressão do dólar, em função do cenário externo.

Em nova polêmica, o presidente da República, Jair Bolsonaro, pediu ao presidente do Banco do Brasil para reduzir os juros, ocasionando forte queda nas ações do banco público. Na semana anterior, veto do governo à propaganda do BB já havia tido forte repercussão.

Na Educação, o anúncio de corte de verbas nas universidades federais e demais medidas restritivas causaram debates.

As contas públicas do governo central registraram déficit de R$ 21 bilhões no mês de março, de acordo com o Tesouro Nacional.

E, segundo dados do IBGE, o Brasil tinha 13,4 milhões de desempregados no 1º trimestre deste ano.

A produção industrial de março, por sua vez, recuou 1,3%, também de acordo com levantamento do IBGE.

No mundo, os principais destaques econômicos vieram dos EUA, com as declarações de Jerome Powell, presidente do Fed (Federal Reserve, o banco central americano), de que não haverá novos cortes nos juros americanos. Esta semana, o Fed manteve a taxa de juros no intervalo entre 2,25% e 2,50% ao ano.

A situação da Venezuela chegou num ponto crítico, após Juan Guaidó, o líder da oposição ao governo Maduro, ter proclamado o fim do regime atual, afirmando ter o apoio das Forças Armadas. Num ambiente de confrontos, com mortos e feridos, a situação prossegue indefinida, sem a adesão total dos militares e Maduro ainda no poder. Prisão de opositores e interferências de outros países, como EUA e Rússia, tornam o cenário ainda mais tenso.

No pregão desta quinta-feira, após o feriado de 1º de maio, a cotação do dólar encerrou em alta de 0,94%, a R$ 3,961. O Ibovespa registrou desvalorização de 0,86%, para 95.527 pontos.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 3/5, às 10h30.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s