Aprovação do Texto-base com proposta do Orçamento de 2020 e os últimos destaques

BRASIL EM FOCO 

Superado susto de uma possível volta da CPMF, a bolsa no Brasil renovou sua máxima histórica de fechamento, aos 112.615 pontos, com o Ibovespa registrando alta de 0,64%. O dólar PTAX teve outro pregão de queda, aos R$ 4,0687, o Real se valorizou 0,28%. O tom mais cauteloso da ata do Copom provocou forte ajuste no mercado de juros e o DI para janeiro de 2025 era negociado a 6,59% uma alta de 11 pontos base.

O Copom liberou a ata da última reunião, com uma mensagem mais aberta a respeito da continuação do ciclo de cortes. O colegiado suaviza o fato da inflação estar ainda abaixo da meta, o que poderia implicar em margens para mais cortes. Ao escrever que a inflação projetada para 2020 está “ligeiramente abaixo da meta” e, para 2021, “ao redor da meta”, os membros sinalizam que irão agir com cautela e com base nos dados disponíveis, sem “forward guidance” quantitativo. (Valor)

Seguindo a agenda de trazer mais competição ao sistema financeiro, o Banco Central lançou no dia 16 uma consulta pública sobre a interoperabilidade de caixas eletrônicos, buscando garantir acesso também aos bancos digitais. (BCB)

O Plenário do Senado aprovou a medida provisória que transfere o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Economia para o Banco Central (BC) e reestrutura o órgão. A MP que se não fosse votada, perderia a validade na terça, segue para sanção presidencial. (Agência Senado)

O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu a votação do novo marco do saneamento e rejeitou, por 290 votos a 34, a emenda do deputado Luizão Goulart (Republicanos-PR) ao projeto, que pretendia conceder desconto de 40% na tarifa de água e esgoto para famílias de baixa renda se o gasto fosse de até 10 mil litros mensais. Com o fim dessa votação, a proposta será enviada ao Senado. (Câmara dos Deputados)

No final do dia, o Congresso Nacional aprovou o texto-base da proposta do Orçamento de 2020. O déficit para o próximo ano poderá chegar a R$ 124 bilhões. 

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL  

Os índices de Nova York fecharam em leve alta sustentados por dados positivos da indústria e do mercado imobiliário americano. O S&P 500 avançou 0,10%, aos 3.192,52 pontos.

O novo Governo da Argentina finalizou na segunda-feira um pacote de medidas de “emergência econômica, social e de saúde” para enfrentar a profunda crise do país. Um dos principais mecanismos é a retenção de um percentual fixo de 9% para cada dólar das exportações. Esse imposto não agradou os produtores rurais. No caso da soja, o produto mais competitivo nos mercados internacionais, os 9% se soma aos 18% existentes, de modo que o total retido será de 27%. Outro ponto para proteger as reservas cambiais é uma sobretaxa de 30% nas compras realizadas com cartão de crédito no exterior.  (El País) Sobre a situação na Argentina, o presidente Jair Bolsonaro fez um Tweet.

A libra esterlina continuou recuando, cotada a 1,3109 US$/£, com a possibilidade de ocorrer um Brexit sem acordo. A queda foi aparada pelos dados sobre a inflação, que se mantém estável, bem abaixo da meta de 2%, no menor nível dos últimos três anos,  e com o ritmo de crescimento de lucros muito lento, provendo munição para o Banco da Inglaterra (BoE) se manter leniente com a inflação em sua última decisão de política monetária do ano, amanhã. 

Nesta manhã, entre notícias corporativas e sem novidades sobre o acordo comercial entre EUA e China, as bolsas se movimentaram sem direção definida na Ásia, mas avançam levemente na Europa, assim como os futuros de Wall Street. 

RESUMO DOS MERCADOS 

Dólar PTAX  R$ 4,0687 – 0,28%
DI Fut Jan/25 6,59% + 11 bps 
Ibovespa  112.615,66 pts  + 0,64%
S&P 500 3.192,52 pts  + 0,10%
As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser  divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s