Para gestor, Fundo de Ações deve operar diferente da média para obter melhores resultados

Carlos Alberto Trindade Neto, sócio da Normandia Investimentos, conversou com Sandra Blanco, estrategista chefe da Órama, sobre as estratégias e a reorganização do portfólio para enfrentar o momento de pandemia.

Para o sócio da Normandia Investimentos Carlos Alberto Trindade Neto, é papel dos gestores orientar os investidores para manter ou redirecionar suas aplicações nos melhores investimentos com os menores riscos esperados, e não perder a calma com as expectativas dos dias ou semanas seguintes.

“Na crise, o grande desafio de um gestor de Fundo de Ações é pensar diferente da média, enquanto tira o ego da operação para dar atenção às perguntas corretas. Você não controla como o mercado vai se comportar no dia seguinte, mas pode buscar as respostas para ter o melhor portfólio no caminho mais acertado”, afirma.

Segundo Trindade Neto, a Normandia é uma casa focada em investimentos de longo prazo em empresas brasileiras. O gestor usa a metáfora de um barco que, ao navegar, enfrenta variações de maré, de vento e de ondas.

“Nossa filosofia é de investigar onde estão os bons motores — a qualidade do negócio —, as boas carcaças — a robustez do balanço da empresa — e se o barco tem um bom timoneiro, ou seja, liderança e cultura capazes de comandar a companhia com habilidade”, explica. “Analisamos as notícias e os impactos macroeconômicos, mas mantemos o foco nos barquinhos”, completa.

De acordo com Sandra, a gestora tem navegado com empresas do setor elétrico nos últimos anos. Trindade Neto concorda que os gestores possuem familiaridade com o setor. Porém, para não esbarrar em riscos regulatórios, há uma limitação de 30% dessas companhias no portfólio.

“Hoje, as carteiras dos Fundos têm dois terços de companhias que, provavelmente, não sofrem problemas de fluxo de caixa no curto prazo, como a B3 e empresas do setor elétrico. E temos negócios que entendemos que vão sofrer no curto prazo, mas terão como vantagem competitiva a função social na prestação de serviço, para que o longo prazo fique minimamente preservado. Nessa categoria, estão empresas cujos preços colapsaram (na baixa da Bolsa em março)”, aponta.

Para o executivo, o processo de seleção das companhias precisa ser constante, mesmo em momentos sem turbulências econômicas. Ele afirma que encaram a gestão como uma competição entre as melhores oportunidades de investimento. No início da pandemia, a gestora optou por um desinvestimento.

“Em nosso processo, às vezes, vemos um investimento que subiu 50% e outro que caiu 10%. No retorno relativo, o que fazemos é reavaliar os pesos e manter os que ficaram mais atrativos em detrimento dos outros. Em situações normais, as variações de preços são mais razoáveis. Durante a pandemia, os valuations relativos e as informações vêm se alterando muito”, explica.

Para acompanhar a programação especial preparada pela Órama durante a quarentena, basta acessar o Instagram da plataforma, que conta com lives diárias protagonizadas por convidados e especialistas da equipe. Todas as transmissões ficam disponíveis no IGTV do perfil.

Já o blog da Órama disponibiliza um curso completo de educação financeira para os novos investidores, além de publicações diárias.

Programação | Órama Investimentos

Live no YouTube

Quarta-feira (13/05)

20h – Depois da Pandemia: a primeira de uma série de lives sobre o futuro pós-Covid-19. O head comercial da Órama Hugo Azevedo recebe Ana Paula Pontes, da Revista Crescer, para falar sobre os impactos e a reinvenção da educação infantil após a pandemia.

Lives no Instagram

Terça-feira (12/05)

18h30 – Bate-papo com Gestor: “investindo em tempos de incerteza” é o tema da conversa de Sandra Blanco, estrategista chefe da Órama e o convidado Guilherme Abbud, da Persevera Gestão de Recursos.

Quarta-feira (13/05)

12h – #HugoResponde com Partiu Poupar: a dupla esclarece tudo o que você quer saber sobre investimentos.

18h30 – Bate-papo com Gestor: como defender os ganhos em Fundos de Ações. Com Sandra Blanco e o convidado Fernando Pina, da Lis Capital.

Quinta-feira (14/05)

12h – Hora do Trader: Nato Souza, da Equipe Gold Traders da Órama, recebe Sérgio Ferro, engenheiro, economista, matemático e estatístico. Uma conversa sobre como operações de Long & Short podem ajudar em períodos de incertezas.

18h30 – Bate-papo com Gestor: desafios e oportunidades nos investimentos no cenário de crise. Com Sandra Blanco e o convidado Carlos Eduardo Eichhorn, da Mapfre Investimentos.

Sexta-feira (15/05)

18h30 – Por que alguns investimentos em Renda Fixa caíram nesta crise? Dessa vez, na visão do economista da Órama Alexandre Espírito Santo, que estará com Hugo Azevedo para responder às suas dúvidas.

Textos no blog

Segunda a sexta-feira

10h – Panorama Diário: as principais notícias do Brasil e do mundo.

Podcast no Spotify

Saúde Mental e Investimentos: conheça qual o seu perfil trader com o psicólogo financeiro Celso Sant’ Ana.

Fonte: G.Lab

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s