Ford anuncia saída do Brasil: encerramento da produção no país resultará em 5 mil demissões e os últimos destaques

Terça-feira, 12 de janeiro de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)123.255,10-1,46%-1,46%3,56%3,56%
Dólar PTAX (R$)5,49662,39%2,39%5,77%5,77%
DI Jan 2025 (bps)6,48%25258383
S&P 500 (pts)3.799,61-0,66%-0,66%1,16%1,16%

BRASIL EM FOCO 

DESTAQUES

Riscos fiscais, políticos e novas medidas de restrições no Brasil contribuíram para que a queda da bolsa por aqui fosse mais acentuada do que no exterior. A curva de juros vem, nos últimos dias, incorporando a incerteza sobre a trajetória da dívida pública, apesar dos candidatos à presidência da Câmara se comprometerem, no discurso, com o regime fiscal.

SAÍDA DA FORD DO BRASIL

A Ford anunciou, nesta segunda-feira, que vai deixar de fabricar veículos no Brasil e encerrará as operações de suas fábricas localizadas em Camaçari (BA) e Taubaté (SP), assim como das unidades da Troller. Segundo a empresa, o encerramento da produção no país resultará na demissão de 5 mil empregados e um custo de US$ 4,1 bilhões – sendo cerca de US$ 2,5 bilhões em 2020 e US$ 1,6 bilhão em 2021. (Valor)

SENADO

A bancada do PT no Senado anunciou, nesta segunda-feira (11), que vai apoiar Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na eleição para a presidência da Casa, em fevereiro. O PSC também aderiu à campanha de Pacheco. O senador mineiro agora conta com o apoio de seis partidos —DEM, PROS, PSC, PSD, PT e Republicanos — contabilizando 29 senadores. São 41 votos. (Folha)

CÂMARA

Candidato à presidência da Câmara, o deputado Arthur Lira (PP-AL) afirmou que, se eleito, já definiu a ordem prioritária de propostas da agenda econômica, começando pela PEC Emergencial, na sequência, reforma administrativa e só depois reforma tributária. Lira disse ainda que pretende votar o Orçamento na primeira quinzena de fevereiro. (Valor)

RELATÓRIO FOCUS

No último Focus, as alterações nas expectativas do mercado foram, em sua maioria, marginais. O destaque foi na alta da mediana para a meta da Selic ao fim de 2021, que subiu de 3% para 3,25%. (BCB)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

Em Belo Horizonte, a taxa de ocupação de leitos de UTI está 86,5% e a prefeitura publicou um decreto desautorizando o funcionamento, por tempo indeterminado, de atividades consideradas não-essenciais, como lojas de roupas, salões de beleza, centros automotivos, entre outras. OBrasil registrou 25 mil novas infecções e 480 mortes na últimas 24h. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.004, a maior nos últimos cinco meses. Desde o início da pandemia, o país acumula 203 mil óbitos e 8 milhões de casos confirmado de Covid-19. ( Ministério da Saúde)


OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

DESTAQUES EXTERNOS

Os índices em Nova York fecharam o pregão de ontem em queda. As tensões políticas em Washington e a alta contínua nas taxas dos Treasuries contribuem para um momento de cautela  entre os investidores que aproveitam para realizar lucros, após os recordes de sexta-feira.

MAIS VIOLÊNCIA

O FBI está alertando, em um memorando interno, sobre a possibilidade de protestos armados em todas as 50 capitais estaduais e em Washington, D.C., antes da posse do presidente eleito Joe Biden em 20 de janeiro. (WSJ)

IMPEACHMENT DE TRUMP

A Câmara dos Representantes dos EUA deve emitir um ultimato ao vice-presidente Mike Pence hoje (12), exigindo que ele invoque a autoridade constitucional para remover o presidente Donald Trump do cargo. Esse ultimato é, contudo, simbólico e não deve surtir efeito, visto que Pence se reuniu com Trump na noite de segunda-feira e os dois concordaram em trabalhar juntos até o final de seu mandato. Com isso, a presidente da Câmara Nancy Pelosi deve apresentar, amanhã, o pedido de impeachment, acusando Trump de crimes graves e contravenções por “incitar insurreição”  e “fazer declarações intencionais que, no contexto, encorajaram – e previsivelmente resultou em – ação ilegal no Capitólio”. Além disso, a resolução também cita o telefonema de Trump para o secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, pedindo que ele “encontre” votos suficientes para anular a vitória de Biden.(Bloomberg)

RELAÇÃO CHINA-AUSTRÁLIA

A estatal China State Construction Engineering Corporation desistiu de sua oferta pelo construtor australiano Probuild, após indicações de que o tesoureiro australiano Josh Frydenberg bloquearia o negócio por motivos de segurança nacional. O Ministério das Relações Exteriores da China alertou Canberra para não “politizar” acordos comerciais e comprometer as relações comerciais de longa data, bem como o livre comércio entre os dois países. As tensões entre China e Austrália vem se intensificando desde fevereiro do ano passado com processos anti-dumping sendo movidos por ambos os países e retaliações mútuas sendo impostas.(SCMP)

CORONAVÍRUS

Nos EUA, os casos de Covid-19 já somam 22,6 milhões e as mortes ultrapassaram 376 mil.No mundo, são 90,9 milhões de infectados e 1,94 milhões de óbitos. (Johns Hopkins / Financial Times)

HOJE

Na Ásia, os mercados fecharam em alta, à exceção da Austrália, que teve leve queda. Na Europa, os índices, nesta manhã, operam entre leves ganhos e perdas. Nos EUA, os futuros de Wall Street apontam para uma leve alta na abertura. Hoje sai o IPCA no Brasil.

Um comentário em “Ford anuncia saída do Brasil: encerramento da produção no país resultará em 5 mil demissões e os últimos destaques

Deixe uma resposta