Estados e municípios na Reforma da Previdência e os destaques da semana

Panorama Semanal de 3 a 7 de junho*

Nada de Neymar neste primeiro panorama do mês de junho… O destaque aqui, a exemplo das últimas semanas, continua sendo a Reforma da Previdência. Mesmo com divergências entre parlamentares e governo, as discussões avançam e crescem as expectativas de que o relatório seja entregue nos próximos dias. Assim, no mercado, a volatilidade cedeu um pouco.

Esta semana, um dos temas sensíveis foi a inclusão de estados e municípios. Na quinta-feira, 25 governadores manifestaram apoio à Reforma. Em outra frente, o governo enviou ao Congresso o projeto de lei que socorre os estados em crise financeira. A proposta altera a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Na linha “apertem os cintos”, o Itamaraty cortou algumas embaixadas e chamou mais de 10% dos diplomatas no exterior. Na Educação, a Capes anunciou o bloqueio de mais 2,7 mil bolsas de pós-graduação. E o Senado aprovou, na segunda-feira, a MP que averigua os benefícios pagos pelo INSS. A medida pode gerar uma economia de R$ 10 bilhões, segundo o governo.

Decisão que mexeu com o mercado foi a do STF sobre as estatais. O Supremo decidiu que a privatização de subsidiárias pode se dar sem a autorização do Congresso, desde que não seja a venda das chamadas “empresas-mães”, como a Petrobras.

Outra medida importante foi a redução, pela Caixa, dos juros no financiamento da casa própria. E o banco iniciou o processo de renegociação de dívidas no crédito imobiliário.

Entre os indicadores divulgados, foco na inflação medida pelo IPCA: queda de 0,13% em maio, o menor percentual para o mês desde o ano de 2006. A produção industrial do país registrou uma ligeira alta em abril, de 0,3%.

O Ministério da Agricultura suspendeu temporariamente as exportações de carne bovina à China, devido a riscos do mal da vaca louca no país.

Não faltaram polêmicas na semana, tais como as mudanças na pontuação da CNH e a internação involuntária de dependentes químicos.

No exterior, destaque para a queda no preço do petróleo.

No pregão desta quinta-feira, o Ibovespa fechou em alta de 1,26%, seguindo acima dos 97 mil pontos (97.204). Acompanhando a tendência no exterior, o dólar encerrou em queda de 0,33%, cotado a R$ 3,882.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 7/6, às 9h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s