Tesouro Nacional informa superávit ACIMA DAS EXPECTATIVAS e os últimos destaques

Sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)112.256,40-2,95%-5,21%-2,44%-5,68%
Dólar PTAX (R$)5,46 0,77%1,25%-0,30%5,07%
DI Jan 2025 (bps)7,14%174580149
S&P 500 (pts)3.826,34 -2,52%-2,06%3,02%1,87%

BRASIL EM FOCO 

DESTAQUES

O Ibovespa encerrou a sessão em queda de 2,95%, repercutindo mais ruídos sobre intervenção política nas estatais e também o aumento das alta nas taxas dos títulos soberanos globais.

PEC EMERGENCIAL

O Senado adiou a leitura do parecer da PEC Emergencial, para a próxima terça-feira (02) . A oposição apresentou um requerimento solicitando a retirada da parte do texto que trata sobre a desvinculação de receitas das áreas de saúde e educação. A menção também recebeu o apoio de partidos alinhados ao governo como PSD e PP. O líder do governo na Casa, Fernando Bezerra (MDB-PE), reconhece que as alterações estão no radar, contudo, ressaltou que gostaria de votar apenas uma proposta, em que fossem preservadas as medidas relacionadas aos gatilhos para a contenção de gastos. A votação da matéria está prevista para ser votada em primeiro turno na quarta-feira (03). ( Valor)

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Jair Bolsonaro afirmou que o benefício ocorrerá entre os meses de março e junho, no valor de R$ 250 para 40 milhões de pessoas. O Palácio do Planalto entende como essencial a aprovação da PEC Emergencial e insiste na extinção dos mínimos constitucionais para saúde e educação, o que atrasou o projeto. A equipe econômica, entretanto, já admite uma derrota nessa disputa, mas prioriza a aprovação de outras medidas relacionadas ao ajuste das contas públicas. ( Folha)

CONTAS PÚBLICAS

O Tesouro Nacional informou superávit primário de R$ 43,219 bi em janeiro, ficando acima das expectativas de mercado que eram de R$ 27,5 bi. O resultado encerrou uma sequência de 11 meses de déficit nas contas públicas, ocasionados pelos gastos extraordinários visando o combate à pandemia. Para 2021 o governo federal pretende cumprir a meta de déficit primário de R$ 247 bilhões. (G1)

TEMPORADA DE BALANÇOS

A Ambev reportou lucro líquido de R$ 6,9 bi no 4° tri de 2020, o resultado representou 63,3% de alta em relação ao mesmo período de 2019. O lucro anual ficou em R$ 7 bi. A Vale  anunciou lucro líquido de R$ 26,713 bi em 2020, revertendo um prejuízo de R$ 6,672 bi em 2019. 

VACINAÇÃO

O Ministério da Saúde assinou contrato para compra de 20 milhões de doses da Covaxin, com entregas entre março e maio. A vacina aguarda autorização da Anvisa, para realizar os estudos clínicos da fase 3 no Brasil, e ainda não tem eficácia comprovada para aplicação no país. O Ministro de Comunicação, Fábio Faria, informou através do Twitter , a chegada de novos insumos que permitirão a produção de 12 milhões de doses do imunizante.(CNN)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

Nas últimas 24h foram registrados 65 mil novos casos e 1.541 mortes. Desde o início da pandemia, o país acumula 251 mil óbitos e 10 milhões de casos confirmados de Covid-19. (Ministério da Saúde)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

DESTAQUES

As bolsas em Nova York fecharam em forte queda, influenciadas pelo avanço nas taxas dos títulos americanos e receios quanto a uma alta na inflação. Os índices europeus também recuaram, com investidores demonstrando apreensão sobre os juros soberanos globais e reavaliando suas posições no mercado acionário.  

PACOTE DE ESTÍMULOS

Os Democratas sofreram uma derrota ontem (25), na tentativa de preservar a cláusula de aumento no salário mínimo para US$ 15 por hora no pacote de US$ 1,9 tri. A Comissão de Regras do Senado afirmou que o item não poderia ser incluído no projeto. A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, alegou que a Casa manteria a versão do plano de estímulos, que está previsto para ser votado hoje (26). Em comunicado, a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki declarou que o presidente está decepcionado com o resultado, mas respeita a decisão e irá trabalhar com os líderes do Congresso para determinar o melhor caminho. ( NYT

TREASURIES

As taxas dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos encerraram a sessão a 1,51%, registrando alta de 12 pontos base. As taxas dos títulos de 30 anos ficaram em 2,286%. O movimento de alta ocorre em meio a receios sobre a aceleração da inflação, após a divulgação de indicadores de vendas no varejo, compras de bens duráveis e os preços do setor de serviços. (CNBC)

BCE

O economista-chefe do Banco Central Europeu, Philip Lane, afirmou que a autoridade monetária usará a flexibilidade de seu programa emergencial de compra de títulos para evitar qualquer aperto indevido nas condições financeiras. Apesar da fala de Lane, as taxas dos títulos alemães subiram na quinta-feira (25) para os níveis mais altos desde março de 2020, os franceses estiveram acima de zero pela primeira vez desde junho, os italianos registraram a maior alta desde novembro, os gregos dobraram em relação a dezembro. (Bloomberg)

ESTADOS UNIDOS E IRÃ

Os Estados Unidos realizaram ofensivas aéreas no leste da Síria, em locais apoiados pelo Irã, que os americanos acreditam estarem relacionados a ataques recentes no Iraque. Essa foi a primeira vez que o presidente norte-americano, Joe Biden, utilizou as forças militares em seu mandato. A investida acontece após uma série de ataques com foguetes em instalações utilizadas pelos Estados Unidos no país. (Bloomberg)

CORONAVÍRUS

Nos EUAos casos de Covid-19 já somam 28 milhões e as mortes ultrapassam 508 mil. No mundo são 112 milhões de infectados e 2,5 milhões de óbitos. (Johns Hopkins) HOJE: os mercados na Ásia fecharam em queda, com o índice Nikkei do Japão recuando 3,99%. As bolsas na Europa, em sua maioria, também operam no vermelho nesta manhã, assim como os futuros nos EUA apontam para uma abertura negativa. Na agenda de indicadores, hoje sai a taxa de desemprego no Brasil, Caged e PMI de Chicago.

Deixe uma resposta