Enfim, as eleições americanas: reflexões e projeções

Eu não tenho preferido. Meu maior receio é a judicialização da eleição, caso o resultado (para qualquer um dos lados) seja apertado. Se for dessa forma, por quanto tempo ficaremos sem saber quem é o presidente do mais importante país do mundo?

No dia em que os americanos escolhem seu novo presidente, a coluna do nosso economista para o Valor Investe traz reflexões sobre as mudanças de perspectiva quanto ao governo em 2020 e os possíveis resultados da eleição. Com os votos antecipados e os enviados por correspondência, o resultado no dia de hoje pode não refletir a decisão real no país. Além disso, não se sabe até quando será preciso esperar, nem se o atual presidente, Donald Trump, aceitaria passar o poder a Joe Biden. Alexandre Espirito Santo explica com detalhes e comenta esse cenário.

Acredito que os próximos dias serão muito tensos. No início da apuração, os votos presenciais, provavelmente dos Republicanos, podem dar uma falsa impressão de liderança, daí sugerir que esperemos alguns dias para uma visão mais acurada, mesmo porque os votos enviados pelo serviço postal até o dia de hoje poderão ser computados.

Confira a coluna completa.

Deixe uma resposta