Aprovação do projeto que suspende pagamentos do Minha Casa, Minha vida e os últimos destaques

BRASIL EM FOCO

A expectativa de uma vacina contra o coronavírus contribuiu para o otimismo do investidor no Brasil e o Ibovespa fechou em alta de 1,49% aos 104.426,40 pontos. No câmbio, o dólar Ptax avançou 0,23%, sendo cotado, na venda, a R$ 5,3635. No mercado de juros futuros, os contratos de DI com vencimento em janeiro de 2025 eram negociados à taxa de 5,50%, subindo 2 pontos base no primeiro pregão da semana. 

Após propor, durante o final de semana, alterações no projeto de renovação do Fundeb, o governo Jair Bolsonaro fez uma nova rodada de negociações com deputados e com o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo. A PEC, que seria votada ontem, deve ser apreciada hoje (21). A princípio, foi fechado um acordo para que o complemento da União ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) aumente de 10% para 12% em 2021 e que a complementação do governo federal seja progressiva até 2026 com um percentual de 23% (e não mais 20% do texto original da PEC), mas com até 5% investidos em vagas de pré-escola, creche e educação infantil. Todo o caráter assistencial da proposta do governo do fim de semana foi retirado, de modo que não se fala mais em usar o dinheiro do fundo para o Renda Brasil nem para um voucher-creche. (Folha/Valor) 

Diante da insatisfação com a articulação política do governo e de uma ameaça de deserção da base em votações sensíveis, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, prometeu liberar mais R$ 1 bilhão em verbas de combate ao coronavírus a prefeituras indicadas por deputados e senadores. A principal insatisfação na Câmara é com a forma da liberação de verbas que não permitiu que os deputados fizessem o “apadrinhamento” do recurso para estados e municípios, de modo a levar os dividendos políticos da situação. A relação de Ramos com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, outro canal de interlocução do Planalto com o Congresso, também não é das melhores, especula-se inclusive uma articulação coordenada por Fábio Faria para tentar tirar Ramos do cargo. (O Globo)

A Câmara dos Deputados aprovou nesta segunda-feira (20) o Projeto de Lei 795/20, que suspende os pagamentos mensais de beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida. A suspensão dos pagamentos valerá para os mutuários da faixa 1, com renda familiar mensal de até R$ 1.800, cujo financiamento usou recursos do Fundo de Arrendamento Residencial ou do Fundo de Desenvolvimento Social. A suspensão de seis meses valerá a partir da publicação da futura lei. Essas parcelas serão pagas depois do prazo final do financiamento original, mas o total de parcelas do programa que serão adiadas, a ser suportado pelo Tesouro Nacional, será limitado a R$ 215,4 milhões. (Poder 360)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deve apresentar ao Congresso nesta terça-feira (21) a primeira fase da sua proposta de reforma tributária unificando inicialmente PIS e Cofins que são tributos federais.  (O Globo)

Segundo o Painel Coronavírus do Ministério da Saúde, o  Brasil ultrapassou os 80 mil mortos e os 2,12 milhões de casos confirmados. 

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL

Nos EUA, puxado pelas empresas de tecnologia, o Nasdaq fechou em novo recorde registrando uma alta de 2,51%. O S&P 500 avançou 0,84%, aos 3.251,84 pontos.

Na Nasdaq, as ações da Microsoft subiram 4,28% e as da Tesla avançaram 9,47%. As duas estão entre as gigantes de tecnologia, junto com IBM e Intel, por exemplo, que divulgarão seus resultados durante a semana. (Valor)

Uma vacina contra o coronavírus que a Universidade de Oxford está desenvolvendo com o AstraZeneca Plc mostrou resultados promissores em testes em humanos em fase inicial, e agora passará para estudos maiores que provavelmente serão decisivos para comprovar sua eficácia. (Bloomberg)

Os líderes da União Europeia se reuniram novamente e fecharam um pacote estímulo de 750 bilhões de euros (US $ 857 bilhões). O acordo é histórico, visto que os países levantaram recursos vendendo títulos coletivamente, e não individualmente; e boa parte desse dinheiro será entregue aos países membros mais afetados pela pandemia como doações, e não empréstimos. (The New York Times)

Nos EUA, conversas sobre novos pacotes de estímulo também estão ocorrendo entre o Tesouro e o Congresso. O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, se reunirá com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, nesta tarde, em busca por um acordo. A meta de US$ 1 trilhão dos legisladores republicanos é menos de um terço do que os democratas querem para o pacote. Se soma a esses pleitos a demanda do presidente Donald Trump de incluir um corte nos impostos sobre a folha de pagamento. (Bloomberg)

A rivalidade entre os EUA e a China assume proporções cósmicas neste mês. Os dois países se preparam para enviar missões espaciais para Marte com poucos dias de diferença um do outro. Primeira missão da China em outro planeta, o Tianwen-1 está previsto para decolar nesta semana – o dia exato ainda não foi anunciado – em uma viagem de sete meses a Marte. A missão dos EUA, que deve ser lançada em 30 de julho, pousará o veículo espacial Perseverance em Marte. Também implantará o helicóptero Ingenuity Mars – a primeira aeronave capaz de voar em outro planeta. (WSJ)

A pandemia, contudo continua a avançar pelos EUA. Ao todo são mais de  3,82 milhões de contaminados em território americano e 141 mil mortos. No mundo, o número de casos de Covid-19 ultrapassou os 14,64 milhões, com mais 608 mil óbitos.(Johns Hopkins)

Nesta manhã, o otimismo predomina. As bolsas asiáticas fecharam em alta. Em Hong Kong, o índice Hang Seng avançou 2,31%. Na Europa, com o anúncio da assinatura do pacote de ajuda, os índices também operam com ganhos de mais de 1%. A bolsa da Itália, país mais beneficiado com o acordo, sobe 2%. O euro segue estável, após o rali da última semana. Os futuros nos EUA apontam para uma abertura positiva. O petróleo sobe 3% e o ouro 0,55%.

RESUMO DOS MERCADOS

Dia Semana Mês Ano
DI Jan 2025 5,50% 2 bps 2 bps -18 bps -95 bps
Dólar PTAX (R$) 5,3635 0,23% 0,23% -2,05% 33,07%
Ibovespa (pts) 104.426,40 1,49% 1,49% 9,86% -9,71%
S&P 500 (pts) 3.251,84 0,84% 0,84% 4,89% 0,65%

TÓPICO DO DIA 

Em sua coluna semanal, o economista da Órama Alexandre Espírito Santo, discute a situação atual das bolsas pelo mundo que têm seus ativos subindo de preço pelo excesso de liquidez e queda nos juros, e ao mesmo tempo que uma recessão econômica se desenha no horizonte. (Valor Investe)

As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser  divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s