Avanço da Reforma da Previdência e os destaques da semana

Panorama Semanal de 5 a 9 de agosto*

Lá fora, foi a desvalorização do yuan, agravando a tensão entre EUA e China. No Brasil, foi a aprovação, em segundo turno na Câmara dos Deputados, da Reforma da Previdência, que agora avança para o Senado. Essas foram duas das principais notícias da semana.

A desvalorização da moeda chinesa, a maior desde 2008, mexeu com os mercados globais e adicionou mais tensão na guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, com forte apreensão quanto a novas retaliações por parte de Washington. As bolsas despencaram. O Tesouro americano acusou a China de manipulação cambial. Os bancos centrais de Índia, Tailândia e Nova Zelândia cortaram os juros, como consequência, elevando receios de uma guerra cambial em escala global. 

Porém, a adoção de medidas pelo BC da China para limitar a desvalorização (perto de 7 por dólar) acalmou os investidores. 

Em Hong Kong, a situação política se agravou, com protestos populares contra o governo e ainda sem solução à vista.

No Brasil, o destaque foi a aprovação do texto-base da reforma da Previdência em segundo turno – com a rejeição dos destaques. O texto agora segue para o Senado. As questões polêmicas, como a inclusão dos estados e municípios da reforma da Previdência e as regras para policiais, devem entrar novamente no debate, por meio de uma PEC paralela no Senado. A capitalização também deve voltar à pauta. 

Com a reforma, a estimativa de economia, em dez anos, ficou em torno de R$ 930 bilhões, cifra próxima do valor inicial projetado pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes. 

Ainda na área econômica, foi divulgada a inflação oficial, medida pelo IBGE, que acelerou para 0,19% em julho. A possível privatização dos Correios também repercutiu.

A transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de Curitiba para São Paulo, determinada pela Justiça Federal, foi alvo de polêmica – principalmente nas redes sociais. O STF contrariou a decisão e manteve Lula preso em Curitiba. 

No caso do hackeamento do telefone do ministro da Justiça, Sergio Moro, ele negou que tenha dado orientação para destruir as mensagens, alegando que houve um mal-entendido.

No Rio, operação da PF voltou a prender Eike Batista.

Pelo menos três polêmicas envolvendo o presidente Jair Bolsonaro chamaram a atenção nos últimos dias: a exaltação do oficial Brilhante Ustra, a quem chamou de herói; o discurso em que anunciou a MP que retira a obrigatoriedade de anúncios de empresas de capital aberto em veículos da imprensa; e a demissão no comando no Inpe, em um imbróglio envolvendo o desmatamento da Amazônia.

No Estados Unidos, a questão das armas ganhou relevo após novas tragédias, com tiroteios de cunho racista, no Texas e em Ohio, matando mais de 30 pessoas.

E a ONU fez um alerta sobre recursos essenciais no planeta. Segundo o organismo, terra e água vêm sendo exploradas a uma velocidade sem precedentes, ameaçando a capacidade humana de gerar alimentos.

No pregão desta quinta-feira, o Ibovespa encerrou em alta de 1,30%, em 104.115 pontos. Com o alívio na questão cambial da China, o dólar fechou em queda de 1,18%, cotado a R$ 3,92.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 9/8, às 8h30.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s