Selic em 6,5% ao ano e os últimos destaques

BRASIL

Após dois dias seguidos de queda, o índice Ibovespa volta a subir, 1,28%, por conta das notícias corporativas e do clima mais tranquilo na audiência da Comissão Especial, onde o ministro Paulo Guedes apresentou e defendeu a proposta da reforma da Previdência.

O dólar volta ao patamar de R$3,93, com queda de 0,91%, visto o horizonte político interno mais benigno.

O mercado teve acesso a alguns resultados corporativos e agradou ao investidor. O Banco Daycoval apresentou lucro líquido no primeiro trimestre de R$215 milhões. A SulAmerica, lucro de R$223 milhões, o que representa 57,5% de crescimento, se comparado com o primeiro trimestre de 2018.

O Copom, como esperado, manteve a Selic em 6,5%. A justificativa do BC foi que os indicadores recentes da atividade econômica sugerem que o arrefecimento observado no final de 2018 continuou no início de 2019. O cenário do Copom contempla retomada do processo de recuperação gradual da atividade econômica. O Comitê completou ainda dizendo que o cenário externo continua desafiador, visando o risco atrelado à normalização das taxas de juros de grandes potências mundiais.

O debate na Comissão Especial da Câmara dos Deputados durou em torno de 8 horas, com deputados expondo seus pontos sobre a reforma da Previdência. O Ministro Paulo Guedes, no fim da sessão, revelou uma certa deficiência na comunicação do Governo. “Temos um problema de comunicação mesmo. O grupo que está chegando não sabe nem onde fica a agência de publicidade do governo. Até o governo contar a verdade dele, o tempo está passando. Contamos com a serenidade dos senhores”. Disse o Ministro da Economia.

Paulo Guedes disse ainda que não faz parte de nenhum partido, “meu partido é o Brasil”, disse para mostrar que pretende passar a melhor reforma possível para os cofres do país. “O modelo de repartição quebrou no mundo inteiro. Se vocês [Deputados] fizerem uma reforma de R$ 600 ou 700 bilhões, acabou, vai ser esse sistema mesmo. Se fizer um R$ 1 trilhão, passamos para o segundo capítulo.”, complementou.

INTERNACIONAL


O mercado continua desconfiado sobre como vai ser o final do embate entre as duas maiores potências do mundo, por isso as bolsas seguem sem rumo definido. Nos EUA, o índice Nasdaq foi o que mais caiu, -0,26%. O S&P500 caiu 0,16%, mas o Dow Jones fechou positivo 0,01%.

Na Europa, foi um dia positivo para o mercado acionário. O EuroStoxx subiu 0,47%, o CAC 40 registrou alta de 0,40% e o DAX, 0,72%. Porém, nesta manhã estão em queda.

A aversão ao risco levou os investidores à procura de títulos soberanos como portos seguros. As treasuries americanas, bunds alemães e títulos japoneses estão se valorizando.

O CEO Jamie Dimon, do JP Morgan Chase, disse que há 80% de chance de os Estados Unidos e a China chegarem a um acordo. Os economistas da Goldman Sachs concordam, porém, estimam que a probabilidade de firmarem qualquer acordo até sexta-feira é de 10% e que a chance dos EUA cumprirem com a ameaça de aumentar a tarifa é de 60%.

A administração Trump acusa Pequim de voltar atrás em compromissos feitos durante a negociações, como por exemplo, revisões nas leis chinesas. A delegação chinesa com o negociador Liu He já está em Washintgon para as negociações, mas o tempo começa a ficar mais apertado e as ações caem na Ásia e os futuros nos EUA recuam.

Nesse ambiente de incerteza, o iene japonês se valoriza e é negociado a 109,88 por dólar. O yuan chinês é depreciado, cotado a 6,81 por dólar.

Dólar R$ 3,93 – 0,91 %
DI  Fut Jan/25 8,61%   -1pbs
Ibovespa 95.596 pts +1,28%
S&P500 2.879 pts -0,16%

Fontes: Valor, Bloomberg, The Wall Street Journal, Reuters, The Economist, The Guardian, Sputnik

As informações contidas nesse material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s