Semana negativa para os mercados de ações globais e os últimos destaques

RESUMO DOS MERCADOS

   Cotação  Dia Semana Mês Ano
Ibovespa (pts)96.999,40-0,01%-1,31%-2,38%-16,12%
Dólar PTAX (R$)5,5667-0,08%5,25%1,74%38,11%
DI Jan 2025 (bps)6,21%2-1430-24
S&P 500 (pts)3.298,461,60%-0,63%-5,77%2,10%

BRASIL EM FOCO
DESTAQUES: na sexta-feira o índice ficou de lado, mas a semana foi negativa para os mercados de ações globais, devido aos receios quanto à pandemia na Europa a possível adoção de novas medidas de isolamento. No Brasil, em específico, os ruídos políticos corroboraram para a queda. 

REFORMA TRIBUTÁRIA: o governo deve apresentar hoje (28) a segunda fase da reforma tributária, ao Congresso. Deverá ser discutida a criação de um novo imposto sobre transações como fonte de recursos para a desoneração ampla da folha de pagamentos. Além do novo imposto, o governo também deve incluir a sua proposta para o novo programa social, o Renda Cidadã. Quanto a esse último, o governo e os líderes no Congresso não deram mais detalhes sobre sua forma.  Ricardo Barros, líder na Câmara, disse que o acordo é “combinar [com o Congresso] primeiro e anunciar depois“. (Valor)

TETO DOS GASTOS: o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, disse que o teto dos gastos deve ser rediscutido nas eleições de 2022. Marinho acredita que o período de 5 anos seja o ideal para avaliar a eficácia do teto, que foi criado em 2016. Nas próximas eleições, a discussão sobre limitar investimentos públicos será importante “para que haja legitimidade em qualquer mudança”. (Poder 360)

CORONAVÍRUS NO BRASIL: o país ultrapassou os 4,7 milhões de casos confirmados e 141 mil óbitos em decorrência da Covid-19. (Ministério da Saúde)


OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 
 DESTAQUES EXTERNOS: apesar da forte alta das ações de tecnologia na sexta-feira, os índices americanos não conseguiram apagar as perdas, fechando a quarta semana consecutiva em queda.  Os papéis da Apple subiram 3,75% e os da Microsoft avançaram 2,28%, Amazon teve alta de 2,49%, e Alphabet e Facebook registraram ganhos de 1,14% e 2,12%, respectivamente.

IMPOSTO DE RENDA DO TRUMP: o New York Times obteve informações de mais de duas décadas de declarações de imposto de renda do Donald Trump. Os documentos mostram uma série de manobras fiscais que lhe permitiram não pagar imposto de renda em dez dos 15 anos anteriores à sua eleição.. Em 2016, Trump pagou apenas US$ 750 (R$ 4.171) à Receita Federal, mesmo valor desembolsado em 2017, quando já ocupava a Casa Branca. (NYT / O Globo)

SUPREMA CORTE EUA: Trump nomeou Amy Coney Barrett para a cadeira na Suprema Corte americana. Nesta semana, Barrett começará a se reunir com senadores para a agilizar o processo de aprovação de seu nome, que deve acontecer antes das eleições de novembro. (Reuters)

PACOTES DE ESTÍMULOS:  a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, disse que os democratas apresentariam uma nova proposta de pacote de estímulo em breve, acrescentando que preferia que a Câmara aprovasse um acordo real do que simplesmente votar um pacote que não fosse passar no Senado. Embora tenha havido algumas conversas entre Pelosi e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, na sexta-feira, as divisões sobre o tamanho de qualquer pacote e o cronograma muito curto para as eleições indicam que os legisladores continuam céticos quanto à possibilidade de um avanço. (Blommberg)

CORONAVÍRUS: Nos EUA os infectados ultrapassaram os 7,1 milhões e as mortes chegaram a 204,8 mil. No mundo, o número de casos confirmados é de 33 milhões e os óbitos somam 998 mil. (Johns Hopkins)

HOJE: na Ásia, os mercados fecharam em alta, com notícias de lucros das indústrias na China. Os índices na Europa também operam em forte alta, assim como futuros de Wall Street apontam para uma abertura positiva. Hoje tem o discurso de Christine Lagarde, presidente do BCE.

Deixe uma resposta