Covid-19 classificado como uma pandemia pela OMS e os últimos destaques

BRASIL EM FOCO 

A classificação do Covid-19 como uma pandemia pela OMS acelerou a queda dos mercados acionários pelo mundo que já vinham no vermelho pela falta de detalhamento sobre o pacote de estímulos de Donald Trump. No Brasil, o circuit breaker foi acionado mais uma vez e o Ibovespa fechou em queda de 7,64%, aos 85.171,13 pontos, voltando ao nível de setembro de 2018. O dólar PTAX registrou leve alta de 0,10% aos R$4,6738. Já no mercado de juros, vimos uma expressiva abertura na curva, os contratos para Janeiro de 2025 saltaram 122 pontos-base para 7,42%.

Para complicar ainda mais, o Congresso derrubou nesta quarta-feira o veto do presidente Jair Bolsonaro que limitava o acesso ao BPC. De acordo com as estimativas do governo, essa manobra custará aos cofres públicos gasto extra de R$ 20,1 bilhões por ano. (Poder 360) A decisão limita o orçamento para combate ao coronavírus. 

Uma Nota Informativa lançada pelo Ministério da Economia, o governo fez um estudo sobre os canais de transmissão dos impactos da epidemia de coronavírus na economia brasileira. Foram identificados 5 canais principais: redução das exportações, queda no preço de commodities e piora nos termos de troca, interrupção da cadeia produtiva de alguns setores, queda nos preços de ativos e piora das condições financeiras, redução no fluxo de pessoas e mercadorias. Um ponto que merece destaque é que um indicador (IC-SPE) que o governo elaborou que sintetiza o movimento dos preços internacionais das principais commodities, ponderadas por sua importância na balança comercial brasileira recuou aproximadamente 15% desde o primeiro óbito por coronavírus. No cenário mais otimista o impacto da epidemia no crescimento do PIB seria de -0.10 pontos percentuais. Em contrapartida, o cenário mais extremo indica queda de 0.66 pontos percentuais. O Ministério ainda acredita que a maioria dos choques terá apenas efeitos transitórios sobre a economia. Isso significa que, após a estabilização da situação, haverá uma retomada acelerada no ritmo de atividade, puxada pelo movimento de reposição de estoques, melhora nos termos de troca e aumento na produtividade.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, encaminhou na terça-feira um ofício aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), pedindo a aprovação de projetos considerados prioritários pela equipe econômica. A justificativa do ministro foi que diante da deterioração do cenário externo, com o surto de coronavírus e a oscilação no preço do petróleo, se torna ainda mais necessário blindar a economia do Brasil dessas interferências. (Valor)

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de fevereiro teve alta de 0,25%. Foi o menor resultado para um mês de fevereiro desde 2000. No ano, o IPCA acumulou alta de 0,46% e, nos últimos 12 meses, de 4,01%. O maior impacto no índice do mês, 0,23 ponto percentual (p.p.), veio do grupo Educação, que registrou a maior variação +3,70%. (IBGE)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

Nos EUA, o bull market de 11 anos, se encerrou com o índice Dow Jones recuando 20% com base na última vez que atingiu um recorde em 12 de fevereiro. O S&P 500 caiu 4.89% aos 2.741,38 pontos.

A Organização Mundial da Saúde em uma coletiva de imprensa classificou o coronavírus como pandemia. O Dr. Tedros, diretor-geral da OMS, destacou que “Se os países detectarem, testarem, tratarem, isolarem, rastrearem e mobilizarem seu pessoal na resposta, aqueles países com alguns casos de COVID19 podem ainda impedir que esses casos se tornem aglomerados e esses aglomerados se tornem transmissão em comunidade”. Uma importância especial deve ser dada às medidas de contenção para o controle da pandemia de modo que é preciso aumentar a capacidade dos países de testarem os casos para que o rastreamento e o isolamento seja mais efetivo. Foi também sugerido que os países tomem medidas holísticas de saúde pública para lidar com a situação. O fato de que apenas quatro países concentram 90% dos casos é um sinal positivo que ainda é possível que essa pandemia seja contida. Os especialistas da OMS ainda chamaram os países para tomarem iniciativas mais agressivas e sérias que os governos não estão fazendo o suficiente, ou que as medidas tomadas muitas vezes possuíam informações conflitantes que geravam mais confusão e desconfiança na população. (WHO Media Briefing)

Joe Biden assumiu a liderança na corrida para a indicação democrata ampliando a distancia de Bernie Sanders. Na terça, Biden venceu em Michigan, Missouri, Idaho e Mississippi, com apoio esmagador dos afro-americanos e com grandes margens entre os eleitores suburbanos e rurais. Bernie possui 710 delegados, enquanto Biden acumulou 860 representantes. Para garantir a nomeação são necessário 1991 delegados. (The New York Times)

No noite de ontem, Donald Trump anunciou que todos os voos da Europa para os EUA serão suspensos por 30 dias, a partir de sexta-feira à meia-noite. A medida para conter a dispersão do coronavírus no país é bastante severa, mas o presidente, em discurso para a nação, disse que é necessária para proteger os americanos. Trump vinha sendo acusado de não tomar nenhuma medida efetiva para evitar a disseminação do surto. (BBC)

Nesta manhã. os mercados operam no vermelho. Os índices de Hong Kong e Japão recuaram em torno de 4%. Na Europa, a queda é da mesma magnitude. Os futuros também indicam para outro dia fortemente negativo. O petróleo Brent desvaloriza 7%, cotado a US$ 33,27.

RESUMO DOS MERCADOS 

Dólar PTAX R$ 4,6738 + 0,10% 
DI Fut Jan/25  7,42%  + 122 bps 
Ibovespa  85.171,13 pts  – 7,64% 
S&P 500 2.741,38 pts  – 4,89%
As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser  divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe uma resposta