Aumento das vendas no varejo e últimos destaques

BRASIL EM FOCO

O esvaziamento do ministério da Economia, com perdas importantes para Paulo Guedes, fez a bolsa brasileira se descolar do desempenho no exterior. O Ibovespa ficou praticamente no zero a zero, recuando 0,06%, aos 102.117,8 pontos. No câmbio, o dólar Ptax continuou a trajetória de alta, subindo 0,49% sendo cotado, na venda, a R$ 5,4551. Nos juros futuros, os contratos de DI com vencimento em janeiro de 2025 eram negociados à taxa de 5,62%, subindo 5 pontos base.

POLÍTICA E TETO DOS GASTOS: o tema fiscal e das agendas de reformas tomou conta de Brasília e o presidente Jair Bolsonaro se manifestou publicamente duas vezes ontem para defender as pautas do Paulo Guedes. À noite, em pronunciamento, Bolsonaro reafirmou o compromisso com o teto dos gastos. Ele falou ao lado dos presidentes da Câmara e do Senado, após uma reunião que contou com a participação além de Rodrigo Maia e David Alcolumbre, dos ministros da Economia, Paulo Guedes; da Infraestrutura, Tarcísio Freitas; do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; o líder do governo no Congresso Nacional, senador Eduardo Gomes; o líder do partido Progressista (PP) na Câmara, Arthur Lira; Major Vitor Hugo e Ricardo Barros. A reunião desse grupo é simbólica pois colocou na mesma sala os principais pontos de conflito: de um lado a austeridade de Paulo Guedes e, do outro, os propostas de aumento dos gastos de Rogério Marinho e de Tarcísio. 

ARTICULAÇÃO NO CONGRESSO: o deputado Ricardo Barros (Progressistas-PR) é uma figura nova nessas discussões e a sua participação nessa reunião com os ministros e chefes de poder se deu pois Bolsonaro o convidou para ser o líder do governo na Câmara, em substituição ao Major Vitor Hugo. Barros é um deputado de carreira (desde de 1995) do chamado Centrão, enquanto Vitor Hugo é um aliado de Bolsonaro de primeira hora, em seu primeiro mandato. A  mudança indica uma tentativa de melhorar a relação com o Congresso para acelerar o trâmite das propostas de reformas. 

VENDAS NO VAREJO: o IBGE divulgou que em junho de 2020, o comércio varejista nacional aumentou 8,0% frente a maio, na série com ajuste sazonal, após crescimento de 14,4% em maio de 2020. O número veio acima da mediana das projeções dos economistas que apontavam para um avanço de 5%.

CORONAVÍRUS E COMÉRCIO INTERNACIONAL:  em Shenzhen, na China, o frango congelado importado da fábrica Aurora Alimentos, de Santa Catarina, teve uma amostra que testou positivo para o novo coronavírus. Em outras ocasiões, o governo chinês limitou a importação de alimentos congelados de plantas que apresentaram contaminação nos produtos. (Bloomberg)

PANDEMIA NO BRASIL: o país ultrapassou os 104 mil mortos com 3,16 milhões de casos confirmados.(Ministério da Saúde)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL

Nos EUA, os índices fecharam em forte alta na esperança de um acordo sobre o pacote de estímulos. O S&P 500 teve ganhos de 1,40% aos 3.380,35 pontos

PACOTE DE ESTÍMULOS FISCAIS NOS EUA: Nancy Pelosi, presidente da Câmara, rejeitou uma abertura do secretário do Tesouro Steven Mnuchin para retomar as negociações, dizendo que a Casa Branca se recusou a ceder sobre o tamanho do plano de ajuda. Mnuchin, por sua vez, disse que foi Pelosi quem se recusou a ceder. Porém, onde Washington vê um impasse, Wall Street aparentemente enxerga um eventual acordo. O S&P 500 na quarta-feira ultrapassou brevemente o pico recorde alcançado antes do surto de coronavírus, recuando levemente após os democratas sugerirem que as negociações estavam em perigo. (Bloomberg).

RELAÇÃO EUA-CHINA: oficiais do governo chinês e economistas já começaram a discutir publicamente planos para um “pior cenário” no qual a escalada comercial passe para a esfera financeira e a China seja impedida de participar do sistema global de dólar, sem poder fazer liquidações em dólares ou tendo congeladas/confiscadas uma parte das sua enormes reservas em títulos dos EUA. (Reuters)

ELEIÇÕES NOS EUA: ontem (12) Joe Biden e a senadora Kamala Harris fizeram sua estreia como companheiros de corrida. Os antigos rivais nas primárias são de costas opostas nos EUA, de gerações diferentes e estão tentando usar essas características para unir os americanos em torno de sua plataforma. Projetando cordialidade um para o outro, eles esboçaram uma visão de recuperação da crise com projetos para saúde pública, economia e injustiça racial – desafios que, eles argumentaram, Trump piorou em sua presidência.  (The New York Times)

PETRÓLEO: a Agência Internacional de Energia cortou suas estimativas para a demanda global de petróleo para quase todos os trimestres até o final de 2021, com o segundo semestre deste ano tendo o rebaixamento mais acentuado. A agência atribuiu a queda à piora nas perspectivas para as viagens aéreas, já que a pandemia continua mantendo as pessoas em casa. (Bloomberg)

CORONAVÍRUS NO MUNDO: o número de casos confirmados chegou a 20,6 milhões e os óbitos ultrapassaram 750 mil. Nos EUA, os infectados somam 5,20 milhões e as mortes chegaram a marca dos 166 mil. (Johns Hopkins)

Nesta manhã, as bolsas asiáticas fecharam sem direção definida. Na Europa, os índices operam em queda e os futuros de Wall Street não apontam para uma direção única abertura. Hoje saem os dados de pedidos de seguro-desemprego nos EUA.

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação Dia Semana Mês Ano
Ibovespa (pts) 102.117,80 -0,06% -0,64% -0,77% -11,70%
Dólar PTAX (R$) 5,4551 0,49% 0,60% 4,84% 35,34%
DI Jan 2025 5,62% 5 bps 21 bps 41 bps -83 bps
S&P 500 (pts) 3.380,35 1,40% 0,87% 3,34% 4,63%
As informações contidas neste material têm caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Este material é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Órama Investimentos, incluindo agentes autônomos e clientes, podendo também ser  divulgado no site e/ou em outros meios de comunicação da Órama. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Órama.

Um comentário em “Aumento das vendas no varejo e últimos destaques

Deixe uma resposta