Nova carteira do Índice Bovespa e os últimos destaques

BRASIL EM FOCO 

O clima de tensão internacional, à espera de uma reação do Irã ao assassinato do general Soleimani, foi refletido no Ibovespa, que fechou em queda de 0,70% aos 116,878 pontos. O dólar PTAX ficou de lado com leve alta de 0,08%, aos R$ 4,0554. No mercado de juros, o DI para Janeiro de 2025 abriu 4 pontos base, negociado à taxa de 6,49%.

O foco do Presidente Jair Bolsonaro no Twitter nos últimos dias foi a proibição da taxação da energia solar. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), está discutindo a alteração, já prevista, da redação da resolução que colocaria fim à isenção de taxas dos consumidores que optassem por colocar painéis solares em suas casas. Esse incentivo foi dado em 2012 e o grupo de trabalho SOS Geração Distribuída, se manifestou defendendo a posição de Bolsonaro alegando que, caso a resolução da Aneel entrasse em vigor, o setor que seria inviabilizado pois aumentaria o tempo de retorno do investimento em geração solar distribuída em mais de 20 anos. Àqueles que são favoráveis ao fim da isenção, argumentam que mesmo gerando energia em suas casas, os consumidores também estão conectados e dependem para a estabilidade do fornecimento da rede de distribuição e transmissão que são remuneradas por tarifas nas contas de luz. (Poder 360)

O Índice de Atividade de Negócios do setor de serviços (PMI, na sigla em inglês) para o Brasil ficou em 51,0 em dezembro, praticamente inalterado em relação aos 50,9 observados em novembro, informou ontem a consultoria IHS Markit. (Valor)

A expectativa de inflação em 2019 foi elevada para 4,13%. Assim, a previsão fica mais próxima da meta central do ano passado, de 4,25%. Para 2020, porém, expectativa dos analistas para a inflação recuou de 3,61% para 3,60%. (G1)

A B3 divulgou a nova carteira do Índice Bovespa que vai vigorar de 06 de janeiro de 2020 a 30 de abril de 2020, com base no fechamento do pregão de 03 de janeiro de 2020. A nova carteira do Ibovespa registra a entrada de Carrefour ON (CRFB3), Hapvida ON (HAPV3), SulAmérica UNT (SULA11), Cia Hering ON (HGTX3), Totvs (TOTS3), totalizando 73 ativos de 70 empresas.  Os cinco ativos com maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (8,573%), Vale ON (8,189%), Bradesco PN (6,985%), Petrobras PN (6,617%), e B3 ON (4,312%). (B3)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

Mesmo com as tensões no Oriente Médio, os índices de ações de Nova York terminaram o dia no campo positivo. O S&P 500 teve alta de 0,35% aos 3.246 pontos 

O secretário de Defesa americano Mark Esper afirmou que os Estados Unidos não têm planos de retirar as tropas americanas do Iraque. Essa declaração veio na segunda-feira, após relatórios da Reuters e de outros meios de comunicação divulgarem uma carta militar dos EUA às autoridades iraquianas sobre o reposicionamento de tropas em preparação para deixar o país. (Reuters)

Na Venezuela, a situação política também anda complicada. No domingo (05), o deputado Luis Parra se autoproclamou presidente da Assembleia Nacional da Venezuela. Juan Guaidó, presidente autoproclamado do país, que tentava a reeleição como chefe do Legislativo não pôde nem mesmo entrar na seção da Assembleia Nacional. Os governos da Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, Panamá, Peru e Venezuela, membros do Grupo de Lima, se manifestaram reconhecendo a reeleição de Guaidó, enfatizando o compromisso do mesmo em  “buscar uma solução pacífica, conduzida pelos próprios venezuelanos, com o objetivo de restaurar a democracia e a ordem constitucional nesse país”  (Itamaraty)

RESUMO DOS MERCADOS 

Dólar PTAX R$ 4,0554 + 0,08%
DI Fut Jan/25 6,49% + 4 bps
Ibovespa 116.877,92 pts – 0,70%
S&P 500 3.246,28 pts + 0,35%

TÓPICO DO DIA 

IBOVESPA – Índice Bovespa

Com a nova carteira teórica do Ibovespa passando a vigorar, o tópico de hoje não poderia deixar de ser o índice da B3.

O Ibovespa é o principal indicador de desempenho médio das cotações das ações mais negociadas e de maior representatividade no mercado acionário brasileiro. Foi criado em 1968 e, ao longo desses 50 anos, consolidou-se como referência para investidores ao redor do mundo.

Reavaliado a cada quatro meses, o índice é resultado de uma carteira teórica de ativos. É composto pelas ações e units de companhias listadas na B3 que atendem aos critérios descritos na sua metodologia, atendendo às definições e procedimentos dos índices das B3. 

As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser  divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe uma resposta