OPEP+ decide reduzir produção de petróleo a partir de fevereiro e os últimos destaques

Quarta-feira, 06 de janeiro de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)119.376,200,44%0,30%0,30%0,30%
Dólar PTAX (R$)5,32693,18%2,51%2,51%2,51%
DI Jan 2025 (bps)5,80%14151515
S&P 500 (pts)3.726,860,71%-0,78%-0,78%-0,78%  

BRASIL EM FOCO 

DESTAQUES

Em um dia volátil, a bolsa fechou em alta, em linha com o exterior. A decisão da Opep+ de reduzir a produção de petróleo a partir de fevereiro impulsionou os preços da commodity no mercado internacional. O barril de Brent subiu 4,91% e o de WTI avançou 4,85%. Petrobras ON subiu 3,05%, enquanto Petrobras PN valorizou 3,91%.

“O BRASIL ESTÁ QUEBRADO”

O ministro da Economia, Paulo Guedes, tentou amenizar a situação e falou que o presidente Jair Bolsonaro se referiu ao setor público, ao dizer “o Brasil está quebrado. Não consigo fazer nada'”, em conversa com apoiadores. Bolsonaro ainda completou: “Teve esse vírus, potencializado pela mídia que nós temos. Essa mídia sem caráter.” Guedes, por sua vez, apontou que a fala do presidente demonstra respeito ao teto de gastos para controlar as despesas da União. (O Globo)

NOVO BANCO DE DESENVOLVIMENTO

O Brasil deixou de pagar uma parcela de US$ 292 milhões (R$ 1,6 bilhão) para um aporte de capital do NDB (Novo Banco de Desenvolvimento, conhecido como banco do Brics). O prazo para pagamento venceu no domingo (3). Sem o pagamento, o governo brasileiro pode perder o direito a voto no banco. Em nota, o Ministério da Economia repassou ao Congresso a responsabilidade sobre o não pagamento à instituição multilateral, visto que o pagamento ao NDB somente pode ser feito com dotação orçamentária autorizada pelo Legislativo. O remanejamento orçamentário para viabilizar a operação, solicitado em outubro e novembro pela Economia, não foi atendido. (Folha)

DISPUTA NO SENADO

A bancada do PSD, com 11 senadores, oficializou o apoio a Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para a presidência do Senado. O senador é o candidato do atual presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP). (Poder 360)

VACINA

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou nesta terça-feira, em comunicado, que as negociações para importação de 2 milhões de doses de vacina contra Covid-19 com o Instituto Serum, da Índia, “seguem normalmente e estão em estágio avançado”. O instituto é um dos centros capacitados pela farmacêutica AstraZeneca para produzir o imunizante desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford. Em nota divulgada pelos Ministérios de Relações Exteriores e da Saúde consta “provável data de entrega em meados de janeiro”.  (Valor)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

O Brasil registrou 56 mil novas infecções e 1.171 mortes nas últimas 24h. Desde o início da pandemia, o país acumula 197 mil óbitos e 7,8 milhões de casos confirmados de Covid-19. (Ministério da Saúde)


OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

DESTAQUES EXTERNOS

Os índices acionários de Nova York fecharam a terça-feira em alta, depois de acelerarem os ganhos no fim da sessão, com os investidores ainda à espera do resultado da eleição para o Senado no Estado da Georgia.

ELEIÇÃO NA GEORGIA

O democrata Raphael Warnock derrotou a senadora republicana Kelly Loeffler em uma das vagas de segundo turno, informou a Associated Press, nesta quarta-feira. Já o senador republicano David Perdue e o democrata Jon Ossoff estavam em um empate com alguns votos ausentes ainda a serem contados e até 17.000 militares e votações no exterior que podem chegar até sexta-feira. Os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA de 10 anos subiram mais de 1% pela primeira vez desde março e os futuros do S&P 500 caíram enquanto o mercado avaliava as implicações de um potencial controle democrata do Senado, como estímulo fiscal adicional e aumento de impostos. Os futuros do Nasdaq 100 despencaram, um sinal de preocupação com a possibilidade de intensificar o escrutínio antitruste dos gigantes da internet sob a chamada “onda azul”. (Bloomberg)

OPEP+

A Arábia Saudita, maior exportadora de petróleo do mundo, concordou em fazer cortes adicionais e voluntários na produção de petróleo de 1 milhão de barris por dia (bpd) em fevereiro e março, após reunião com a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e outros grandes produtores aliados que formam o grupo conhecido como OPEP +. ( Reuters)

ECONOMIA NA EUROPA

A economia da zona do euro provavelmente se contraiu nos últimos três meses do ano passado, de acordo com pesquisas de gerentes de compras, à medida que o aumento dos casos de coronavírus e as restrições do governo pesavam sobre a atividade no setor de serviços que responde por 70% do PIB da região. O PMI de serviços do bloco subiu de 41,7 para 46,4 pontos, mas continua abaixo de 50, marco que separa a contração da expansão no número de pedidos. Com as taxas de infecção ainda altas, parece haver pouca perspectiva de uma forte recuperação nos primeiros meses deste ano e o risco de que a união monetária volte a entrar em recessão. (WSJ)

CORONAVÍRUS

Nos EUA, os casos de Covid-19 já somam 21 milhões e as mortes ultrapassaram os 357 mil. No mundo são 86 milhões de infectados e 1,87 milhões de óbitos. (Johns Hopkins / Financial Times)

HOJE

Na Ásia, os mercados fecharam sem direção definida. Os índices da Europa operam em alta e nos EUA, os futuros de Wall Street estão mistos, com a indefinição do resultado da eleição na Georgia fazendo preço. O petróleo do tipo Brent está cotado a US$ 54. Hoje sai a ata da última reunião do FOMC de 2020, a variação de empregos privados ADP nos EUA, além dos dados de PMI de diversos países.

Deixe uma resposta