IPCA-15 desacelera alta em abril e os últimos destaques

Quarta-feira, 28 de abril de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)119.388,37-1,00%-0,95%2,36%0,31%
DI Jan 2025 (bps)7,77%115-28212
Dólar PTAX (R$)5,4424-0,26% -0,66% -4,47%4,73%
S&P 500 (pts)4186,72-0,02% 0,16% 5,38%11,47%

BRASIL EM FOCO 

DESTAQUES

Os ruídos políticos com a instalação da CPI da Pandemia e as mudanças no Ministério da Economia aumentaram as incertezas para os mercados. O principal índice da bolsa recuou para o patamar de 119 mil pontos e os juros futuros abriram ao longo de toda a curva. A alta no rendimento dos treasuries de 10 anos dos EUA, que voltou a subir acima dos 1,6%, também fez preço.  

INFLAÇÃO

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) desacelerou a alta para 0,60% em abril, após aumento de 0,93% em março. No ano, o IPCA-15 sobe 2,82% e em 12 meses, 6,17%. O resultado ficou abaixo das 27 projeções de analistas de consultorias e instituições financeiras consultados pelo Valor Data, que projetavam aumento de 0,67%. O intervalo das estimativas era de 0,45% a 0,75%. Uma inflação mais fraca corrobora para as apostas de uma elevação da Selic não maior que 75 bps na próxima reunião do Copom.  ( IBGE / Valor)

CPI DA PANDEMIA

Os trabalhos das CPI se iniciaram ontem (27) e serão comandados pelo senador Omar Aziz (PSD-AM), que indicou Renan Calheiros (MDB-AL) para a relatoria. Por oito votos a três, Aziz derrotou Eduardo Girão (Podemos-CE), que era o nome preferido por Bolsonaro. Era esperado ao menos 4 votos para Girão, mas Ciro Nogueira (PP-PI), um dos principais aliados governistas, votou em Aziz. 

Os integrantes do colegiado já haviam registrado, até o fim da noite de terça-feira (27), 173 requerimentos e os senadores sugeriram convocar para prestarem depoimentos pelo menos 24 nomes, que estão no governo Bolsonaro, ou passaram por lá durante a pandemia. Luiz Henrique Mandetta deve ser o primeiro a ser ouvido, na próxima terça-feira (4). (O Globo / Agência Senado)

MUDANÇAS NO MINISTÉRIO DA ECONOMIA

O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, será substituído pelo atual secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal. Para o Tesouro, o ministro Paulo Guedes nomeou o economista e servidor de carreira do órgão e atual assessor especial do ministro, Jeferson Bittencourt. Guedes afirmou que não houve pressão política para que fossem feitas mudanças na estrutura da pasta e defendeu que as trocas foram um remanejamento.  Ele admitiu, no entanto, que durante o processo de discussão do orçamento muitas pessoas da equipe foram desgastadas, citando também o secretário do Orçamento, George Soares. (Valor)

MEDIDAS PROVISÓRIAS

Jair Bolsonaro editou ontem a medida provisória para reinstituir o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm), que permite redução de salário e jornada de trabalho. A fim de viabilizar o programa, uma outra MP abriu crédito extraordinário de R$ 9,98 bilhões. Uma terceira MP trata de medidas trabalhistas para o enfrentamento da pandemia. (Valor / O Globo)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

Nas últimas 24h, foram registrados 72,1 mil novos casos e 3.086 mortes. Desde o início da pandemia, o país acumula 395.022 óbitos e 14,4 milhões de casos confirmados de Covid-19. Já foram aplicadas no Brasil 44,3 milhões de doses de vacina, sendo que 13,9 milhões de pessoas já receberam as duas doses do imunizante (Ministério da Saúde / G1)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

DESTAQUES

Os índices acionários americanos encerraram o pregão de ontem (27) perto da estabilidade, com os investidores à espera da divulgação dos balanços de empresas relevantes como Apple e Facebook. A cautela também se justifica pelo fato de hoje ter reunião do comitê de política monetária do banco central dos EUA (FOMC), com pronunciamento de Jerome Powell.

COVID EUA

O Center for Disease Control and Prevention (CDC) americano flexibilizou o uso de máscaras para pessoas completamente imunizadas em algumas situações nos EUA. Para as atividades físicas individuais ao ar livre e pequenas reuniões, aqueles que já receberam as duas doses das vacinas não precisam usar proteção mesmo se alguns membros do encontro ainda não estiverem vacinados. As máscaras continuam sendo obrigatórias em ambientes fechados inclusive para vacinados, como em shoppings, barbeiros e estádios esportivos. ( WSJ)

IMPOSTOS

A equipe econômica do presidente Joe Biden pretende descartar o aumento de impostos sobre heranças e, ao mesmo tempo, eliminar manobras contábeis que permitam que herdeiros evitem o pagamento de impostos sobre os bens recebidos. Caso essa mudança se torne realidade, a forma com que as fortunas americanas são geridas deve mudar dramaticamente. Atualmente, ganhos não realizados em ativos podem ser “apagados” quando transmitidos em herança, e caso essa proposta siga em frente, esse método de elisão fiscal não poderá mais ser empregado.  ( BloombergCNBCBloomberg)

APROVAÇÃO DO GOVERNO

O governo Biden está com aprovação melhor do que o governo Trump para os 100 primeiros dias de mandato, segundo pesquisa da Reuters. Isso pode auxiliar na implementação dos planos de infraestrutura, educação, empregos e impostos que devem ser apresentados em breve  ao Congresso americano. 65% dos americanos aprovam a forma de condução da pandemia e 52% a condução da economia. O principal ponto de desaprovação é em relação à imigração, em que apenas 42% aprovam como o governo conduz o tema. ( Reuters)

COVID NA ÍNDIA

O governo chinês está encorajando empresas do país a cooperar com a Índia durante a grave crise Covid-19 que o país está passando. Segundo autoridades chinesas, a China seria capaz de fornecer equipamento médico, vacinas, cilindros de oxigênio e outros materiais. Além disso, Pequim convocou países como Austrália, EUA e Japão a prestar mais apoio para a Índia. (SCMP)

CORONAVÍRUS NO MUNDO

Nos EUA, os casos de Covid-19 já somam 32,2 milhões e as mortes ultrapassam 573,3 mil. No mundo são 148,3 milhões de infectados e os óbitos bateram a marca de 3,1 milhões. (Johns Hopkins)

HOJE

Na Ásia, os índices encerraram a sessão em alta e as bolsas europeias também operam no positivo. Os futuros de Wall Street apontam para uma abertura mista. O ouro recua e é negociado a US$ 1.766,60. O preço do barril do petróleo sobe nesta manhã, após a OPEP+ confirmar que vai proceder com o plano de aumentar a produção. Na agenda de hoje tem reunião do FOMC e discurso do Biden. 

Deixe uma resposta