Ações ligadas ás commodities impulsionam o Ibovespa e os últimos destaques

Terça-feira, 18 de maio de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

BrCotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)122.937,870,87%0,87%3,40%3,29%
DI Jan 2025 (bps)8,17%-8-8 37252
Dólar PTAX (R$)5,27550,10% 0,10 % -2,37%1,52%
S&P 500 (pts)4.163,29-0,25%-0,25% -0,43%10,84%

BRASIL EM FOCO

DESTAQUES

O Ibovespa avançou impulsionado pelas ações ligadas às commodities, se descolando do exterior mais cauteloso. Os DIs começaram a semana devolvendo parte do aumento de taxas na semana passada, com o mercado mais otimista com a perspectiva de reformas.

BOLETIM FOCUS

O mercado elevou a expectativa para inflação em 2021 para 5,15% (versus 5,06% na semana passada), e do PIB para 3,45% (contra 3,21% na leitura anterior). A Selic se manteve em 5,50% e a do dólar recuou para R$ 5,30 (era R$ 5,35). Para o fim de 2022, os economistas projetam uma inflação de 3,64%, com a taxa básica de juros indo para 6,50% (mais elevada em comparação com o último número, 6,25%). O PIB deve crescer 2,38%, dado o câmbio de R$ 5,35 (menor que os 5,40 da semana passada). ( BCB / Estadão)

REFORMA ADMINISTRATIVA

O relator da reforma administrativa, deputado Darci de Matos (PSD-SC), fez ontem (17) a leitura de seu parecer favorável à PEC da reforma administrativa na CCJ. O relator argumentou que a CCJ deve analisar apenas se há infrações em cláusulas pétreas da Constituição. A oposição pediu vista do relatório, que só poderá ser votado depois de duas sessões (provavelmente, na quinta-feira).  No parecer, o relator defendeu que quase todos os pontos polêmicos da proposta envolvem questões de mérito, que serão analisados numa segunda etapa da tramitação, na comissão especial. (Valor)

CPI DA COVID

O ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo irá depor hoje na CPI do Covid. Os senadores querem que Araújo explique a condução da diplomacia brasileira durante a pandemia. Existe preocupação no planalto pela saída turbulenta dele da pasta, o que pode ter gerado mágoas com o governo e ressentimentos. (Valor)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

Nas últimas 24h, foram registrados 29,9 mil novos casos e 786 mortes. Desde o início da pandemia, o país atingiu a marca de 436,5 mil óbitos e 15,6 milhões de casos confirmados de Covid-19. Já foram aplicadas no Brasil 58,7 milhões de doses de vacina, sendo que 19,4 milhões de pessoas já receberam as duas doses do imunizante. ( Ministério da Saúde / G1)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL

DESTAQUES

Os índices acionários americanos terminaram o pregão em baixa, com os mercados cautelosamente aguardando a divulgação da ata do FOMC amanhã (19). O Dow Jones, S&P500 e Nasdaq registraram quedas de 0,16%, 0,25% e 0,38%, respectivamente.

FED

O presidente do FED de Dallas, Robert Kaplan, disse em conferência, que ele ainda acha ser possível que os juros comecem a subir antes do final de 2022, reafirmando o que ele havia dito em março. Segundo Kaplan, há uma boa chance da economia estar em pleno emprego nessa época. Ele é uma voz destoante no alto escalão do FED, onde a maior parte dos membros tem dado declarações no sentido oposto. (Reuters)

TARIFAS

Os EUA e os países da zona do Euro concordaram em adiar os aumentos de tarifas previstos para o início do mês que vem em bens duráveis e não-duráveis como barcos, motos e bebidas alcóolicas. As tarifas foram impostas durante o governo Trump e impunham dificuldades às indústrias de aço e alumínio desses países, que sofrem com a concorrência chinesa. (WSJ)

PIB DO JAPÃO

A bolsa de Tóquio abriu em alta, observando os desdobramentos da pandemia e da campanha de vacinação no país. O PIB japonês do primeiro trimestre apresentou queda real de 1,3% na comparação com o trimestre anterior. Um pouco pior do que o recuo de 1,2% previsto por analistas. (Bloomberg)

CORONAVÍRUS NO MUNDO

Nos EUA, os casos de Covid-19 já somam 32,9 milhões e as mortes ultrapassam 586,3 mil. O número de mortes atinge o menor nível em quase 14 meses no país. No mundo são mais de 163,4 milhões de infectados, com picos de contaminação em Singapura e Taiwan, e os óbitos bateram a marca de 3,38 milhões. (Johns Hopkins)

HOJE

Na Ásia, as bolsas encerraram o dia em alta. No Japão, o Nikkei avançou 2%. Na Europa, os índices operam no positivo, assim como os futuros dos índices de Wall Street  apontam para um dia de lucros. O petróleo está em alta, o preço do Brent ultrapassou US$ 70. O ouro spot avança pelo quarto dia consecutivo, sendo negociado a US$ 1.868 a onça. 

Deixe uma resposta