Guedes afirma que Auxílio Emergecial pode ser pago ainda em março e os últimos destaques

Segunda-feira, 15 de março de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)114.160,40-0,72%-0,90%3,75%-4,08%
Dólar PTAX (R$)5,5640-0,45%-2,16%0,61%7,07%
DI Jan 2025 (bps)7,40%34017175
S&P 500 (pts)3.943,340,10%2,64%3,47%4,99%

BRASIL EM FOCO 

DESTAQUES

Na sexta-feira, o Ibovespa fechou em queda de 0,72% após uma sequencia de três altas consecutivas. Apesar da aprovação da PEC Emergencial e do pacote de estímulos de US$ 1,9 tri nos Estados Unidos, parte dos agentes de mercado continuam cautelosos com a piora da pandemia e incertezas políticas. A retração reflete também tanto o resultado das vendas do varejo (-0,2%), quanto o reposicionamento das carteiras, pelo vencimentos de opções nesta segunda-feira (15).

PEC EMEGERNCIAL

presidente do Congresso, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), anunciou em seu Twitter, que realizará a promulgação da PEC Emergencial nesta segunda-feira (15), abrindo caminho para o envio da medida provisória que estabelecerá a retomada do pagamento do auxílio emergencial. Em nota, o Ministério da Economia disse que a proposta “ é a mais importante reforma fiscal dos últimos 22 anos.“, e que estabelece compromisso com o equilíbrio das finanças do país, e por consequência, “(..) atrairá investimentos que impactam diretamente na geração de emprego e rendas das famílias.” (Valor)

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Paulo Guedes afirmou que o governo está trabalhando para pagar o auxílio emergencial ainda este mês, contudo, admitiu que há possibilidade do benefício só sair em abril. De acordo com ministro, o Ministério da Cidadania está formulando o programa para que o auxílio seja de R$ 150 a R$ 375, variando em razão da composição da família. Em relação ao Programa de Preservação de Renda e do Emprego (BEM), Guedes alegou que será renovado, mas desta vez na forma de um “seguro-desemprego”. ( Valor)

VENDAS NO VAREJO

O volume de vendas do comércio varejistas no país ficou estável em janeiro em comparação a dezembro de 2020, variando em -0,2%. Em comparação com janeiro do ano passado, o resultado foi de -0,3%, sendo a primeira taxa negativa após sete meses consecutivos de taxas positivasDos oito grupos que compõem o índice, cinco apresentaram queda. As maiores contrações foram hipermercado, supermercado, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-1,6%), sendo o setor de maior peso do varejo, além de livros, jornais, revistas e papelaria (-26,5%) e tecidos, vestuário e calçados (-8,2%). ( Agência IBGE de Notícias)

VACINAÇÃO

O Ministério da Saúde autorizou a compra de 10 milhões de doses da vacina Sputnik V no segundo trimestre do ano. O anúncio ocorre na véspera do governador da Bahia, Rui Costa (PT), fechar um contrato com o Fundo Soberano da Rússia para aquisição de pelo menos 20 milhões de doses do imunizante. governo  federal anunciou ainda que negocia a compra de 168 milhões de novas doses da Pfizer, Janssen e Moderna. Até o momento, o Palácio do Planalto contratou 284,9 milhões de doses. O secretário executivo da pasta, Élcio Franco, afirmou que a expectativa é vacinar 170 milhões de pessoas ainda este ano.  

TROCA NO MINISTÉRIO DA SAÚDE

No momento em que o Brasil enfrenta uma escalada de mortes por conta do coronavírus, há pressão política para a saída de Eduardo Pazuello e o governo já busca substitutos para o ministro. Bolsonaro chegou a conversar ontem (14) no Palácio da Alvorada com a médica Ludhmila Hajjar. Ludhmila é cardiologista e se especializou no tratamento da Covid-19, mas já teria comunicado à políticos que a apoiam a decisão de não aceitar o convite. ( Folha)

CORONAVÍRUS NO BRASIL:

Nas últimas 24h foram registrados 43 mil novos casos e 1.127 mortes. Desde o início da pandemia, o país acumula 278 mil óbitos e 11 milhões de casos confirmados de Covid-19. (Ministério da Saúde)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

