Governo alivia os cortes na Educação e os últimos destaques

BRASIL  

O mercado local seguiu o movimento negativo mundial, mas a pressão foi mais leve, devido às notícias internas positivas. O Ibovespa registrou -0,45%.

Após dias de tensão com o Governo, os parlamentares conseguiram destravar a lista de Medidas Provisórias (MPs) que corriam risco de caducar. Mas como ainda tem que passar pelo Senado, os senadores da base aliada ainda vão tentar devolver o Coaf para o ministério de Sérgio Moro, na corrida contra o relógio.

Após protestos pelo país, governo aliviou os  cortes na Educação e remanejou R$ 1,59 bilhão de uma reserva para o Ministério da Educação.

Saíram alguns dados de confiança não animadores. A confiança do consumidor está no menor nível desde outubro e na Indústria diminui pela quinta vez consecutiva.

Já em relação a arrecadação fiscal, abril teve crescimento de 1,28% em relação ao mês anterior. Esse é o segundo mês de aumento real nas receitas totais de 2019.

O dólar fechou em alta de 0,18%.

INTERNACIONAL

Os mercados acionários asiáticos fecharam em baixa, com os índices das bolsas da China e Hong Kong perdendo mais de 1%. Nos EUA, os índices das bolsas fecharam em campo negativo. O S&P500 recuou 1,19%.

Declarações de autoridades chinesas contribuíram para o sentimento de aversão do risco. Um porta voz do Ministério de Comércio da China afirmou que as ações dos EUA estavam impedindo um avanço entre as negociações dos dois países.

O petróleo sofreu forte recuo, fechando a sessão no menor preço desde março, a US$ 58,51. Na quarta-feira, saíram dados sobre as reservas americanas, indicando aumento nos estoques. Além disso, com as tensões comerciais globais, o mercado entende que a demanda da China pela commodity pode diminuir.

Na Índia, o primeiro-ministro Narendra Modi foi reeleito com larga vantagem, superando o recorde das eleições em 2014 e conquistando mais de 300 dos 542 assentos no Parlamento. O candidato da oposição conseguiu apenas 52.  As ações subiram, o índice Sensex registrou 1,61%.

Nesta manhã, a primeira-ministra britânica anunciou que vai deixar o cargo dia 7 de junho, após muita pressão imposta pelo seu partido, por não conseguir conduzir o Brexit com sucesso. O nome mais cotado para assumir o posto é o ex-ministro das Relações Exteriores, Boris Johnson, que liderou a campanha em defesa do Brexit.  

A Ásia e Europa operam em alta nesta manhã e os futuros também apontam para cima.

Dólar R$  4,05 +0,18%
DI  Fut Jan/25 8,79%    -5 pbs
Ibovespa 93.910 pts -0,48%
S&P500 2.822 pts -1,19%

Fontes: Valor, Bloomberg, The Wall Street Journal, Reuters, The Economist, The Guardian, Sputnik

As informações contidas nesse material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s