PIB do terceiro tri cresce abaixo da expectativa do mercado e os últimos destaques

Sexta-feira, 04 de dezembro de 2020

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)112.291,600,37%1,55%3,12%-2,90%
Dólar PTAX (R$)5,1625-1,23%-3,49%-3,17%28,08%
DI Jan 2025 (bps)6,19%-19-51-43-26
S&P 500 (pts)3.666,72-0,06%0,78%1,25%13,50%

BRASIL EM FOCO

DESTAQUES

A alteração do plano da Pfizer para a vacina, devido a problemas na cadeia de fornecimento da empresa, limitou os ganhos do Ibovespa. Os destaques de alta do índice foram as companhias aéreas e de turismo. A leitura do mercado é que a imunização da população, que começa já neste mês no Reino Unido, por exemplo, libere as viagens pelo mundo. Assim, esses ativos, fortemente penalizados na crise, recebem o fluxo, principalmente do investidor estrangeiro. 

PIB

O Produto Interno Bruto do Brasil cresceu 7,7% no terceiro trimestre de 2020 (comparado ao segundo trimestre de 2020), na série com ajuste sazonal. Em relação a igual período de 2019, o PIB caiu 3,9%. O resultado foi impulsionado, na ponta da demanda, por um crescimento de 7,6% no consumo das famílias. Já no lado da oferta, o destaque foi a indústria, com uma alta de 14,8%. O número ficou abaixo da expectativa do mercado de 8,8% de expansão. ( IBGE)

TESOURO NACIONAL

Com o ambiente internacional mais favorável ao risco, o Tesouro Nacional aproveitou e colocou mais títulos no mercado com impacto ao longo de toda a curva de juros futuros, que chegou a ceder mais de 20 bps nos vértices mais longos. Foram ofertadas 20 milhões de LTN e, desse total, 15 milhões de papéis eram de prazo para janeiro de 2024. O montante foi vendido integralmente e a um prêmio que ficou abaixo do consenso do mercado. A oferta de NTN-F foi menor do que a de semanas anteriores, mas o lote integral de 450 mil títulos foi vendido. (Valor)

META FLEXÍVEL

Paulo Guedes, admitiu ontem rever a sistemática de resultado primário prevista para o ano que vem, abandonando a proposta de “meta flexível”. Ele disse que não há “nenhum problema” entre o Ministério da Economia e o Tribunal de Contas da União (TCU) e que, passado o período de maior incerteza econômica devido à pandemia, o governo pode agora definir uma meta fixa de primário para 2021.(Valor)

REFORMA MINISTERIAL

Ao intensificar as negociações com os partidos da base de apoio, vem sendo ventilada em Brasília a ideia de fazer uma reforma ministerial para poder distribuir cargos aos partidos que ajudarem a eleger Arthur Lira para a presidência da Câmara. Segundo auxiliares de Bolsonaro, parlamentares pediram a recriação do Ministério do Esporte, que seria oferecido ao grupo formado por PSL, PTB e Pros. O bloco soma 62 deputados e, caso conquistasse a pasta, sairia da alçada de Maia para apoiar Lira na presidência. Se o acordo for selado, o presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), que hoje conversa com Maia, mudaria de lado. Haveria também interesse no Ministério da Cidadania, comandado hoje pelo deputado Onyx Lorenzoni, e também na Secretaria-Geral da Presidência, ocupada por Jorge Oliveira, que vai para o Tribunal de Contas da União (TCU) em janeiro. (O Globo)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

O Brasil já ultrapassou 6,4 milhões de casos confirmados e acumula 175 mil óbitos em decorrência do coronavírus. (O Globo /  Ministério da Saúde)


OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

DESTAQUES EXTERNOS

Em Wall Street, o humor oscilou entre a expectativa de um acordo para um novo pacote de estímulos e o anúncio de que a Pfizer espera entregar apenas metade das vacinas originalmente programadas para 2020. Com esses dois vetores em direções opostas os índices fecharam sem direção definida.

EMPREGO

712 mil pessoas solicitaram o seguro-desemprego nos EUA na semana passada, bem abaixo dos 780 mil esperados pelos economistas. Hoje sai a taxa de desemprego por lá e os analistas projetam que o ritmo desacelerou em meio ao aumento das infecções por Covid-19 e às novas restrições de negócios. Economistas consultados pelo The Wall Street Journal preveem que os empregadores criaram 440.000 vagas em novembro, abaixo das 638.000 criadas em outubro. Eles projetam que a taxa de desemprego deva cair ligeiramente de 6,9% em outubro para 6,7%.  (WSJ)

PACOTES DE ESTÍMULO

As perspectivas de um pacote de ajuda à pandemia antes do final do ano aumentaram substancialmente, à medida que os republicanos apoiam ideia de usar a proposta de US$ 908 bilhões de um grupo bipartidário de legisladores como base para um acordo. O plano delineado por legisladores republicanos e democratas na Câmara e no Senado surgiu como a primeira chance real de um acordo. (Bloomberg)

PETRÓLEO

Os contratos futuros de petróleo terminaram a quinta-feira (3) em alta, mesmo após a Opep+, ter anunciado que o grupo chegou a um acordo para diminuir a atual restrição de produção de 7,7 milhões de barris por dia para 7,2 milhões de barris por dia começando em janeiro. Isso, na prática, aumenta a produção coletiva do cartel em 500 mil barris por dia. (Valor)

CORONAVÍRUS

Nos EUA, total de infecções chegou a 14 milhões e os óbitos a 276 mil. No mundo, os casos ultrapassam os 64,5 milhões e 1,49 milhão de mortes. (Johns Hopkins / Financial Times)

MERCADOS HOJE

Na Ásia, os mercados fecharam sem direção definida entre leves ganhos e perdas. Os movimentos dos índices na Europa também são mistos. Os futuros dos EUA indicam uma abertura com ganhos. O petróleo sobe mais de 1%, com a cotação do Brent perto de US$ 50. O ouro é negociada na estabilidade cotado a US$ 1.845 a onça. Hoje sai a taxa de desemprego nos EUA e o STF julga a questão da reeleição das mesas diretoras da Câmara e Senado.

Um comentário em “PIB do terceiro tri cresce abaixo da expectativa do mercado e os últimos destaques

Deixe uma resposta