Medidas emergenciais anunciadas por Paulo Guedes e os últimos destaques

BRASIL EM FOCO 

A decisão extraordinária do Fed de reduzir o juros nos EUA durante o final de semana, somada a queda ainda mais acentuada do preço do petróleo e os conflitos entre o executivo e o legislativo em Brasília contribuíram para um pregão de aversão a risco. Em menos de uma hora após a abertura o circuit breaker foi acionado mais uma vez e o Ibovespa fechou em queda de 13,92% aos 71.168 pontos. No câmbio, o dólar PTAX registrou recorde, chegando a ser cotado ao fim do dia a R$ 4,9471, com a alta de 4,45%. Os contratos de DI para janeiro de 2025 também registraram forte volatilidade, avançando 15 pontos-base, sendo negociado à taxa de 7,10%.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou um conjunto de medidas emergenciais, com o objetivo de injetar até R$ 147,3 bilhões na economia. Buscando limitar os efeitos econômicos do novo coronavírus, o governo vai liberar os saques do FGTS, antecipar as parcelas do 13º do INSS e diferir por três meses o pagamento de FGTS e Simples Nacional de pequenas e médias empresas. (O Globo)

O presidente Jair Bolsonaro recebeu várias críticas por ter endossado os protestos do dia 15 contra os Poderes Legislativo e Judiciário. Janaina Paschoal (PSL-SP), uma das autoras do pedido de impeachment de Dilma Rousseff (PT), disse que se arrepende de ter votado em Bolsonaro e defendeu inclusive o afastamento do presidente do cargo. A deputada estadual afirmou que “Esse senhor [Jair Bolsonaro] tem que sair da Presidência da República. Deixa o [vice-presidente Hamilton] Mourão, que entende de defesa. O nosso país está entrando em uma guerra contra um inimigo invisível”. (Poder 360)

Os casos confirmados do novo coronavírus alcançaram 234 ontem (16), segundo a atualização divulgada pelo Ministério da Saúde. É mais do que o dobro de três dias atrás. Na sexta-feira (13), o total passou de 100 pela primeira vez e agora já ultrapassa os 200. (EBC)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

Nos EUA o circuit breaker também foi acionado na segunda-feira. Além do corte nos juros, a mudança de tom do presidente Donald Trump acerca da pandemia preocupou o mercado. O S&P 500 fechou em queda de 11,98% aos 2.386,13 pontos.

Depois de ter repetidamente minimizado o impacto do coronavírus, o presidente Donald Trump mudou acentuadamente seu tom alertando, na segunda-feira, que o surto poderia durar meses e levar os EUA a uma recessão econômica. Trump ainda desaconselhou encontros com grupos de mais de 10 pessoas e disse que os americanos deveriam parar de comer fora em restaurantes e ir a bares. Além disso, sugeriu também que crianças deveriam ser educadas em casa, na medida do possível. (Bloomberg)

Pela primeira vez, o número de contaminados por coronavírus em outras localidades do mundo superaram o número de doentes nas China. A China tem 81.038 casos confirmados e o resto do globo somou mais de 100 mil casos. (John Hopkings)

A pandemia de coronavírus e a recente guerra de preços entre Arábia Saudita e Rússia podem ocasionar uma redução da demanda global por combustível combinado a um excesso de oferta de petróleo nos mercados. E o preço do barril WTI, comercializado na Bolsa de Nova York, já respondeu recuando ao menor valor em 4 anos. Os contratos para entrega em abril fecharam a 28,70 dólares após caírem 9,5%. (WSJ)

Nesta manhã, as bolsas fecharam em leve alta na Ásia e operam na estabilidade na Europa. Os futuros de Nova York avançam 1%. O ouro recua 2,74%, negociado a US$ 1.472,60.

RESUMO DOS MERCADOS 

Dólar PTAX R$ 4,9471 + 4,45%
DI Fut Jan/25 7,10% + 15 bps 
Ibovespa  71.168 pts  – 13,92%
S&P 500 2.386,13 pts  – 11,98%
As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser  divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s