Fundos Imobiliários: mesmo setores mais impactados na pandemia do coronavírus devem ter recuperação estável após fim da quarentena

Orientação dos especialistas da Órama é manter posições com foco no longo prazo; plataforma tem programação diária de conteúdos e lives com convidados e gestores do mercado em seu perfil no Instagram.

Mesmo afetados pela queda da Bolsa, no mês de março, e com perspectivas de mais impactos em certos setores, como o de shopping centers, os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) ainda são uma alternativa para diversificação das carteiras e reservam boas projeções de entrega no longo prazo.

A afirmação é do especialista Gabriel Carvalho, integrante do time de Fundos Imobiliários da Órama, em conversa com o head comercial da plataforma, Hugo Azevedo, em live no Instagram. A Órama está apresentando uma programação diária de conteúdos que analisam os impactos do novo coronavírus na economia e nos investimentos, com transmissões e textos diários.

O Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX) chegou a cair praticamente 30% nos 12 dias de março em que o mercado enfrentou as maiores baixas históricas. Segundo Carvalho, os números já mostram recuperação, e os investidores que não se desfizeram de suas posições devem mantê-las.

“Para a parcela dos investimentos que estava nos FIIs, nossa sugestão é manter e acreditar no longo prazo. Os impactos assustaram especialmente os investidores iniciantes, que nunca tinham sentido uma perda assim. Porém, quem está no mercado sabe que toda crise tem início, meio e fim. Os cenários que temos são positivos, mesmo com a volatilidade no curto prazo”, defende o especialista.

De acordo com Azevedo, os analistas ainda divergem sobre a queda esperada do PIB e um possível formato da recuperação econômica — se em forma de V ou mais alongada, de aceleração mais lenta e gradual.

“O investidor deve ter em mente que os FIIs são uma classe de ativo que pode ter retorno acima — ou bem acima — das taxas de juros normais do mercado, mas também um risco maior que o de letras financeiras, LCI, LCA ou um CDB (que são títulos protegidos pelo FGC). Ainda assim, o risco é menor do que o das Ações“, compara o executivo.

Azevedo comenta que, na diversificação da carteira, os FIIs contribuem para a maximização da fronteira eficiente, ou seja, ajudam na relação entre risco e retorno. “Gestores de Fundos abertos, em momentos de crise, precisam vender ativos a preços mais baixos. Os FIIs, por serem fechados, ficam mais blindados na comparação”, aponta.

Segundo o head comercial da Órama, os Fundos Imobiliários contam com diversas vantagens se comparados ao investimento direto em imóveis. Veja abaixo:

Imóvel como investimento X Fundos de Investimento Imobiliário

Imóvel como investimento Fundos de Investimento Imobiliário
É preciso ter um corretor de imóveis ou despender tempo para vender no preço desejado. Negociados pelo Home Broker, no seu computador ou smartphone.
Dedicar tempo e dinheiro para manutenção do imóvel. Não é preciso se preocupar com certidões, reformas e cobrança de aluguel.
É ativo sem liquidez imediata — é preciso vendê-lo para ter acesso ao dinheiro, e isso pode demorar. Tem melhor liquidez, via negociação na B3.
É um bem indivisível: só pode ser vendido em sua totalidade. Existe a possibilidade de venda parcial, em cotas.
Há corretagem de 3% a 6% por negócio. Sem custo de corretagem pelo Home Broker.
Há cobrança de IR sobre aluguéis recebidos, conforme a tabela da Receita Federal. Cobrança de IR é zero sobre os rendimentos.
Há IR sobre ganho de capital: 15% se não for comprado com o dinheiro da venda outro imóvel em seis meses, mais o valor do ITBI. IR sobre ganho de capital é de 20%.

Respondendo a um espectador sobre os FIIs e setores imobiliários mais afetados na crise, Azevedo e Carvalho concordam que mesmo os segmentos mais impactados deverão passar por uma fase de recuperação estável, assim que os governos decretarem a suspensão do lockdown.

Entre os FIIs chamados de “Fundos de Tijolos”, há os que investem em shopping centers, lajes corporativas, agências bancárias, galpões logísticos, hotéis e outros segmentos.

“Não se desfaça dos FIIs, nem mesmo de Fundos de shoppings. Se começarmos a sair do isolamento na segunda quinzena de maio, como está sendo anunciado, a atividade econômica vai começar a voltar. Não tenho dúvidas de que os shoppings vão voltar a ter clientes, que lojas vão voltar a vender, pagar seus aluguéis, e os Fundos voltarão à normalidade”, afirma o especialista da Órama.

Para os novos investidores, Azevedo esclarece que a Órama possui diferentes modelos de carteiras de aplicações para perfis conservadores, moderados ou arrojados. Mesmo para os que buscam mais segurança, é possível diversificar os investimentos com alguns ativos e Fundos de setores diferentes, incluindo FIIs.

Na Órama, a abertura e a manutenção de conta são gratuitas. A plataforma conta com assessores financeiros para atender os novos clientes, entender seus objetivos no curto, médio e longo prazos e ajudar a definir um portfólio de investimentos.

A Órama vem apresentando uma programação especial de conteúdos sobre os impactos provocados pelo coronavírus na economia e nos mercados. O nosso blog disponibiliza um curso completo de educação financeira.

No perfil do Instagram, a programação de lives diárias continua, com análises sobre o mercado feitas por convidados e especialistas da plataforma. O head comercial da plataforma Hugo Azevedo também compartilha conhecimentos e tira dúvidas em sua conta na rede social.

Programação | Órama Investimentos

Instagram – @oramainvestimentos

Sexta-feira (24/04)

18h30 – Live com Hugo Azevedo, head comercial da Órama, e Alexandre Espirito Santo, economista da plataforma: uma discussão com visão econômica dos últimos acontecimentos do mercado.

Blog – blog.orama.com.br

Segunda a sexta-feira:

10h – Panorama Diário: as principais notícias do Brasil e do mundo.

Spotify

“Saúde Mental e Investimentos”: podcast com o psicólogo financeiro Celso Sant’Ana.

Fonte: G.Lab

Um comentário em “Fundos Imobiliários: mesmo setores mais impactados na pandemia do coronavírus devem ter recuperação estável após fim da quarentena

Deixe uma resposta para Leonardo Montenegro Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s