Publicação da Medida Provisória 927 e os últimos destaques

BRASIL EM FOCO 

Em dia de recuperação após seguidas perdas, o Ibovespa teve forte alta de 9,69% aos 69.729 pontos. O dólar PTAX, na venda, era cotado a R$ 5,0713, que representa um recuo de 0,18% na moeda americana. O DI para Janeiro de 2025 era negociado a taxa de 8,39%, uma queda de 36 pontos-base. 

Na noite de terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento em rede nacional de TV e rádio pedindo a reabertura das escolas, do comércio  o fim do “confinamento em massa”. Ele criticou também as atitudes de “algumas poucas autoridades estaduais e municipais”  e a atuação da imprensa. Pontuou ainda em seu caso particular, “pelo meu histórico de atleta, caso fosse contaminado pelo vírus, não precisaria me preocupar, nada sentiria ou seria, quando muito, acometido de uma gripezinha ou resfriadinho“.

A resposta dos presidentes do Senado e da Câmara vieram logo em seguida pelo Twitter. David Alcolumbre pediu união, serenidade e equilíbrio, disse que “a Nação espera do líder do Executivo, mais do que nunca, transparência, seriedade e responsabilidade” Rodrigo Maia também se posicionou apontando que “o pronunciamento do presidente foi equivocado ao atacar a imprensa, os governadores e especialistas em saúde pública”.

No último domingo (22), Bolsonaro publicou a Medida Provisória (MP) 927 que prevê uma flexibilização da CLT buscando preservar emprego e renda. O Valor Investe preparou um resumo com os 10 pontos principais para entender o que muda com essa medida.

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

O S&P 500 fechou um dia de forte alta de 9,38%, aos 2.447 pontos, sendo a melhor sessão desde 2008.

O motivo do otimismo dos índices americanos se deve ao fato de que senadores estão negociando os pontos finais em uma lei de estímulo de aproximadamente US $ 2 trilhões para ajudar a economia dos EUA a superar a pandemia de coronavírus. (Bloomberg)

Na província de Hubei, na China, a mais afetada pelo vírus, cerca de 85% de todas as empresas industriais, com um faturamento anual de 20 milhões de yuans (US $ 2,8 milhões) retomaram a produção nesta semana. (China Daily)

Na Índia, o primeiro-ministro Narendra Modi anunciou que os 1,3 bilhões de pessoas do país ficarão sob “bloqueio total” por 21 dias para combater a propagação da pandemia de coronavírus. (Al Jazeera)

Na madrugada (25), senadores Republicanos e Democratas fecharam com a Casa Branca um pacote para liberar mais de US$ 2 trilhões para estimular a economia nos EUA e prover fundos nos esforços para o combate ao surto do coronavírus. O Senado espera votar o projeto ainda hoje, antes de seguir para a Câmara e depois para o presidente Trump assinar. (Washington Post)

Nos EUA, já são 53.308 casos confirmados. A situação em Nova York parece estar piorando, com a cidade se tornando o maior centro de surto no país. O mundo contabiliza mais de 417.000 casos confirmados  e quase 20.000 mortes.  

Nesta manhã, ainda seguindo o movimento positivo de ontem, as bolsas fecharam em alta na Ásia, com destaque para o índice do Japão Nikkei que avançou 8,04%. Na Europa, as bolsas abriram no positivo, mas já estão operando levemente em queda. Os futuros de Wall Street estão sem direção definida. 

RESUMO DOS MERCADOS

Dólar PTAX  R$ 5,0805 – 0,18%
DI Fut Jan/25 8,39% – 36 bps 
Ibovespa  69.729 pts  + 9,69%
S&P 500 2.447 pts  + 9,38%
As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser  divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe uma resposta