DESTAQUES

As bolsas em Nova York encerraram o dia sem direção definida, o Dow Jones e o S&P 500 renovaram mais uma vez os seus recordes de fechamento, atingindo 32.778,64  e 3.943,34 pontos respectivamente. O otimismo nos indicadores foi em razão a aprovação do pacote de estímulos de US$ 1,9 tri assinado por Joe Biden na quinta-feira. O Nasdaq, por sua vez, terminou a sessão retraindo 0,49%, motivado pela alta nos rendimentos dos treasuries. Os índices europeus também fecharam mistos.

INFLAÇÃO NOS EUA

A Secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, afirmou que a inflação permanece sob controle mesmo com o pacote de US$ 1,9 tri. Não acho que seja um risco significativo (…) E se ele se materializar, certamente vamos monitorar, e temos ferramentas para enfrentá-lo” . Yellen alega que, apesar dos sinais de recuperação, a ajuda é muito necessária em especial para os trabalhadores de baixa renda do setor de serviços. ( Bloomberg)

TREASURIES

Os rendimentos dos títulos do Tesouro norte americano encerraram a semana em alta. As taxas dos T-Notes de 10 anos fecharam em 1,626% após atingir 1,642% durante a sessão. Os T-Bonds de 30 anos ficaram em 2,388%. As taxas subiram em razão da assinatura do pacote de US$ 1,9 tri pelo presidente Joe Biden na quinta-feira. Biden também disse em discurso que espera que todos os adultos do país estejam vacinados até o dia quarto de julho. ( CNBC)

AUMENTO DE IMPOSTOS

O presidente Joe Biden estaria planejando o primeiro grande aumento de impostos federais desde 1993 para ajudar a pagar um novo programa econômico de longo prazo projetado como uma continuação do projeto de lei de U$ 1,9 tri. Essa medida poderia incluir um aumento tanto na alíquota do imposto sobre as empresas quanto na alíquota para pessoas de alta renda. O lobby para manter benefícios tributários é forte e aumento de impostos nos EUA é politicamente desafiador.  (Bloomberg)

CONFIANÇA DO CONSUMIDOR

A confiança do consumidor dos Estados Unidos ficou acima do esperado. O índice saltou de 76,8 para 83 em fevereiro. A expectativa de mercado era de 78,5. De acordo com o diretor da pesquisa, Richard Curtin, ” Os dados indicam um forte crescimento nos gastos dos consumidores durante o próximo ano, com os maiores ganhos percentuais para serviços, incluindo viagens e restaurantes” ( Bloomberg)

RELAÇÕES SINO-AMERICANAS

O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, afirmou esperar que ambos os lados encontrem um ponte em comum para conter as tensões, antes das negociações no Alasca. Li ressaltou ainda que espera “ver o diálogo entre os dois países em várias áreas e em vários níveis. Mesmo que não possamos resolver tudo tão cedo. Tal troca de opiniões ajudará a aumentar a confiança e expulsar dúvidas.”.  O governo de Pequim confirmou que o seu chefe de política externa, Yan Jiechi, e o ministro das Relações Exteriores, Wang Yi, se encontrarão com o Secretário de Estado, Antony Blinken e com o conselheiro de segurança nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan. A reunião está marcada para ocorrer na próxima quinta-feira (18) e foi caracterizada pelo primeiro-ministro como “diálogo estratégico de alto nível”.  ( SCMP)

CORONAVÍRUS NO MUNDO

Nos EUAos casos de Covid-19 já somam 29 milhões e as mortes ultrapassam 534 mil. No mundo são 119 milhões de infectados e 2,6 milhões de óbitos. (Johns Hopkins /  Reuters )
 HOJE: na Ásia, os mercados fecharam em alta. A exceção foi o índice chinês que registrou queda de 2,15%. As bolsas na Europa operam em alta e os futuros dos EUA apontam para uma abertura positiva. Na agenda de indicadores, hoje o dado mais importante é o IBC-Br.

Deixe uma resposta