IBC-BR cai 1,59% em março em relação a fevereiro e os últimos destaques

Sexta-feira, 14 de maio de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

BrCotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)120.705,910,83%-1,09%1,52%1,42%
DI Jan 2025 (bps)8,26%22046261
Dólar PTAX (R$)5,28150,88%1,15% -2,26%1,63%
S&P 500 (pts)4.112,501,22%-2,84% -1,64%9,49%

BRASIL EM FOCO 

DESTAQUES

Após o pregão tenso da quarta-feira (12), o Ibovespa recuperou parte de suas perdas, refletindo a subida do S&P 500. Os DIs tiveram um dia estável ao longo de toda a curva, enquanto o dólar teve dia volátil.

IBC-BR

O Banco Central divulgou números do indicador para o mês de março, Com queda de 1,59% em relação a fevereiro deste ano, o tombo foi menos intenso que as expectativas dos economistas, cuja mediana era de -3,3%. No primeiro trimestre de 2021 (e no ano), o IBC-Br acumula alta de 2,30%. No acumulado de 12 meses, o IBC-Br, que é uma proxy do PIB, recuou 3,37%. O PIB do 1º trimestre será divulgado pelo IBGE no dia 1º de junho. (BC / Valor)

ELETROBRAS

O presidente da Eletrobras, Rodrigo Limp, se mostrou otimista com a disposição na Câmara para que a MP que permite a capitalização da Eletrobras avance. A votação do projeto ocorrerá semana que vem. De acordo com Limp, o texto foi construído junto com deputados e senadores contemplando temas como a Golden Share e investimentos na região Norte. De acordo com a CFO da estatal Elvira Presta, o processo de segregação da Eletronuclear e Itaipu da Eletrobras ainda não está definido. Os estudos para isso estão sendo realizados pelo BNDES. ( Canal Energia)

TESE DO SÉCULO

O STF decidiu ontem (13), por 8 votos a 3, que a exclusão do ICMS do cálculo do PIS/Cofins começará a valer a partir de 15 de março de 2017, quando a corte firmou o entendimento sobre essa matéria. Essa decisão favorece as empresas frente ao governo, que poderão recuperar créditos tributários a partir de 5 anos antes do ajuizamento da matéria, desde que tenham iniciado seus pleitos em datas anteriores ao julgamento em 2017. Já no caso de qual ICMS descontar da base, o STF decidiu pela exclusão do imposto destacado na nota fiscal, valor que resulta da aplicação da alíquota cheia sobre o valor do bem ou serviço. Essa decisão acarreta em desfalque às contas públicas de possivelmente mais de R$ 250 bilhões em 5 anos. (Valor / Estadão)

CPI DA COVID

Após o depoimento do gerente-geral da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, foi confirmado que o governo brasileiro recebeu seis propostas para comprar o imunizante a partir de agosto de 2020, sem devolver resposta positiva. Outros países, como os EUA e Japão, fecharam grandes contratos  com a empresa ainda nessa época. Para o governo brasileiro, a cláusula de isenção de responsabilidade caso a vacina tivesse efeitos negativos, que a farmacêutica impusera para a contratação das doses, era inaceitável e por isso não foram realizados os pedidos. Segundo Murillo, esse termo era padrão e foi firmado com mais de 100  outros países. O presidente Bolsonaro, em sua live semanal, afirmou ontem (13) que não havia segurança jurídica e sanitária para o acordo de compra dos imunizantes ser fechado no ano passado. (Valor)

Ainda sobre a CPI, com o respaldo do presidente Jair Bolsonaro, a Advocacia-Geral da União (AGU) protocolou ontem no Supremo Tribunal Federal (STF) um habeas corpus (HC) pedindo para que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello possa permanecer calado durante seu depoimento na CPI da Covid. A decisão está a cargo do ministro Ricardo Lewandowski. A expectativa é que ele decida nos próximos dias. (OGlobo)

CONTRATO

Foram mais de 7 meses desde o início dos contatos até que a vacina da Pfizer fosse finalmente contratada, em março deste ano. Caso o governo brasileiro tivesse aceitado a proposta de 70 milhões de unidades feita em agosto , teriam sido recebidas 1,5 milhão de doses no final de 2020, 3 milhões no 1º trimestre de 2021 e 14 milhões no 2º trimestre de 2021.

O acordo firmado com a empresa prevê 8,7 milhões de doses para o 2º trimestre de 2021, com recebimento a partir do final de abril, totalizando 100 milhões de doses até setembro. A vacinação no Brasil começou em 22 de janeiro de 2021 e até 31 de março haviam sido aplicadas  22,69 milhões de doses, ou seja, poderiam ter sido aplicadas 19,8% doses a mais até o final do 1º trimestre. Nesta terça-feira (11), o governo anunciou a compra de mais 100 milhões de doses, com início de entrega ainda esse ano. (Estadão)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

Nas últimas 24h, foram registrados 74,6 mil novos casos e 2.383 mortes. Desde o início da pandemia, o país atingiu a marca de 430,4 mil óbitos e 15,4 milhões de casos confirmados de Covid-19. Já foram aplicadas no Brasil 56,5 milhões de doses de vacina, sendo que 18,8 milhões de pessoas já receberam as duas doses do imunizante. ( Ministério da Saúde / G1)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL

DESTAQUES

As bolsas americanas fecharam positivas após três dias de quedas pesadas. O número de pedidos de seguro-desemprego contribuiu para aliviar o pessimismo dos investidores. Dow Jones, S&P500 e Nasdaq encerraram em alta de 1,29%, 1,22% e 0,72%, respectivamente.

SEGURO-DESEMPREGO

O número de pedidos de seguro-desemprego da semana passada foi de 473 mil, segundo o Labor Department dos EUA, ante 507 mil da semana anterior. Os pedidos seguem em trajetória de queda. Esses dados mostram a força da recuperação americana depois dos estímulos fiscais e monetários que o país vem recebendo. (WSJ)

IPP

O Índice de Preços ao Produtor de abril foi divulgado ontem (13) pelo Bureau of Labor Statistics americano, reportando alta de 0,6% em relação a março, acima do consenso esperado. Economistas consultados pela FactSet formaram expectativa de uma alta de 0,3%. É notório o aumento de preços dos aços, que subiram 18,4% em relação ao mês anterior. (CNBC)

MÁSCARAS

O CDC americano anunciou que pessoas completamente vacinadas não precisam mais usar máscaras ou fazer distanciamento social em praticamente todas as situações. As exceções seriam ao usar transportes coletivos, como aviões, ônibus ou trens, hospitais, casas geriátricas e prisões. Essas diretrizes foram atualizadas de acordo com estudos recentes. Pessoas não vacinadas continuam em risco e devem continuar usando máscara. (WSJ )

CORONAVÍRUS NO MUNDO

Nos EUA, os casos de Covid-19 já somam 32,8 milhões e as mortes ultrapassam 584,5 mil. No mundo são mais de 161,1 milhões de infectados e os óbitos bateram a marca de 3,34 milhões. (Johns Hopkins)

HOJE

Na Ásia, os índices fecharam em alta. As bolsas na Europa também avançam nesta sexta-feira. Os futuros das bolsas de Nova York apontam para um dia positivo. O preço do Brent sobe 1,22%, negociado a US$ 67,87. O ouro está cotado a US$ 1.835,16. O yield dos treasuries de 10 anos está em 1,64%. Na agenda do dia tem dados do varejo, da produção industrial e confiança do consumidor nos EUA.

Deixe uma resposta