Reforma da Previdência aprovada e os destaques da semana

Panorama Semanal de 8 a 12 de julho*

A aprovação da Reforma da Previdência é a notícia da semana. Talvez, a notícia do ano… O texto-base foi aprovado na Câmara dos Deputados em primeiro turno na noite de quarta-feira. Surpreenderam positivamente a rapidez da votação e a quantidade de votos favoráveis – foram 379 votos a favor e 131 contra. Eram necessários 308 votos.

Destaques e aprovação em segundo turno devem ser concluídos – com discussões que entram pela madrugada – até este sábado, de acordo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Depois, o texto segue para o Senado. Com o avanço da PEC, o Ibovespa renovou seu recorde de fechamento, acima dos 105 mil pontos.

Entre os destaques da Reforma, até o fechamento deste Panorama Semanal, estavam, entre outros, um alívio no tempo de contribuição das mulheres e condições melhores para os policiais. A questão dos professores deve ser decidida ao longo desta sexta-feira. De acordo com estimativas, a economia que o país terá deve ficar em torno de R$ 800 bilhões a R$ 900 bilhões em dez anos.

Em paralelo, o governo prepara um pacote “pós-Previdência” de desonerações e estímulos econômicos para este segundo semestre do ano.

Tema polêmico da semana é a notícia de que o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, poderá ser o novo embaixador brasileiro em Washington. Avalia-se ainda uma forma de ele não perder o mandato parlamentar caso assuma mesmo a embaixada.

Outro assunto relevante foi a aprovação do projeto, na CCJ do Senado, que criminaliza o chamado caixa dois.

E o ministro da Justiça, Sergio Moro, pediu licença de cinco dias do cargo de ministro. Em audiência no Senado, a respeito do caso das mensagens vazadas, o jornalista Glenn Greenwald disse que Moro finge que tem “quase amnésia”. Ele também afirmou que não entregará a íntegra das conversas a autoridades.

Foi divulgada a inflação medida pelo IPCA, que recuou para 0,01% em junho, segundo o IBGE. É o menor índice desde novembro de 2018.

Lá fora, o grande destaque foi a sinalização do presidente do Federal Reserve (Fed, o bc americano), Jerome Powell, sobre um corte de juros este mês, que seria o primeiro realizado em mais de uma década.

Na geopolítica, aumento da tensão entre EUA e Irã, por questões nucleares.

No fechamento desta quinta-feira, após realização de lucros, o Ibovespa registrou desvalorização de 0,63%, a 105.146 pontos – na véspera havia batido o recorde de 105.817 pontos. O dólar, por sua vez, influenciado pela expectativa em torno dos juros americanos, fechou em baixa de 0,15%, cotado a R$ 3,75.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 8/7, às 10h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s