Conselho Monetário Nacional aprova nova cédula e os últimos destaques

BRASIL EM FOCO

Acompanhando o desempenho positivo das bolsas no exterior, o Ibovespa registrou alta de 1,44% aos 105.605,20 pontos. No câmbio, o dólar Ptax cedeu 0,74% sendo cotado, na venda, a R$ 5,1395. Nos juros futuros, os contratos de DI com vencimento em janeiro de 2025 eram negociados à taxa de 5,40%, subindo 5 pontos base.

Paulo Guedes foi ao Palácio do Planalto falar sobre pontos da reforma tributária, destacando ao lado do relator da proposta deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), que uma das prioridades é tentar alcançar um “acoplamento” do Imposto Sobre Valor Agregado (IVA) em nível federal e estadual e que o assunto está sendo discutido com os governadores. Questionado sobre o envio da reforma administrativa, Guedes disse que o texto estava pronto no início do ano e não foi enviado por falta de ambiente político, citando como exemplo as manifestações de rua em diversos países da América do Sul. (Valor)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia e o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli defenderam oito anos de inelegibilidade para ex-juízes que decidam disputar eleições. Dessa forma, segundo Toffoli, se evita que a magistratura e o poder imparcial do juiz sejam utilizados para “fazer demagogia, aparecer para a opinião pública e, depois, se fazer candidato”. Sérgio Moro não foi citado nominalmente, mas é tido como provável candidato à Presidência da República em 2022. (Folha)

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o lançamento da cédula de R$ 200 (duzentos reais), que terá como o lobo-guará estampado. Pelo o Twitter, o Banco Central afirmou que Observamos os efeitos do entesouramento trazidos pela pandemia, e não sabemos por quanto tempo vão perdurar. Além disso, a nova cédula vai diminuir os custos de logística e de distribuição de numerário pelo país, que tem dimensões continentais.”

O Brasil, segundo o Painel Coronavírus do Ministério da Saúde, ultrapassou os 90 mil mortos com 2,55 milhões de casos confirmados. 

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL

A manutenção dos juros nos EUA próximos a zero, com a defesa de maiores estímulos pelo Fed, além dos depoimentos dos executivos das techs americanas permitiu um dia de avanço nos índices acionários de Wall Street. O S&P 500 teve alta 1,24% aos 3.258,44 pontos.

Ontem (29), quatro CEOs das maiores empresas da tecnologia dos EUA  foram submetidos a interrogatórios no Congresso americano. Os legisladores investigam se as empresas usam seu poder de forma desleal para impedir a concorrência. Foram criticados pelo poder que exercem sobre os mercados digitais: o controle do Google sobre as pesquisas na Internet; o poder da Apple sobre aplicativos; a aquisição de rivais pelo Facebook; e a alavancagem da Amazon sobre vendas de terceiros. Todos os executivos procuraram reforçar que suas empresas são da América para a América, em um momento de disputas com a China tanto no âmbito comercial quanto tecnológico. (Bloomberg/CNN)

Após a decisão de manter o patamar de juros, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, em coletiva, disse que serão necessárias mais políticas fiscais para apoiar a recuperação econômica, que corre o risco de desacelerar em decorrência do aumento de casos de coronavírus em vários estados. Powell elogiou o Congresso por uma forte ação fiscal, enfatizando que o dinheiro foi “bem gasto” porque ajudou a manter as empresas abertas e os consumidores em suas casas durante “o maior choque” recente. (Bloomberg)

O produto interno bruto da Alemanha caiu 10,1% no segundo trimestre de 2020 em comparação com o trimestre anterior, o maior declínio desde o início de registros comparáveis em 1970, e quase o dobro de sua contração no ponto mais baixo da crise financeira global em 2009. A expectativa do mercado era de uma contração de 9%. (WSJ)

No mundo, o número de casos confirmados subiu para 17,05 milhões e os óbitos chegaram a 667 mil. Nos EUA, os infectados somam 4,43 milhões e as mortes ultrapassaram a marca dos 150 mil. (Johns Hopkins)

Nesta manhã, as bolsas asiáticas fecharam no negativo. Na Europa, os índices operam em forte queda, com destaque para o DAX da Alemanha caindo próximo de 3%, após o anúncio do PIB do país. Hoje serão divulgados os resultados das empresas de tecnologia nos EUA e também o PIB americano para o segundo trimestre. Em um dia de maior cautela, os futuros de Wall Street apontam para um recuo na abertura.

RESUMO DOS MERCADOS

Dia Semana Mês Ano
Ibovespa (pts) 105.605,20 1,44% 3,15% 11,10% -8,69%
Dólar PTAX (R$) 5,1395 -0,74% -1,44% -6,14% 27,51%
DI Jan 2025 5,40% 5 bps 1 bps -28 bps -105 bps
S&P 500 (pts) 3.258,44 1,24% 1,33% 5,10% 0,86%
As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser  divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s