Alta da inflação é temporária segundo presidente do BC e os últimos destaques

Quarta-feira, 18 de novembro de 2020

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)107.248,600,77%2,41%14,15%-7,26%
Dólar PTAX (R$)5,3968-0,42%-1,62%-6,50%33,90%
DI Jan 2025 (bps)6,65%-6-3-920
S&P 500 (pts)3.609,53-0,48%0,68%10,38%11,73%

BRASIL EM FOCO

DESTAQUES

O Brasil se descolou dos mercados nos EUA e terminou o dia em alta. As ações de Vale e Petrobrás continuam atraindo os investidores que apostam em empresas ligadas ao ciclo econômico. O fluxo de investidores estrangeiros, além da valorização do preço das commodities, contribui para o desempenho das blue chips. O aumento dos casos de covid-19 e a nossa incerteza fiscal, por outro lado, continuam no radar.

MUDANÇA DE ESTRATÉGIA DE BOLSONARO

Diante do resultado das eleições municipais que apontou crescimento dos partidos de centro, o presidente Jair Bolsonaro estaria considerando a filiação a uma das legendas de que integram esse campo político. Há três opções na mesa: Progressistas, PSD e Patriotas. O antigo PP, comandado pelo senador Ciro Nogueira, é o partido também do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, e do pré-candidato a presidente da Câmara Arthur Lira. O PSD do ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e do ministro das Comunicações, Fábio Faria, teve 657 prefeitos eleitos. Já o Patriotas, que tem menor capilaridade política, seria uma opção para o comando da legenda. O presidente e seus filhos estão pessimistas com a criação do Aliança pelo Brasil, mas o projeto não foi abortado. (CNN)

BANCO CENTRAL E A ALTA DA INFLAÇÃO

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que há “uma divisão grande” entre economistas a respeito do choque inflacionário recente. Ele reforçou, no entanto, que a autoridade monetária continua considerando que a alta na variação dos preços é temporária e que os programas de transferência de renda adotados durante a pandemia, entre outros fatores, ajudaram a elevar o preço dos alimentos. (Valor)

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Pesquisa PoderData mostra que 16% dos beneficiários do auxílio emergencial afirmam que a renda mensal aumentou com a ajuda do governo federal. Esse grupo representa 10,8 milhões do total de pessoas (67,8 milhões) que tiveram acesso programa criado para mitigar os efeitos da crise econômica causada pela pandemia da Covid-19. Já a proporção dos beneficiários que tiveram redução na renda, mesmo com o auxílio, ficou em 60%. Outros 23% afirmam que a renda mensal permaneceu a mesma. (Poder 360)

CORONAVAC

A vacina experimental contra Covid-19 da chinesa Sinovac, induziu uma rápida resposta imune, mas o nível de anticorpos produzidos foi menor do que o visto em pessoas que se recuperaram da doença. (CNN)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

O país ultrapassou 5,9 milhões de casos confirmados e 166 mil óbitos em decorrência da Covid-19. (Ministério da Saúde )


OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

DESTAQUES EXTERNOS

Os índices de Wall Street terminaram o dia em queda, após os recordes anotados na segunda-feira. O avanço dos casos de Covid-19 e os dados econômicos mais fracos corroboraram para a pausa no rali do mercado de ações. 

VENDAS NO VAREJO EUA

As vendas no varejo aumentaram 0,3% em outubro, o ritmo mais lento é um sinal de que a recuperação econômica do país está perdendo força com o aumento dos casos de coronavírus. A expectativa era de +0,5%. Em setembro, a alta havia sido de 1,6%. (WSJ)

QUESTIONAMENTO DO RESULTADO

O presidente Donald Trump anunciou na terça-feira que demitiu Christopher Krebs, do Departamento de Segurança Interna que o contradisse publicamente. Krebs foi uma das 10 autoridades do governo que assinaram uma declaração conjunta defendendo que  “A eleição de 3 de novembro foi a mais segura da história americana […] não há evidências de que qualquer sistema de votação excluiu ou perdeu votos, alterou votos ou foi de alguma forma comprometido”. (Bloomberg)

CORONAVÍRUS

Nos EUA o número total de infecções chegou a 11,3 milhões e os óbitos a 248,7 mil. No mundo os casos ultrapassam 55,6 milhões e 1,33 milhão de mortes. (Johns Hopkins / Financial Times)

HOJE

Na Ásia, os mercados fecharam sem direção definida. Os índices na Europa, nesta manhã, operam entre leves ganhos e perdas. Os futuros nos EUA apontam para uma abertura em alta. Na Europa, saem os dados de inflação e, no Brasil, os números de fluxo cambial, que será importante para analisarmos a entrada do investidor estrangeiro.

Deixe uma resposta