Disparada do dólar e os destaques da semana

Panorama Semanal de 25 a 29 de novembro*

A disparada do dólar – com atuação forte do BC e posterior recuo da moeda americana – foi o destaque da semana no Brasil. Repercutiu ainda a decisão do STF de liberar o compartilhamento de dados entre Receita Federal e Ministério Público sem aval da Justiça. A medida permitirá o prosseguimento de processos como o que envolve Flávio Bolsonaro.

O dólar chegou à cotação recorde de R$ 4,27, pressionado por fatores como a saída de capital estrangeiro da bolsa. Declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, nos Estados Unidos também teriam influenciado a alta. Guedes afirmou que o câmbio de equilíbrio “tende a ir para um lugar mais alto”.

O ministro também esteve presente no noticiário por conta de declaração sobre o AI-5. “Não se assustem se alguém pedir o AI-5 em reação a quebradeira na rua”, disse nos Estados Unidos, para depois esclarecer que o AI-5 é inconcebível. 

O Banco Central limitou em 8% ao mês a taxa do cheque especial.

A taxa de desemprego recuou para 11,6% no trimestre até outubro, de acordo com divulgação do IBGE. São 12,4 milhões de pessoas.

No Judiciário, o TRF-4 condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância no caso do Sítio de Atibaia, por corrupção e lavagem de dinheiro. E a pena foi ampliada para 17 anos. 

No exterior, investidores acompanham mais um ponto de tensão entre EUA e China que pode ser prejudicial a um acordo comercial.  A China falou em adotar medida firmes contra ao apoio dos EUA a manifestantes em Hong Kong.

No Chile, ficou decidida a redução do salário do presidente, de parlamentares e de governadores à metade. 

Para conter a alta da moeda, na quinta-feira o Banco Central anunciou leilão e interveio com US$ 1 bilhão no mercado à vista. Uma correção em dados da balança comercial também pesou favoravelmente para o recuo do dólar na quinta-feira. Com a correção, o déficit comercial divulgado de US$ 1,1 bilhão em novembro passou para superávit de US$ 2,7 bilhões.

No pregão desta quinta-feira, o dólar encerrou – após cinco altas seguidas nos dias anteriores – em queda de 1%, cotado a R$ 4,12. O Ibovespa fechou em alta de 0,54%, em 108.290 pontos.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 29/11, às 9h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s