Menor valor do IPCA para maio desde 2006 e os últimos destaques

BRASIL  

O Ibovespa fechou a semana com valorização de 0,63%, avançando aos 97.821 pontos. Com a melhora do humor no mercado internacional e boas notícias divulgadas pelas empresas, o índice acumulou 0,82% positivo na semana.

Destaca-se a valorização de 7,44% da Estácio Participações ON. O movimento ocorreu após falas do Ministro da Educação, Abraham Weintraub, defendendo o fortalecimento do ensino superior privado.

O IPCA em maio foi de 0,13%, menor valor para o mês desde 2006. O grupo de alimentação e bebidas foi o maior responsável pelo abrandamento do índice no período. Nos 12 meses até maio, o IPCA acumula elevação de 4,66%.

Segundo a Pesquisa Industrial Anual de 2017, o PIB industrial foi negativo por quatro anos consecutivos entre 2014 e 2017. Nesse período, o setor cortou 1,33 milhão de empregos e fechou 17 mil empresas.

O Supremo Tribunal Federal decidiu que não é preciso o aval do Legislativo para aprovar a privatização de subsidiárias de estatais e controladas. No caso das empresas mães e sociedades de economia mista, a necessidade de autorização do Congresso e a realização de licitação são mantidas conforme a Constituição. A decisão é positiva para viabilizar o pacote de privatizações de Paulo Guedes.

Na próxima quarta-feira, o STF irá analisar a liminar que suspendeu os efeitos de decisões judiciais que autorizaram a continuidade do procedimento de venda de ações da Transportadora Associada de Gás (TAG), subsidiária da Petrobras.

O dólar fechou em leve queda de 0,01%, cotado a R$3,88. Os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro/2025 foram negociados a 7,74%

No encontro dos presidentes Jair Bolsonaro e Mauricio Macri, da Argentina, a valorização do Mercosul foi um dos pontos altos. Apesar das diferenças ideológicas entre os líderes, a visita serviu para estreitar o relacionamento. A especulação sobre a criação da uma moeda única, assim como na União Europeia gerou muita polêmica e discussão, mas não afetou os mercados.

O vazamento de conversas divulgado pelo site The Intercept Brasil revelou Sérgio Moro direcionando Deltan Dallagnol na Lava Jato. Ainda como juiz, Moro orientava o Ministério Público. A ação coordenada é muito grave e fere a Constituição. O ocorrido deverá impactar os mercados, pois poderá atrasar o cronograma das reformas. Provavelmente será o foco da semana.

INTERNACIONAL

As bolsas dos EUA fecharam a sessão em alta e quebraram uma série de quatro semanas seguidas no campo negativo. O S&P 500 subiu 1,05%.

Segundo o Departamento do trabalho dos EUA, a economia dos EUA adicionou 75 mil empregos em maio. Esse dado veio abaixo do esperado pelo mercado, que era de 180 mil a 185 mil postos de trabalho no período. A taxa de desemprego permaneceu em 3,6%, menor em 50 anos.

Com isso, ganha força a hipótese de que o Fed possa vir a cortar as taxas de juros. O próximo encontro para decidir sobre a política monetária será dia 18 e 19 de junho.

As bolsas europeias encerraram a semana em alta. O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,93%

O bom humor no mercado europeu ocorreu após o comunicado que o Banco Central deve manter estáveis as taxas de juros até primeiro semestre de 2020, reforçado pela sinalização do FED em relação à  política monetária também.

O presidente russo Vladimir Putin, ao lado do presidente da China, Xi Jinping, demonstrou apoio à China em guerra comercial.  Em algumas de suas palavras mais fortes sobre o assunto, Putin acusou os EUA de “egoísmo econômico desenfreado”.

Um grupo de 14 instituições financeiras, lideradas pelo banco suíço UBS, está preparando para lançar uma moeda digital com base na tecnologia Blockchain para ser utilizada no comércio de fronteiras. Espera-se que com o token, semelhante ao bitcoin, denominado USC (utility settlement coin), consiga-se mais eficiência nas transações e o risco seja reduzido. O usc será patrocinado pelas principais moedas globais mantidas por bancos centrais. As instituições, que incluem bancos americanos, europeus e japoneses, estimam que a moeda digital esteja operante até 2020.

As ações sobem na Ásia e na Europa com a decisão do presidente Donald Trump de suspender a tarifação sobre os produtos importados do México. O peso mexicano avança mais de 2%.

Na semana, o foco do mercado se voltará para EUA e China, que deverão se encontrar na reunião dos países do G20, no final deste mês, no Japão. Com a escalada das tensões comerciais e geopolíticas, o iene e ouro avançam.

Na sexta-feira tem dados da produção industrial e vendas no varejo nos EUA e China.

Dólar R$  3,88 +0,01%
DI  Fut Jan/25 7,74%   -13 pbs
Ibovespa 97.821 pts +0,63%
S&P500 2.873 pts +1,06%

Fontes: Valor, Bloomberg, The Wall Street Journal, Reuters, The Economist, The Guardian, Sputnik

As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s