Ataque da Turquia à Síria e os destaques da semana

Panorama Semanal de 7 a 11 de outubro*

Com ampla repercussão na imprensa mundial, o ataque da Turquia à Síria foi um dos destaques da semana. Internamente, a briga entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o PSL ganhou espaço na mídia. Um suposto recuo dos EUA no apoio ao ingresso brasileiro na OCDE também atraiu o foco no noticiário.

O ataque da Turquia a forças curdas teve um surpreendente sinal verde do presidente americano, Donald Trump. A ofensiva militar recebeu críticas internacionais, sobretudo da União Europeia. O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, reagiu e ameaçou romper um pacto de 2016, o que permitiria a entrada de milhões de refugiados sírios à Europa.

Nesta sexta-feira, uma explosão, causada por mísseis, incendiou um petroleiro iraniano na costa da Arábia Saudita. Houve derramamento de petróleo, e o ataque deve intensificar as tensões na região.

Enquanto isso, nos Estados Unidos, segue a novela do impeachment. Embora a Casa Branca tenha afirmado no início da semana que não iria cooperar com o inquérito, Trump disse que pode fazê-lo, desde que tenha seus direitos garantidos. Trump quer ainda saber a identidade do informante que vazou o caso envolvendo a pressão sobre o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, para investigar o rival Joe Biden. 

No cenário mundial, foco voltado também ao Equador, com dias de violentos protestos contra as reformas do governo.

A notícia positiva no horizonte é a possível retomada das negociações comerciais entre China e EUA, gerando expectativas de um desfecho positivo nas questões das sobretaxas.

No Brasil, destaque para a provável saída de Bolsonaro do PSL. O presidente da legenda, Luciano Bivar, disse que Bolsonaro está sendo mal aconselhado e criticou o uso do dinheiro pelo partido. A ruptura, no entanto, envolve o status dos mandatos dos deputados que acompanharem Bolsonaro, bem como o destino dos milhões em recursos partidários que o PSL recebe.

Em um recuo diplomático, os EUA teriam voltado atrás na decisão de indicar o Brasil à OCDE, conforme promessa de Trump a Bolsonaro no primeiro semestre deste ano. Segundo comunicado oficial dos EUA, vazado nas redes sociais, o país apoiará apenas a entrada de Romênia e Argentina na organização.

O senador Fernando Collor é alvo de operação da PF, de combate à lavagem de dinheiro, em ação deflagrada nesta sexta-feira. 

A questão ambiental é a justificativa que a França deve alegar para não assinar o acordo UE-Mercosul. Segundo os líderes franceses, o Brasil “não respeita a Amazônia”.

Um derramamento de petróleo no litoral do Nordeste brasileiro vem gerando preocupação e polêmica. De origem desconhecida, o vazamento expõe a dificuldade de o país conter o avanço do óleo.

No Congresso, chegou-se a um acordo para dividir dinheiro da cessão onerosa do petróleo. E a 16ª Rodada de licitações da ANP gerou a cifra recorde de R$ 8,9 bilhões em bônus de assinatura. Doze dos 36 blocos de petróleo ofertados no leilão foram arrematados. 

Com queda nos preços dos alimentos, houve registro de deflação, medida pelo IPCA, de 0,04% em setembro – é a menor taxa para este mês desde 1998. O resultado eleva as expectativas de mais um corte, pelo BC, na Taxa Selic.

No pregão desta quinta-feira, o Ibovespa fechou em alta de 0,56%, em 101.817 pontos. O dólar encerrou cotado a R$ 4,12, valorização de 0,5%.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 11/10, às 10h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s