Bitcoin tem maior queda em um dia desde março e os últimos destaques

Sexta-feira, 27 de novembro de 2020

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)110.227,100,09%3,95%17,32%-4,69%
Dólar PTAX (R$)5,3201-0,57%-0,57%-7,83%31,99%
DI Jan 2025 (bps)6,81%-13-15736
S&P 500 (pts)3.629,65*0,16%2,03%11,00%12,35%
* fechamento de 25/11/2020 

BRASIL EM FOCO

DESTAQUES

Em um dia de menor liquidez global, em virtude do feriado nos EUA, a bolsa no Brasil sofreu oscilou pouco e continuou acima dos 110 mil pontos, mesmo com a questão fiscal e, agora, a tributária no radar.

CAGED

A economia brasileira gerou 394.989 empregos com carteira assinada em outubro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na quinta-feira (26). Com o resultado positivo e acima das expectativas do mercado, Bolsonaro afirmou que Paulo Guedes é “insubstituível”. (Valor / G1)

RESPONSABILIDADE FISCAL

O plenário do TCU decidiu por unanimidade, há cerca de 20 dias, comunicar ao governo que atuar com meta flexível, como foi enviado em abril no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias, é não ter uma meta, o que significaria cometer crime de responsabilidade. Com isso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, corre o risco de sofrer uma condenação pelo tribunal, caso ignore o alerta e deixe de enviar ao Congresso uma meta fiscal para o resultado primário de 2021. ( Folha)

PAULO GUEDES

O ministro da Economia negou que haja algum atrito entre ele e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Ao ser questionado pelo Valor ontem, Guedes argumentou que a fala dele no dia anterior não tinha sido direcionada a Campos, e sim para a imprensa, que o abordou na véspera fazendo perguntas sobre credibilidade e relacionando o tema à fala de Campos. (Valor)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

37 mil novos casos de covid-19 foram registrados ontem e o país  ultrapassou 6,2 milhões de casos confirmados. As mortes diárias estão em 691 e o Brasil acumula 171 mil óbitos em decorrência do coronavírus. (Ministério da Saúde)


OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL

DESTAQUES EXTERNOS

Ontem não teve pregão nos EUA, em virtude do feriado de Ação de Graças.

BITCOIN

A criptomoeda despencou 14% e puxou para baixo outras concorrentes. Foi a maior queda em um dia, desde o início da pandemia em março. Ainda assim, essa classe de ativos está entre as melhores performances do ano. As vendas começaram na noite de quarta-feira, depois de rumores que os EUA estão considerando novas regras para acabar com o anonimato nas transações digitais. (Bloomberg
TRANSIÇÃO DE PODER: o presidente Donald Trump disse, pela primeira vez desde a eleição, que abrirá mão do poder se o Colégio Eleitoral confirmar a vitória do democrata Joe Biden, mas ele sinalizou que não pode admitir formalmente a derrota e não deve participar da posse do democrata. (Bloomberg)

VACINA

Mesmo após cientistas levantarem dúvidas sobre a robustez dos resultados da vacina da AstraZeneca/Oxford, dado que a eficácia de 90% do subgrupo de participantes que receberam meia dose seguida de uma dose completa teria sido um engano, o governo do Reino Unido, deu um voto de confiança à farmacêutica e garantiu 100 milhões de doses da vacina. Reuters)

CORONAVÍRUS

Nos EUA, número de pessoas hospitalizadas devido à Covid-19 ultrapassou 90.000 pela primeira vez. O total de infecções chegou a 12,8 milhões e os óbitos a 263 mil. No mundo, os casos ultrapassam 61 milhões e 1,43 milhão de mortes. (Johns Hopkins / Financial Times)

MERCADOS HOJE

Na Ásia, os mercados fecharam no positivo. Os índices na Europa também operam em alta, à exceção de Londres, que enfrenta dificuldades nas negociações do Brexit. Os futuros americanos apontam para uma abertura levemente positiva. As negociações nos EUA vão até às 13h e saem hoje a taxa de desemprego e o IGP-M no Brasil.

Deixe uma resposta