Mandetta critica governo Bolsonaro em CPI da Covid e os últimos destaques

Quarta-feira, 05 de maio de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

Cotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)117.712,00-1,26%-0,99% -0,99%-1,10%
DI Jan 2025 (bps)8,04%1924 24239
Dólar PTAX (R$)5,45050,77%0,87% 0,87%4,88%
S&P 500 (pts)4164,66-0,67%-0,39% -0,39%10,88%

BRASIL EM FOCO

DESTAQUES

Os ativos brasileiros sofreram ontem, em um dia que combinou uma fala polêmica da secretária do Tesouro americano, Janet Yellen, o adiamento da votação do projeto que altera o Orçamento de 2021 e as críticas do ex-ministro Mandetta ao governo Bolsonaro na CPI da Covid. Como consequência, a bolsa caiu, enquanto o dólar e os DIs se elevaram.

IPP

O Índice de Preços ao Produtor, que mede a variação dos preços de produtos industrializados na saída das fábricas, registrou aumento de 4,78% no mês de março. Foi a segunda maior alta mensal desse índice desde janeiro de 2014, logo atrás da alta registrada no mês de fevereiro de 2021, que foi de 5,16%. No ano, o IPP acumula 14,09%, e em 12 meses, o valor recorde de 33,52%. Produtos derivados de petróleo, outros químicos e os produtos de madeira foram os que mais subiram. (IBGEPoder360

ORÇAMENTO

Senadores e deputados não chegaram a um acordo sobre o projeto que altera o Orçamento de 2021. Haverá reunião na quinta-feira (06) para agendar a nova data de votação, além de buscar “alinhamento sobre o PLN e os vetos”, de acordo com o líder no governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO). (O Globo)

REFORMA TRIBUTÁRIA

O relator da reforma tributária, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), propôs ontem, na leitura do seu parecer, a extinção do PIS, da Cofins, do IPI, do ICMS e do ISS. No lugar desses impostos, seria instituído o Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), complementado por um Imposto Seletivo. Mais tarde, o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), se pronunciou dizendo que decidiu acabar com a comissão que analisa a proposta, porque os prazos regimentais desta haviam expirado. A ideia de Lira é instalar uma nova comissão, com colegiado e relator mais alinhados à visão de fatiamento das reformas, utilizando os estudos e contribuições que foram realizados até agora. A expectativa é que o assunto seja discutido no parlamento e as reformas votadas o mais rápido possível. (Valor / Folha)

CPI DA COVID

Em depoimento, o ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta não poupou críticas duras a membros do governo Bolsonaro. Entre várias declarações, ele revelou que houve tentativa por parte do governo para alterar a bula da cloroquina para que o remédio fosse indicado pela Anvisa para tratamento do coronavírus, disse que Guedes “não ajudou nada” e se limitou a dizer que havia enviado recursos para a Saúde e que houve dificuldades em negociar insumos com a China por causa do Itamaraty. O relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL), falou que fica evidenciado como o presidente Jair Bolsonaro “divergiu” das orientações científicas na condução da pandemia. ( Valor)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

Nas últimas 24h, foram registrados 77,4 mil novos casos e 2.966 mortes. Desde o início da pandemia, o país atingiu a marca de 411,6 mil óbitos e 14,9 milhões de casos confirmados de Covid-19. Já foram aplicadas no Brasil 49,6 milhões de doses de vacina, sendo que 16,7 milhões de pessoas já receberam as duas doses do imunizante. ( Ministério da Saúde / G1)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL 

DESTAQUES

As bolsas americanas terminaram o dia sem direção definida, após comentário da Secretária do Tesouro Janet Yellen, interpretado pelo mercado como  possibilidade das taxas de juros americanas subirem, em caso de aquecimento excessivo da economia no futuro. Após o encerramento do pregão, o que foi dito no fim da manhã foi reconsiderado, com Yellen falando que não está prevendo taxas de juros mais elevadas. O Dow Jones fechou estável, subindo 0,06%, enquanto o S&P500 e o Nasdaq registraram quedas de 0,67% e 1,88%, respectivamente, com destaque para o recuo das grandes gigantes de tecnologia como Apple, Tesla e Amazon.

TAXAS DE JUROS NOS EUA

Ao falar em um fórum econômico, a Secretária do Tesouro americano, Janet Yellen, admitiu que as taxas de juros americanas podem ter que subir se a economia do país der sinais de aquecimento além do esperado, na ocasião da implementação dos planos de investimento de Biden. Tal declaração preocupou os agentes econômicos. Mais tarde, Yellen voltou atrás, dizendo que ela não estava nem prevendo, nem recomendando, que o FED aumente os juros. Além disso, acrescentou que não acha que haverá um problema inflacionário, que qualquer aumento de curto prazo na inflação será temporário e que os investimentos planejados são necessários para aumentar a produtividade americana. (CNBC / WSJ)

BALANÇA COMERCIAL

Ontem houve divulgação de déficit comercial recorde em março, de US$ 74,4 bilhões, devido à intensa demanda interna americana por importações. O país importou um total de US$274,5 bilhões, com um valor recorde de US$234,4 em importações de bens que vão desde roupas, móveis e brinquedos, até semicondutores, veículos automotores e equipamentos de telecomunicações. Conforme outros países também tenham suas economias se fortalecendo, é esperado que as exportações americanas voltem a ganhar tração e esse déficit diminua. ( Reuters)

PMI DO REINO UNIDO

Mês passado, a atividade industrial inglesa se expandiu no ritmo mensal mais intenso desde 1994, apurou a IHS Markit. O número de abril foi 60,9, versus 58,9 em março. Novos pedidos aumentaram no ritmo mais veloz desde novembro de 2013, e 2/3 das empresas esperam estar produzindo mais dentro do período de um ano. Também se verificou maiores prazos de entrega de produtos e aumento dos custos de matérias primas. A confiança, de modo geral, está em seu ponto mais alto em 7 anos. (Reuters)

CORONAVÍRUS NO MUNDO

Nos EUA, os casos de Covid-19 já somam 32,5 milhões e as mortes ultrapassam 578,4 mil. No mundo são 153,9 milhões de infectados e os óbitos bateram a marca de 3,2 milhões. (Johns Hopkins)

HOJE

As bolsas fecharam em queda na Ásia. Na Europa, os índices operam em campo positivo, assim como os futuros das bolsas de Nova York apontam para uma abertura com lucros. O petróleo avança mais de  1%, com o barril do tipo Brent negociado a US$ 69,64. O preço do ouro abre estável a US$ 1.778,20. Na agenda do dia tem relatório do mercado de trabalho ADP e discursos de membros do Fed, nos EUA. Por aqui tem produção industrial, PMI de serviços e decisão de política monetária do Banco Central. 

Deixe uma resposta