IPCA de julho sobe 0,36% e os últimos destaques

BRASIL EM FOCO

Incertezas quanto ao pacote de estímulos nos EUA e preocupações com a manutenção do teto de gastos no Brasil fizeram o Ibovespa recuar 1,30%, aos 102.775,50 pontos na sexta. Na semana, a queda foi menos expressiva, de apenas 0,13%. No câmbio, o dólar Ptax avançou 1,49% sendo cotado, na venda, a R$ 5,4227, nos últimos 5 pregões a moeda americana registrou ganhos de 4,22%. Nos juros futuros, os contratos de DI com vencimento em janeiro de 2025 eram negociados à taxa de 5,41%, subindo 16 pontos base, na semana, a alta foi de 20 bps.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de julho subiu 0,36%, 0,10 ponto percentual (p.p.) acima da variação observada em junho (0,26%). Este é o maior resultado para um mês de julho desde 2016. (IBGE)

A equipe econômica do governo vem afirmando que imposto sobre transações eletrônicas, proposto pelo Paulo Guedes, tem potencial de arrecadar R$ 120 bilhões. Contudo, especialistas questionam esse dado apontando que é possível que esse imposto não incida apenas sobre as transações digitais, e acabe onerando as demais movimentações financeiras. (Valor)

O ministro Gilmar Mendes deve levar ao plenário do Supremo o pedido do PTB para barrar qualquer possibilidade de reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP) para a Câmara e o Senado, respectivamente. (Folha)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, revelou em entrevista ao Estadão, que ajudará a construir uma candidatura alternativa à polarização PT x Bolsonaro. Maia defendeu também que se discuta a imposição de um limite para a atuação de militares da ativa na estrutura do Executivo. (Poder 360

Já de olho nas eleições de 2022, Bolsonaro montou um cronograma de inaugurações pelo país até o final do ano e lançará medidas de impacto social na tentativa de diminuir a rejeição ao seu nome nas classes D e E. Além disso, para o posto de vice-presidente, Bolsonaro já avalia um perfil do segmento evangélico. Os cotados são ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o do deputado federal Marco Feliciano (Republicanos-SP). A ministra é uma das mais populares do governo, segundo Datafolha. (Folha)

Em um momento em que o Brasil, segundo o Painel Coronavírus do Ministério da Saúde, ultrapassou os 101 mil mortos, com 3 milhões de casos confirmados, uma notícia positiva é que atualmente temos apenas quatro estados com tendência de alta nas mortes por Covid-19.  (O Globo)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL

Nos EUA,  as tensões com a China e a falta de um acordo sobre os novos estímulos fiscais, ofuscaram o dado positivo do payroll. O Nasdaq encerrou uma sequência de 4 recordes consecutivos e o S&P 500 ficou no zero a zero, registrando alta 0,06% aos 3.351,28 pontos. Na semana, os ganhos acumulados foram de 2,45%.

O crescimento do emprego nos EUA desacelerou consideravelmente em julho em meio a um ressurgimento de novas infecções por COVID-19. O número de vagas “não-agrícolas” aumentou 1,763 milhão  no mês passado, após um recorde de 4,791 milhões em junho, informou o Departamento do Trabalho na sexta-feira (07). Economistas ouvidos pela Reuters previam que 1,6 milhão de empregos seriam adicionados em julho. (Reuters)

Com o fracasso do Congresso Americano de passar o pacote de estímulos, o Presidente Donald Trump apresentou quatro ordens executivas no sábado.  A primeira estendendo o auxílio desemprego até 3 dezembro de 2020 no valor de US$ 400 semanais, sendo US$ 300 provenientes do governo federal e US$ 100 dos estados. Os democratas continuam defendendo a volta dos US$ 600 e os republicanos já acham que Trump foi generoso demais. Os benefícios adicionais de desemprego serão pagos com o Fundo de Alívio de Desastres, a principal fonte de dinheiro do governo para custos de emergência, geralmente, de desastres naturais. A ação de Trump reserva US$ 44 bilhões do fundo, que atualmente tem um saldo de cerca de US$ 70 bilhões. Trump também instruiu o Departamento do Tesouro a diferir o imposto de seguridade social de 6,2% sobre os salários dos funcionários que ganham menos de US$ 100.000 por ano. Essa suspensão duraria de 1º de setembro a 31 de dezembro. A mudança do imposto sobre a folha de pagamento não altera a obrigação subjacente. Trump disse que pressionaria o Congresso a transformar o diferimento em um corte real de impostos. Os empréstimos estudantis também foram alvo da medida, com a prorrogação da suspensão dos pagamentos mensais até 31 de dezembro, sem incidência de juros. E a última ordem diz que seu governo irá tomar “todas as medidas legais para evitar despejos e execuções hipotecárias”.   (WSJ)

O candidato democrata Joe Biden lidera a corrida presidencial em Wisconsin e na Pensilvânia, dois estados vencidos por Trump em 2016. Biden está seis pontos percentuais à frente de Republicano em cada estado: 48% a 42% em Wisconsin e 49% a 43% na Pensilvânia. (Bloomberg)

No mundo, o número de casos confirmados chegou a 19,78 milhões e os óbitos ultrapassaram 729 mil. Nos EUA, os infectados somam 5 milhões e as mortes chegaram a marca dos 163 mil. (Johns Hopkins)

Nesta manhã, as bolsas asiáticas fecharam sem direção definida. Na Europa, os índices operam em alta. Os futuros de Wall Street apontam para uma leve alta na abertura. 

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação Dia Semana Mês Ano
Ibovespa (pts) 102.775,50 -1,30% -0,13% -0,13% -11,14%
Dólar PTAX (R$) 5,4227 1,49% 4,22% 4,22% 34,54%
DI Jan 2025 5,41% 16 bps 20 bps 20 bps -104 bps
S&P 500 (pts) 3.351,28 0,06% 2,45% 2,45% 3,73%
As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser  divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Deixe uma resposta