Mudança no IR pretende reduzir faixa de isenção e os últimos destaques

Quinta-feira, 27 de maio de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

BrCotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)123.989,170,81%1,14%4,29%4,18%
DI Jan 2025 (bps)806,00%-9-1326241
Dólar PTAX (R$)5,31640,04%0,26%-1,61%2,30%
S&P 500 (pts)4.195,990,19%0,97% 0,35%11,71%

BRASIL EM FOCO

DESTAQUES

A bolsa brasileira registrou alta em dia forte para commodities e para ações de aviação (AZUL4 +11,31%, GOLL +7,15%). Com a divulgação do PAF (Plano Anual de Financiamento) do Tesouro Nacional de 2021, que prevê cenário mais benigno para a dívida pública, DIs e câmbio se acomodaram.

CAGED

Segundo o Ministério da Economia, houve geração líquida de 120.935 postos de trabalho em abril.O setor de serviços foi destaque, com a criação de 57.610 novos empregos.O número foi positivo, considerando que em abril houve intensificação de lockdowns, devido ao recrudescimento da pandemia, mas ficou abaixo do consenso levantado pelo Reuters, com expectativa por adição de 172,5 mil novas vagas. No ano, foram adicionadas praticamente 960 mil posições, maior valor para o período em pelo menos uma década. ( Reuters / Agência Brasil)

PAF

Conforme divulgado ontem (25) pelo Tesouro Nacional no Plano Anual de Financiamento, a meta para o estoque da dívida pública brasileira ficou entre R$5,5 e R$5,8 trilhões. A Dívida Pública Federal totalizou R$ 5,089 trilhões no mês de abril, número 2,92% menor em comparação com março. O montante resgatado no mês passado somou R$ 340,65 bilhões, o recorde da série histórica. Além disso, o custo médio da dívida brasileira nos últimos 12 meses ficou em 7,22%, uma redução em relação aos 7,64% marcados quando se considera os 12 meses terminados em março.Papéis pós-fixados (33,78% para 35,5%) e indexados à inflação (26,38% para 27,69%) ganharam relevância, enquanto os prefixados (34,67% para 31,9%) perderam peso na composição da dívida brasileira. Os ligados ao câmbio (5,17%) completam o restante dos títulos. A divulgação desses dados impactou positivamente o mercado de juros brasileiro, reduzindo os prêmios exigidos nas taxas prefixadas. (Valor)

REFORMAS

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou em entrevista nesta quarta-feira (25) que a proposta de mudanças no IR que está sendo elaborada pelo governo pretende aumentar a faixa de isenção para a pessoa física e também reduzir a alíquota máxima, que hoje é de 27,5%. Não foi comentado para qual valor a faixa de isenção se deslocaria, atualmente em R$ 1.903,98.  Lira afirmou que pretende discutir a reforma tributária “possível” e que os pilares dela são simplificação, não aumentar a carga tributária e dar segurança jurídica para os investidores. (Valor)

CPI DA COVID

A Comissão aprovou a reconvocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e de seu antecessor, general Eduardo Pazuello, para depoimento à CPI da Covid. Logo em seguida, também foi aprovada a convocação de 9 governadores e outras pessoas como Arthur Weintraub e Filipe Martins, que seriam parte do “gabinete paralelo” do governo. Além disso, o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), protocolou um requerimento para convocar o presidente Jair Bolsonaro a depor. Não há jurisprudência para isso, e há expectativa de que o STF barre essa chamada. (Valor)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

Nas últimas 24h, foram registrados 80,5 mil novos casos e 2.398 mortes. Desde o início da pandemia, o país atingiu a marca de 454,4 mil óbitos e 16,3 milhões de casos confirmados de Covid-19. Foram aplicadas no Brasil 64,9 milhões de doses de vacina, sendo que 21,4 milhões de pessoas já receberam as duas doses do imunizante. ( Ministério da Saúde / G1)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL

DESTAQUES

Os índices acionários americanos tiveram uma sessão de alta, com o Dow Jones, S&P500 e Nasdaq subindo respectivamente 0,03%, 0,19% e 0,59%. Em dia de bolsa em leve alta, o índice Dow Jones completou aniversário de 125 anos.

FED

Randal Quarles sinalizou que estaria aberto para iniciar conversas sobre a redução de compras de ativos pelo FED, nem que seja apenas para adicionar transparência aos planos do Banco Central americano. Quarles, que fez questão de minimizar preocupações sobre a inflação, é o diretor do FED mais graduado até agora a dar esse parecer. (Reuters)

COMÉRCIO ENTRE EUA E CHINA

Uma conversa por telefone, entre a chefe do Comércio americano, Katherine Tai, e o vice primeiro-ministro chinês, Liu He, para tentar resolver algumas pendências, foi descrita como “franca, pragmática e de troca construtiva”.  A ligação é apenas uma das reuniões de alto nível entre os dois países, desde que o presidente Joe Biden tomou posse em janeiro e depois que diplomatas tiveram uma reunião controversa no Alaska em março. Mesmo as duas nações tendo chegado a um acordo parcial em 2020, ainda há bilhões de dólares em tarifas na mesa e a China não cumpriu as compras conforme negociado. ( Bloomberg)

ORIGEM DO CORONAVIRUS

O presidente Biden quer intensificar investigações sobre a origem do Covid-19. Biden disse que há divergência entre especialistas americanos da Inteligência sobre a origem do vírus, se realmente veio de contato animal-humano ou se foi um acidente de laboratório. Um documento sobre essa investigação mais atenta deve sair dentro do prazo de 90 dias. (WSJ)

VACINAÇÃO

Os resultados da vacinação têm sido desanimadores nas Ilhas Seychelles, a nação que mais recebeu doses em termos percentuais do mundo. As taxas de infecção subiram, mesmo que 64% da população do país já tenha recebido as duas doses da vacina. Apesar do aumento do número de casos entre vacinados, apenas 2,5% deles têm sido graves. Esses resultados contrastam com os de Israel, que tem diminuído em todas as taxas relacionadas ao Covid. Cientistas atribuem essa diferença à vacina aplicada em cada um desses lugares. Enquanto Israel vacinou majoritariamente com a vacina da Pfizer, Seychelles usou mais as vacinas da AstraZeneca e da Sinopharm. (Bloomberg)

CORONAVÍRUS NO MUNDO

Nos EUA, os casos de Covid-19 já somam 33,2 milhões e as mortes ultrapassam 591,9 mil. No mundo são mais de 168,1 milhões de infectados, e os óbitos estão na marca de 3,5 milhões. (Johns Hopkins)

HOJE

Na Ásia, as bolsas do Japão e Hong Kong fecharam em queda, mas na China avançaram. Na Europa, o movimento é misto. Enquanto a bolsa francesa opera em campo positivo, na Alemanha e Reino Unido os índices do mercado de ações recuam. Os futuros dos índices de Wall Street apontam para uma abertura com prejuízos. O petróleo está em queda de quase 1%, com o Brent negociado a US$ 68. O ouro spot está estável, cotado a US$ 1.896,67. O Bitcoin continua abaixo de US$ 40.000. Na agenda do dia há muitos dados importantes para os investidores. Nos EUA, saem o PIB do primeiro trimestre, consumo, dados do mercado de trabalho e pedidos de seguro-desemprego. Aqui, será divulgado o resultado primário pelo Tesouro Nacional.

Deixe uma resposta